Avaliação Final - Economia - UNIASSELVI
2 pág.

Avaliação Final - Economia - UNIASSELVI


DisciplinaEconomia I34.479 materiais257.297 seguidores
Pré-visualização1 página
09/07/2020 Economia- Discursiva | PROVAS DA UNIASSELVI
https://provasdauniasselvi.blogspot.com/2014/03/economia-discursiva_31.html?view=flipcard 1/2
3. Avaliação Final (Discursiva) - Individual e sem Consulta (238334)
Economia (ECO20)
Prova: 1787528
QUESTÃO:
1. Em termos econômicos, a Procura Inelástica acontece quando o aumento relativo das quantidades procuradas é menor
que a redução relativa dos preços. Sendo assim, os produtos ou serviços que não podem ter mais opções de produtos
substitutos tendem a ter uma Procura mais Elástica ou Inelástica? Argumente sua resposta e exponha algum produto que
possa apresentar essa característica: quase não ter substituição, ou simplesmente não ter substituto.
 
RESPOSTA ESPERADA:
Produtos ou serviços que não podem ter ou quase não têm substitutos ou similares tendem a apresentar uma procura mais
inelástica. Sendo assim, na medida em que possa existir menor oferta de substitutos, o produto ou serviço pode apresentar um grau
de elasticidade-preço menor.
Nesta situação, pode-se colocar o exemplo do arroz. Se o arroz ficar um pouco mais caro, o consumidor vai continuar consumindo
quase a mesma quantidade. Contudo, se esse produto ficar muito mais caro, o consumidor começará a procurar substitutos desse
carboidrato. Assim, como existem relativamente poucos substitutos, poderá começar a consumir mais macarrão e/ou batata.
 
QUESTÃO:
2. Os vazamentos representam todos os recursos originários da renda das famílias que não são destinados ao consumo. Se os
vazamentos não forem corrigidos por suas respectivas injeções, a Demanda Agregada por bens e serviços será muito
reduzida e as empresas não conseguirão vender tudo o que produziram. Haverá aumento dos estoques e, portanto,
reduzirão a produção com possíveis demissões; logo, esses vazamentos precisam ser reinjetados na economia.
\u2022 Enumere os três tipos de vazamentos.
\u2022 Explique de maneira sucinta como eles podem ser reinjetados na economia.
 
RESPOSTA ESPERADA:
Os três tipos de vazamentos são: Poupança, Impostos e Mercadorias Importadas.
\u2022 Poupança: a poupança é recoletada pelo sistema financeiro, logo as reinjeções desses fundos monetários são atingidas através dos
empréstimos e investimentos que os bancos geram na economia.
\u2022 Impostos: os impostos pagos são rendas das famílias que não são gastas no consumo, logo são fundos recoletados pelo Estado.
Cabe ao Estado fazer gestão dessas receitas geradas pelos impostos; e quando precisar dar uma ajuda à demanda agregada, poderá
reinjetar esses recursos através de gastos e investimentos do governo.
\u2022 Mercadorias Importadas: toda renda gasta em produtos importados estimula a produção dos países lá fora e desestimula a
indústria nacional, destinando parte das rendas das famílias ao exterior. Esse vazamento é corrigido através das exportações.
Assim, quando o país exporta, ele traz renda externa, nivelando o vazamento das importações.
 
QUESTÃO:
3. Na última década, o Governo Brasileiro vem se esforçando para obter um Superávit Primário significativo. Explique o
que é Superávit Primário e o que poderia acontecer se o superávit primário fosse negativo.
 
RESPOSTA ESPERADA:
09/07/2020 Economia- Discursiva | PROVAS DA UNIASSELVI
https://provasdauniasselvi.blogspot.com/2014/03/economia-discursiva_31.html?view=flipcard 2/2
Superávit Primário é, por assim dizer, o resultado \u201cbruto\u201d das contas do governo. É o valor obtido a partir do valor total da
arrecadação de impostos, subtraindo-se o valor das despesas operacionais (folha de pagamento, custos administrativos, verbas para
ministérios etc.) do governo. Nos últimos anos, o superávit primário já ultrapassa o valor de 100 bilhões de reais. O Governo
Brasileiro persegue esse objetivo para utilizar esses recursos para o pagamento de parte dos juros da dívida interna nacional.
Se o superávit primário fosse negativo, a dívida pública cresceria de forma desordenada, a ponto de se tornar difícil de administrar.
Caso isso viesse a ocorrer, a credibilidade do Governo Brasileiro seria posta em cheque, resultando em vários prejuízos para a
economia e para a sociedade brasileira.