Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Exercícios de fixação

Pré-visualização | Página 1 de 2

Exercícios de fixação - vacinas
1. Criança de 18 meses de idade com as seguintes doses registradas no cartão: D1 hepatite B, DU de BCG, D1, D2, D3 de Penta, D1, D2, PNEUMO 10, D1 e D2 de VORH, D1 e D2 de VIP e D3 de VOP, D1 e D2 de Meningo C, DU de FA. Mãe alega que a Unidade Saúde é muito longe de sua residência. Como proceder? 
· A criança irá receber a 1º dose de reforço da DTP e agendar o 2º reforço, atentando-se para o intervalo de 6 meses entres os reforços; 
· Administrar 1º reforço da VIP e agendar o 2º reforço da VOP aos 4 anos, com intervalo mínimo de 6 (seis) meses após o primeiro reforço; 
· Agendar dose de reforço da febre amarela aos 4 anos de idade; 
· Administrar dose única da tríplice viral e Hepatite A; 
· Agendar dose única da tetra viral para 30 dias; 
· Agendar uma dose de varicela aos 4 anos de idade; 
· Reforço pneumo; 
· Reforço meningo c e agendar próximo reforço aos 12 anos.
2. Criança com 9 anos de idade, do sexo feminino, na caderneta de vacinação há registro de todas as vacinas padronizadas pelo PNI, exceto a vacina HPV. Foi verificado que no cartão de vacinas há um agendamento de reforço para a vacina febre amarela. Mãe relata falta de vacina no posto de vacinação. Como proceder? 
Caso a criança tenha recebido a uma dose da vacina antes de completar 5 anos de idade, administrar uma dose de reforço, independentemente da idade em que a pessoa procure o serviço de vacinação. Respeitar intervalo mínimo de 30 dias entre a dose e o reforço. Caso a criança tenha recebido a primeira dose com mais 5 anos de idade, considerar vacinado. 
A criança também deverá receber a 1º dose da vacina HPV, e agendar a 2º dose com intervalo de 6 meses entre as doses.
3. Criança com 6 meses de idade, consta no cartão de vacina DU de BCG, D1 de hepatite B, D1 e D2 Penta, D1 e D2 Meningo C, D1 e D2 VORH, D1 e D2 Pneumo 10, D2 de VIP. Mãe relata posto de vacinação de difícil acesso. Como proceder? 
· A criança deverá receber a 3º dose de pentavalente e VIP;
· Agendar DTP e VOP aos 15 meses;
· O enfermeiro deverá agendar a 1º dose da vacina febre amarela aos 9 meses;
· Agendar dose única de tríplice viral;
· Agendar reforço da meningo e pneumo;
· Agendar dose única de hepatite A e Tetra Viral.
4. Criança com 17 meses de idade, o entrevistador observou em seu cartão de vacinas, que não há registro das vacinas referentes a faixa etária de 12 meses acima. Mãe relata falta de tempo para ir ao posto de vacinação. Como proceder? 
· A criança deverá receber o 1º reforço da DTP e agendar o 2º reforço aos 4 anos de idade; 
· Administrar 1º dose da tríplice viral e após 30 dias receber a 1º dose da tetra viral e Hepatite A; 
· Agendar uma dose de varicela aos 4 anos de idade.
5. Criança com 4 anos e 11 meses de idade, na caderneta não há registro do Reforço da vacina Febre Amarela, Ref.2 da VOP e Ref.2 da DTP. Mãe relata que não estava agendado. Como proceder?
Administrar uma dose de reforço da vacina febre amarela; administrar 2º reforço da VOP e DTP; administrar uma dose da vacina varicela.
6. Criança com 3 anos e 1 mês de idade e na sua caderneta de vacinação há comprovação das vacinas até 12° mês. Mãe Relata ter encontrado posto de vacinação fechado. Como proceder? 
· Administrar 1º reforço da VOP e DTP, e agendar 2º reforço aos 4 anos de idade; 
· Administrar a vacina tetra viral e hepatite A; 
· Agendar vacina varicela aos 4 anos de idade. 
7. Criança com 2 anos e 1 mês de idade, na caderneta há comprovação da tríplice viral aos 15 meses. Porém não há registro da vacina tetra viral e nem reforço das vacinas PNEUMO 10, MENINGO C, e Ref.1 DTP e VOP. Mãe Relata ter encontrado posto de vacinação fechado. Como proceder? 
· Administrar uma dose da vacina tetra viral e o 1º reforço da DTP e da VOP e ainda agendar 2º reforço das mesmas, aos 4 anos de idade; 
· Administrar dose de reforço da pneumo 10 e meningo c. 
