A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
41 pág.
PERIGOS E RISCOS EM UMA COZINHA INDUSTRIAL DDS UMA FERRAMENTA EFICAZ

Pré-visualização | Página 6 de 10

23 
 
apresentar sugestões e recomendações ao empregador para que melhore as condições de 
trabalho, eliminando as possíveis causas de acidentes e doenças ocupacionais. 
NR-6 estabelece e define os tipos de equipamentos de proteção individual – EPIs que 
as empresas estão obrigadas a fornecer a seus empregados sempre que as condições de 
trabalho o exigir, a fim de resguardar a saúde e a integridade física dos trabalhadores. 
NR-7 que estabelece a obrigatoriedade de elaboração e implementação por parte de 
todos os empregadores e instituições que admitam trabalhadores do Programa de Controle 
Médico de saúde Ocupacional – PCMSO, com o objetivo de promover e preservar a saúde do 
conjunto dos seus trabalhadores. 
NR-8 dispõe sobre os requisitos técnicos mínimos que devem ser observados nas 
edificações para garantir segurança e conforto aos que nelas trabalham. 
NR-9 estabelece a obrigatoriedade de elaboração e execução por parte de todos os 
empregadores e instituições que admitam trabalhadores como empregados do Programa de 
Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA. Visa à prevenção da saúde e da integridade física 
dos trabalhadores por meio de antecipação, do reconhecimento, da avaliação e do consequente 
controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham a existir no ambiente de 
trabalho, considerando a proteção do meio ambiente e dos recursos naturais. Também define 
as ações que devem ser tomadas dentro de cada agência da empresa, sob a responsabilidade 
do empregador, com a participação dos trabalhadores, e seu escopo e profundidade dependem 
das características do risco e da necessidade de controle. (Artigo 9.1.2 da NR 09). 
Este padrão inclui dois anexos: No escopo do Programa de Prevenção de Riscos 
Ambientais, o Apêndice I define padrões para a prevenção de doenças e condições causadas 
pela exposição ocupacional à vibração mão-braço-VMB e vibração de corpo inteiro-VCI. O 
anexo II especifica os requisitos mínimos de saúde e segurança ocupacional para a exposição 
ocupacional ao benzeno nos postos de gasolina chineses que contêm a substância. Esses 
requisitos devem complementar os requisitos e diretrizes já fornecidos na legislação de 
segurança e saúde ocupacional (SST implementada no Brasil). 
NR-10 estabelece as condições mínimas exigíveis para garantir a segurança dos 
empregados que trabalham nas diversas etapas de instalações elétricas, incluindo elaboração 
24 
 
de projetos, execução, operação, manutenção, reforma e ampliação, bem como a segurança de 
usuários e de terceiros em quaisquer das fases de geração, transmissão, distribuição e 
consumo de energia elétrica. 
A NR 10 no dispositivo 10.1.1 especifica os requisitos e condições mínimos 
destinados à implementação de medidas de controle e sistemas de prevenção para garantir a 
segurança e a saúde dos trabalhadores, direta ou indiretamente, interagindo com instalações e 
serviços elétricos. A NR também é aplicável a todos os estágios de geração, transmissão, 
distribuição e consumo de energia, incluindo o estágio de projeto, construção, montagem, 
operação, manutenção, instalações elétricas e qualquer trabalho realizado nas proximidades, 
deve cumprir os padrões técnicos oficiais estabelecidos pelos órgãos e autoridades 
competentes e normas internacionais aplicáveis na ausência ou omissão. 
A NR 11 estabelece padrões de segurança para a operação de elevadores, guindastes, 
transportadores industriais e transportadores. O Anexo I desta norma abrange as "Regras 
Técnicas", que definem os princípios básicos e medidas de proteção para proteger a saúde e a 
integridade física dos trabalhadores, e especificam os requisitos mínimos para a prevenção de 
acidentes industriais e comerciais e doenças ocupacionais. Sem prejuízo da melhoria, para a 
prevenção de acidentes e doenças do trabalho no comércio e na indústria de beneficiamento, 
transformação, movimentação, manuseio e armazenamento de chapas rochas ornamentais, nas 
normas internacionais aplicáveis, ela não afeta as disposições de outros regulamentos NR e na 
ausência ou ausência dessas disposições. 
NR-12 estabelece as medidas prevencionistas de segurança e higiene do trabalho a 
serem adotadas pelas empresas em relação à instalação, operação e manutenção de máquinas 
e equipamentos, visando à prevenção de acidentes do trabalho. A NR 12 e seus acessórios 
definem referências técnicas, princípios básicos e medidas de proteção para garantir a saúde e 
a integridade física dos trabalhadores e determinam os requisitos mínimos para a prevenção 
de acidentes e doenças ocupacionais durante o projeto e uso da máquina. Vários tipos de 
equipamentos utilizados em todas as atividades econômicas, assim como sua fabricação, 
importação, comercialização, exibição e transferência de qualquer forma, e não afetam a 
conformidade com outras disposições regulamentares de NR, e essas disposições não existem 
ou estão ausentes. No caso de padrões internacionais aplicáveis. 
25 
 
