A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
74 pág.
1715895-poderes-administrativos

Pré-visualização | Página 1 de 18

noções de DIREITO ADMINISTRATIVO
stj
PODERES ADMINISTRATIVOS
Livro Eletrônico
http://www.grancursosonline.com.br
2 de 74
NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO
Poderes Administrativos
Prof. Gustavo Scatolino 
www.grancursosonline.com.br
SUMÁRIO
Poderes Administrativos ..............................................................................3
1. Introdução .............................................................................................4
2. Poderes Administrativos ...........................................................................6
2.1. Poder Hierárquico .................................................................................6
2.2. Poder Disciplinar ................................................................................10
2.3. Poder Regulamentar ou Normativo .......................................................15
2.4. Poder Discricionário e Poder Vinculado ..................................................18
2.5. Poder de Polícia .................................................................................19
2.5.1. Atributos ou Prerrogativas ou Características do Poder de Polícia ............23
2.5.2. Delegação do Poder de Polícia aos Particulares ....................................26
2.5.3. Polícia Administrativa e Polícia Judiciária .............................................27
2.5.4. Prescrição ......................................................................................31
Questões de Concurso ...............................................................................35
Gabarito ..................................................................................................51
Questões Comentadas ...............................................................................52
O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
http://www.grancursosonline.com.br
http://www.grancursosonline.com.br
3 de 74
NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO
Poderes Administrativos
Prof. Gustavo Scatolino 
www.grancursosonline.com.br
PODERES ADMINISTRATIVOS
Olá, amigo(a) concurseiro(a)! Guerreiro(a)!
Vamos para mais uma aula!
O tema desta aula são os Poderes Administrativos. Muitos concursos cobram 
esse tema. Mas, no meu ponto de vista, as questões das provas não são difíceis… 
Você verá. É um tema relativamente pequeno. Você terá que saber quais são os 
poderes administrativos e as características de cada um.
“O rio corta a rocha não por causa de sua força, 
mas por causa de sua persistência..."
Vem comigo! Foco total!
GUSTAVO SCATOLINO
Atualmente é Procurador da Fazenda Nacional. Bacharel em Direito 
e pós-graduado em Direito Administrativo e Processo Administrativo. 
Ex-assessor de Ministro do STJ. Aprovado em vários concursos 
públicos, dentre eles, Analista Judiciário do STJ, exercendo essa 
função durante 5 anos, e Procurador do Estado do Espírito Santo.
O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
http://www.grancursosonline.com.br
http://www.grancursosonline.com.br
4 de 74
NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO
Poderes Administrativos
Prof. Gustavo Scatolino 
www.grancursosonline.com.br
1. Introdução
O exercício da atividade administrativa deve estar voltado, a todo instante, para 
o alcance do interesse público. Desse modo, a Administração necessita de instru-
mentos para que o objetivo seja alcançado.
Os poderes administrativos têm esse caráter instrumental. São instrumentos 
colocados à disposição do administrador público, para atingir o interesse público.
Poderes administrativos não devem ser confundidos com os Poderes do Estado 
(Executivo, Legislativo e Judiciário).
A expressão “poder” administrativo também não deve ser entendida como uma 
faculdade para a Administração, pois, quando a situação estiver configurada, o 
poder deve ser exercido. Na verdade a expressão mais adequada é “poder-dever” 
ou “dever-poder”, ou seja, a Administração tem o dever de valer-se de todos os 
poderes que estão à sua disposição.
O não exercício de um poder administrativo pode levar à responsabilidade 
administrativa e penal do agente público, bem como à responsabilidade civil da 
Administração se causar dano a particulares. Como exemplo, um agente público 
não pode deixar de punir um subordinado quando ficar comprovado que a infração 
administrativa ocorreu; um superior não pode deixar de controlar e fiscalizar os atos 
de seus subordinados; o Estado não pode deixar de restringir direito em benefício 
do interesse público.
Já que o administrador tem poderes, ele também terá seus deveres. São eles:
a) Dever de agir: não pode o agente público manter-se inerte diante de situa-
ção em que o poder deva ser exercido.
b) Dever de prestar contas: tem o dever de ser transparente e expor a ativi-
dade desenvolvida e os custos dessa atividade.
O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
http://www.grancursosonline.com.br
http://www.grancursosonline.com.br
5 de 74
NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO
Poderes Administrativos
Prof. Gustavo Scatolino 
www.grancursosonline.com.br
c) Dever de eficiência: o administrador deve desempenhar os poderes com 
eficiência (presteza, perfeição, rendimento, qualidade e economicidade).
d) Dever de probidade: deve o agente público atuar com boa-fé, ética e ho-
nestidade, no exercício de suas funções.
Mnemônico PEPA
Prestar contas, Eficiência, Probidade, Agir
Além disso, o exercício dos poderes administrativos deve ser utilizado de modo 
correto, para que o agente público não cometa o abuso de poder.
O abuso de poder ocorre de duas formas: (i) quando a autoridade, embora com-
petente para praticar o ato, ultrapassa os limites de suas atribuições; (ii) pratica ato 
visando ao interesse próprio ou utiliza atos para finalidades não previstas em lei.
O abuso de poder pode ocorrer de forma comissiva (=ação) ou omissiva. Na 
omissão, o agente pode, por exemplo, deixar de praticar um ato visando ao inte-
resse próprio.
a) Excesso de poder: ocorre quando a autoridade, embora competente para 
praticar o ato, vai além do permitido e exorbita no uso de suas faculdades adminis-
trativas.
O agente até tem competência, mas a extrapola. Por exemplo: o chefe da re-
partição, pela Lei n. 8.112/90, somente pode aplicar, no máximo, a sanção de ad-
vertência ou suspensão por até 30 dias. Se ele aplica a demissão, comete excesso 
de poder. Assim, ele tem competência punitiva, mas estaria avançando nas suas 
atribuições legais.
O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
http://www.grancursosonline.com.br
http://www.grancursosonline.com.br
6 de 74
NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO
Poderes Administrativos
Prof. Gustavo Scatolino 
www.grancursosonline.com.br
b) Desvio de finalidade ou desvio de poder: embora atuando nos limites de 
sua competência, o agente pratica o ato por motivos pessoais ou com fins diversos 
dos objetivos dados pela lei ou exigidos pelo interesse público. 
Por exemplo: desapropriação para prejudicar desafeto político; remoção de ser-
vidor com caráter punitivo.
Cai muito em prova!!! Remoção, conforme a Lei n. 8.112/90, NÃO PODE ter caráter 
punitivo. A remoção desloca o servidor, mas não