8. Criança com 7 anos e 3 meses do sexo masculino, mora com pai e a avó. Na caderneta de vacinação há registro de BCG, D3 de hepatite B, D2 de Tetravalente, D2 de VORH, D2 de VOP, DU de FA, D1 de TV. Mãe relata dificuldade de ir no posto de saúde. Como proceder? 
· Apagar agendamento da FA;
· Administrar D3 – Dt, agendar reforço para 10 anos após;
· Administrar D2 de Tríplice Viral;
· Agendar meningo para 12 anos;
· Agendar HPV para 11 anos.
Hepatite e tetra tem que ter no mínimo 3 doses.
9. Criança com 4 anos 8 meses e 28 dias, sendo que em sua caderneta de vacinação não há registro dos primeiros reforços da VOP, DTP e a DU da Tetra viral e hepatite A. As demais vacinas da rotina estão em dia. Mãe relata falta de vacina no posto de vacinação. Quais vacinas devem ser administradas? 
· Administrar 2º reforço da VOP e DTP, visto que a criança já está pra completar 5 anos. 
· Administrar dose única da tetra viral e hepatite A; 
10. Criança com 20 meses de idade e a sua caderneta de vacinação está em dia. Ressalta-se que esta criança recebeu na multivacinação a vacina tríplice viral e varicela monovalente. O que fazer? 
Não fazer nada, esquema vacinal em dia;
Agendar DTP e VOP aos 4 anos.
11. Mãe relata que criança de 4 anos e 10 meses reside na casa, contudo no momento da entrevista estava no berçário e o comprovante de vacinação estava na casa de sua avó que reside no município de Sonora. Como proceder? 
A mãe deve procurar a Unidade básica de saúde juntamente com a criança e o cartão de vacinas.
12. Criança com 8 meses de idade, consta no cartão de vacina DU de BCG, D1 de hepatite B D1 e D2 Penta, D1 e D2 Meningo C, D1 e D2 VORH, D1 e D2 de Pneumo 10V, D1 e D2 de VIP. Mãe relata falta de tempo para ir ao posto de vacinação. Como Proceder? 
· A criança deverá receber a 3º dose de pentavalente e VIP;
· Agendar a vacina de febre amarela aos 9 meses. 
13. Criança com 15 meses de idade, consta na caderneta de vacinação as seguintes vacinas: BCG, DU Hepatite A, D1 Hepatite B, D3 Penta, D3 VIP, Ref. Meningo C, Ref. Pneumo 10V, DU de Febre Amarela e D1 Tríplice Viral. Mãe relata outros motivos para a não vacinação. Como proceder? 
· 1º reforço da VOP e DTP, agendar reforço aos 4 anos;
· Dose única na tetra viral;
· Agendar varicela aos 4 anos;
· Agendar reforço de FA.
14. Criança com 3 anos 8 meses de idade, com todas as vacinas da rotina em dia para a faixa etária, contudo não recebeu a DU de tetraviral, mas a D1 e D2 de TV. Qual conduta deve ser tomada? 
· Administrar dose única de tetra viral;
· Administrar dose única da Hepatite A;
· Agendar reforço de febre amarela com 4 anos e 2 meses;
· Agendar 2º reforço de VOP e DTP, aos 4 anos.
15. Criança de 18 meses, apresenta em sua caderneta de vacinação com todas as vacinas em dia para essa faixa etária. Como proceder? 
Agendar reforços da Febre amarela, DTP e VOP e dose de varicela aos 4 anos.
16. Criança com 6 meses e 24 dias, mãe portadora de HIV positiva sem registro da vacina BCG e sem cicatriz vacinal, e as demais vacinas da rotina estão em dia. Mãe relata outros motivos para o atraso das vacinas da criança. Como proceder? 
Criança que chega ao serviço, ainda não vacinada, poderá receber a vacina BCG se assintomática e sem sinais de imunodepressão.
17. Criança com 2 anos completos. Ao verificar a caderneta de vacinação foi constatado que a mesma estava com atraso vacinal até os 8 meses de idade. Mãe justificou outros motivos para atraso das vacinas da criança. Como proceder? 
administrar 3 (três) doses da pentavalente, com intervalo de 60 dias entre as doses, mínimo de 30 dias; administrar 3 (três) doses da VIP, com intervalo de 60 dias entre as doses, o intervalo mínimo é de 30 dias entre as doses. Administrar dose única da vacina Pneumo 10 e Meningo C; 
18. Adolescente com 13 anos de idade, gestante de 4 meses, consta registro de todas as vacinas da infância com exceção da Tríplice Viral que tinha apenas D1 registrada. Mãe relata outros motivos para a não vacinação. Como proceder? 
· Reforço dTpa;
· Agendar após a gestação D2 de TV e D1 de HPV.
19. Criança com 11 anos de idade, sexo masculino. Em seu cartão de vacinas há registro das vacinas BCG, 2º
Página12