Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
108 pág.
Livro de Educação, Estado e Cidadania (1)

Pré-visualização | Página 1 de 27

Universidade Federal do Piauí
Centro de Educação Aberta e a Distância
EDUCAÇÃO, ESTADO 
E CIDADANIA
Ferdinan Francisco do Nascimento
Ministério da Educação - MEC
Universidade Aberta do Brasil - UAB
Universidade Federal do Piauí - UFPI
Universidade Aberta do Piauí - UAPI
Centro de Educação Aberta e a Distância - CEAD
Ferdinan Francisco do Nascimento
Educação, Estado 
e Cidadania 
Cleidinalva Maria Barbosa Oliveira
Elis Rejane Silva Oliveira
Samuel Falcão Silva
Mariane de Meneses Costa Alves
Maria da Penha Feitosa
Carmem Lúcia Portela Santos
PRESIDENTE DA REPÚBLICA
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
GOVERNADOR DO ESTADO
REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ
SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DO MEC
PRESIDENTE DA CAPES
COORDENADORIA GERAL DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL
DIRETOR DO CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA A DISTÂNCIA DA UFPI
Luiz Inácio Lula da Silva
Fernando Haddad
Wilson Nunes Martins
Luiz de Sousa Santos Júnior
Carlos Eduardo Bielshowsky
Jorge Almeida Guimarães
Celso Costa
Gildásio Guedes Fernandes
CONSELHO EDITORIAL DA EDUFPI Prof. Dr. Ricardo Alaggio Ribeiro ( Presidente )
Des. Tomaz Gomes Campelo
Prof. Dr. José Renato de Araújo Sousa
Profª. Drª. Teresinha de Jesus Mesquita Queiroz
Profª. Francisca Maria Soares Mendes
Profª. Iracildes Maria de Moura Fé Lima
Prof. Dr. João Renór Ferreira de Carvalho
COORDENAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO
TÉCNICA EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS
PROJETO GRÁFICO
DIAGRAMAÇÃO
REVISÃO
REVISOR GRÁFICO
A responsabilidade pelo conteúdo e imagens desta obra é do autor. O conteúdo desta obra foi licenciado tem-
porária e gratuitamente para utilização no âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil, através da UFPI. 
O leitor se compromete a utilizar o conteúdo desta obra para aprendizado pessoal, sendo que a re-
produção e distribuição ficarão limitadas ao âmbito interno dos cursos. A citação desta obra em trabalhos 
acadêmicos e/ou profissionais poderá ser feita com indicação da fonte. A cópia deste obra sem autorização 
expressa ou com intuito de lucro constitui crime contra a propriedade intelectual, com sansões previstas no 
Código Penal.
N244e Nascimento, Ferdinan Francisco do
 Educação, Estado e Cidadania/ Ferdinan Francisco do 
Nascimento - Teresina: EDUFPI/UAPI
2010
 110 p.
 