NR-13 Caldeira e vaso de pressão: Estabelece todos os requisitos técnicos e legais 
relacionados à instalação, operação e manutenção de caldeiras e vasos de pressão para evitar 
acidentes ocupacionais. A NR 13 estipula os requisitos mínimos para o gerenciamento da 
integridade estrutural de caldeiras a vapor, vasos de pressão e suas tubulações interconectadas 
relacionadas à instalação, inspeção, operação e manutenção, e foi projetada para proteger a 
segurança e a saúde dos trabalhadores. 
NR-14 estabelece as recomendações técnico-legais pertinentes à construção, operação 
e manutenção de fornos industriais nos ambientes de trabalho. 
NR-15 descreve atividades, operações e agentes insalubres, inclusive seus limites de 
tolerância, definindo, assim, as situações que, quando vivenciadas nos ambientes de trabalho 
pelos trabalhadores, ensejam a caracterização do exercício insalubre e também os meios de 
proteger os trabalhadores de tais exposições nocivos à saúde. 
NR-17 estabelece a ergonomia que visa estabelecer parâmetros que permitam a 
adaptação das condições de trabalho às condições psicofisiológicas dos trabalhadores, de 
modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente. 
NR-23 trata da prevenção de incêndio: desenvolva medidas de prevenção de incêndio 
e estabeleça medidas de prevenção de incêndio que devem ser tomadas no local de trabalho 
para evitar a saúde e a integridade física dos trabalhadores. O padrão foi esvaziado, o que 
significa que todos os empregadores devem tomar medidas de prevenção de incêndio de 
acordo com as leis nacionais e os padrões técnicos aplicáveis. 
NR-24 aborda as condições de higiene e conforto no local de trabalho: regulamenta os 
padrões de higiene e conforto a serem seguidos no local de trabalho, especialmente nas 
seguintes áreas: banheiro, vestiário, cafeteria, cozinha, acomodação e água potável, higiene no 
local de trabalho e proteção à saúde dos trabalhadores. 
NR-25 trata dos resíduos industriais: desenvolva medidas preventivas para proteger os 
resíduos industriais gerados pela empresa no destino final, devido ao ambiente de trabalho, 
para proteger a saúde e a segurança pessoal dos trabalhadores. 
26 
 
NR-26 dispõe de sinal de segurança, onde estabelece a padronização de cores para 
sinais de segurança no ambiente de trabalho para proteger a saúde e a integridade física dos 
trabalhadores. O padrão enfatiza que a cor do local ou local de trabalho se destina a indicar e 
avisar sobre os riscos existentes. A norma também define critérios de classificação, rótulos de 
prevenção e Ficha com Dados de Segurança de Produto Químico. 
RESOLUÇÃO-RDC N° 216, DE 15 DE SETEMBRO DE 2004 Dispõe sobre 
Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação. A Diretoria Colegiada 
da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso da atribuição que lhe confere o art. 11, 
inciso IV, do Regulamento da Agência Nacional de Vigilância