A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Oclusão normal- normoclusão

Pré-visualização | Página 1 de 1

→ Oclusão normal - normoclusão
Deve apresentar 28 dentes corretamente ordenado no arco; oclusão estável sá; esteticamente atrativa; gengiva sadia; osso alveolar integro; ATM sadia.
Chaves da oclusão normal:
↳Chave I -Relação Interarcos: 
-As cúspides V dos PM sup possuindo relação de cúspide- ameia com os PM inferiores
- A vertente D da cúspide DV do 1°M permanente superior deve ocluir com a vertente M da cúspide MV do 2° M inferior permanente
-O C sup com uma relação cúspide- ameia com o C e 1°PM inf. A ponta da cúspide levemente M á ameia.
- O I sup sobrepondo se aos inf e as linhas medianas dos arcos coincidentes.
- A cúspide MV do 1° m sup permanente ocluindo no sulco entre as cúspides vestibulares mesial e mediana do 1°M inf. Permanente (sulco mesio-vestibular)
↳Chave II- Angulações das coroas:
Angulação da coroa no sentido mesiodistal onde a região cervical do longo eixo deve estar a distal a região incisiva do dente. Quando a porção cervical encontra- se por D em relação a incisal/ oclusal a angulação é positiva, quando a porção cervical está para a M em relação incisal/ oclusal angulação é negativa.
↳Chave III- Inclinação das coroas/dentes: 
Por intermédio de uma tangente às faces vestibulares, acompanhando o longo eixo das coroas em relação ao plano oclusal de Andrews, verifica-se a seguinte disposição:
· Os incisivos centrais e laterais superiores têm inclinação positiva;
· Os incisivos inferiores, pré-molares e molares superiores e inferiores mostram inclinações negativas, que aumentam progressivamente em direção posterior. 
↳ChaveIV– Ausência de Rotações.
Arcos dentários com ausência de rotações apresentam um perímetro normalizado, sem espaços interdentários.
↳Chave V– Pontos de Contatos Justos.
Uma oclusão normal não deve possuir diastemas, esta verificação é feita por inspeção visual.
↳Chave VI – Curva de Spee.
Uma curva de Spee perfeita se constitui numa chave essencial para uma oclusão perfeita. Uma profundidade de até no máximo 2,5 mm da curva de Spee pode ser aceita como normal; entretanto, Andrews preconiza o seu nivelamento, deixando-a plana ou encurvada muito levemente.
Para visualizar a profundidade da curva de spee utiliza o template transparente tocando a incisal dos I e a cúspide + alta do último M em oclusão. A maior distância entre o template e o PM + baixo geralmente, o segundo, devendo ser suave ou inexistente.
●Curva de Spee côncava→ Dentes apinhados
●Curva de Spee plana→ dentes alinhados
●Curva de Spee convexa → dentes diastemados 
→ Análise dinâmica- Guias de oclusão
1) RC: contato entre todos os dentes
2) Lateralidade
Trabalho: desoclusão em grupo ou C
Não trabalho: sem contato dentário
3) Protrusão: contato dos dentes anteriores (pode haver toque até o 1°M inf)
Qualquer oclusão que não se encaixe em 1 ou + chave de Andrews, é considerado Maloclusão
- Vertente: plano inclinado de uma cúspide
- Tangente: reta que possui a intersecção em somente um ponto de uma circunferência
- Perpendicular: que produz ângulo reto com outro plano
- Template: objeto plano em forma de quadrado