ISBN: 978-85-7463-322-0
1- Educaç.ão e Cidadania. 2 - Educação e Estado. 3 - Políti-
ca e Educação
I. Título 
 C.D.D. - 379
Este texto é destinado a vocês que participam do programa de 
Educação a Distância da Universidade Aberta do Piauí (UAPI), vinculada 
ao consórcio formado pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), 
Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Instituto Federal de Educação, 
Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI), com apoio do Governo do Estado do 
Piauí, por meio da Secretaria de Educação e Cultura do Piauí (SEDUC-
PI).
O texto compõe-se de três unidades, contendo itens e subitens 
que discorrem sobre Educação, Estado e Cidadania.
Na unidade 1 abordamos os conceitos básicos de Estado, bem 
como seus elementos e o papel da educação dentro do Estado. 
Na unidade 2 enfatizamos o papel da educação para a construção 
da cidadania. 
E na unidade 3 analisamos a educação na perspectiva da nova 
ordem mundial.
UNIDADE 1
EDUCAÇÃO, ESTADO E SOCIEDADE
Elementos da Teoria Geral do Estado .............................................11
Conceitos básicos relacionados à democracia ...............................17
O poder na globalização ................................................................. 24
UNIDADE 2
EDUCAÇÃO E CIDADANIA
Noções básicas sobre conceitos de cidadania e direitos ................39
Movimentos sociais: lócus de uma educação para a cidadania ..... 42
UNIDADE 3
EDUCAÇÃO, DEMOCRACIA E GLOBALIZAÇÃO
Configuração da democracia e da cidadania nos dias atuais .........67
Identidade latino-americana e globalização ...................................78
Educação em direitos humanos e democracia ............................... 87
A participação da população na gestão da educação .....................99
37
09
65
UNIDADE 01
Educação, Estado e Sociedade
11EDUCAÇÃO, ESTADO E CIDADANIA
EDUCAÇÃO, ESTADO E 
SOCIEDADE
ELEMENTOS DA TEORIA GERAL DO ESTADO
Conceitos de Sociedade
	Para	encontrar	uma	definição	precisa	para	o	conceito	de	sociedade,	
Bonavides	 recorre	 a	 alguns	autores	que	melhor	 definiram	 tal	 conceito.	
Um	sociólogo	americano	define	a	sociedade	como	“todo	o	complexo	de	
relações do homem com seus semelhantes”.
Quando Toennies diz que a sociedade é o grupo 
derivado de um acordo de vontades, de membros que 
buscam, mediante o vínculo associativo, no interesse 
comum impossível de obter-se pelos esforços isolados 
dos indivíduos, esse conceito é irrepreensivelmente 
mecanicista (BONAVIDES, 2006, p. 57). 
No modelo mecanicista, o indivíduo é autônomo para mover-se, o 
que pode conduzi-lo à ascensão ou à queda de posição social, econômica 
ou	profissional.
 O modelo mecanicista de sociedade tem suas bases nos 
contratualistas no início da democracia liberal, fundamentado na razão 
como guia da convivência humana.
O contrato social (ou contratualismo) é um acordo entre 
os membros de uma sociedade, pelo qual reconhecem a autoridade, 
12 UNIDADE 01
igualmente sobre todos, de um conjunto de regras, de um regime político 
ou de um governante. O contrato social parte do pressuposto de que os 
indivíduos o irão respeitar. Esta ideia está ligada à Teoria da Obediência. 
As teorias sobre o contrato social se difundiram nos séculos XVI e XVII 
como forma de explicar ou postular a origem legítima dos governos e, 
portanto, das obrigações políticas dos governados ou súditos. 
 Outro autor, Del Vecchio (apud BONAVIDES), entende por 
sociedade como:
O conjunto de relações mediante as quais vários 
indivíduos vivem e atuam solidariamente em ordem a 
formar uma entidade nova e superior, oferece-nos ele o 
conceito de sociedade basicamente organicista (2006, p. 
57). 
	Del	Vecchio	dá	o	 seguinte	 conceito	para	organicismo:	 “Reunião	
de várias partes, que preenche em funções distintas e que, por sua ação 
combinada, concorrem para manter a vida do todo” (apud BONAVIDES, 
2006, p. 58). Então, baseado na teoria organicista, percebe-se que o 
homem tem uma vocação inata para a vida social, ou seja, ele não pode 
viver fora da sociedade.
Sociedade e comunidade 
 Fazendo uma análise sociológica da sociedade, percebemos 
que existe uma distinção entre sociedade e comunidade. Segundo o 
sociólogo Toennies, em Sociedade e Comunidade,	 “sociedade	 supõe	
a ação conjunta e racional dos indivíduos no seio da ordem jurídica e 
econômica”	(apud	BONAVIDES,	2006,	p.	62).	Já	a	comunidade	“implica	
a existência de formas de vida e organização social onde imperam; são 
essencialmente solidariedades feitas de vínculos psíquicos entre os 
componentes do grupo” (Idem, 2006, p. 62). Ela existe para amenizar e 
doar	formas	de	solidariedades:	simpatias,	emoções	e	confiança	entre	os	
indivíduos.
Na comunidade predomina a solidariedade mecânica, onde os 
indivíduos	 se	 identificam	 através	 da	 família,	 da	 religião,	 da	 tradição	 e	
dos costumes, permanecendo em geral independentes e autônomos em 
relação à divisão do trabalho social. A consciência coletiva aqui exerce 
todo seu poder de coerção sobre os indivíduos.
13EDUCAÇÃO, ESTADO E CIDADANIA
Na sociedade predomina a solidariedade orgânica, aquela 
típica das sociedades capitalistas, em que, através da acelerada divisão 
do trabalho social, os indivíduos se tornam interdependentes. Essa 
interdependência garante a união social, em lugar dos costumes, das 
tradições ou das relações sociais estreitas. Nas sociedades capitalistas, 
a consciência coletiva se afrouxa. Assim, ao mesmo tempo que os 
indivíduos são mutuamente dependentes, cada qual se especializa numa 
atividade e tende a desenvolver maior
Página123456789...27