A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
204 pág.
LIVRO_TELECOMUNICAÇÕES

Pré-visualização | Página 4 de 46

vantagem comercial por muitos conforme 
aponta Coe (2006).
Assimile
Fonte: elaborada pelo autor.
Figura 1.2 | Primeiro protótipo do telefone
U1 - Introdução às telecomunicações 17
Após o lançamento do telefone no mercado, a demanda por 
este serviço cresceu continuamente. No começo, o aparelho era 
interessante para facilitar a comunicação entre o lar e o negócio de 
empresários. Assim, momentos depois, surgiram as centrais telefônicas 
com operadores para interligar terminais. A central telefônica era um 
sistema público de comutação da rede telefônica para estabelecer 
a ligação entre assinantes. Inicialmente, operadores homens eram 
contratados para fazer a comutação entre linhas, mas posteriormente 
foram substituídos por operadoras mulheres que tinham habilidades 
de comunicação melhores. A interconexão de linhas de telefone fez 
com que o uso da telefonia fosse mais confortável e servisse como 
uma ferramenta para múltiplos propósitos. Com isso, os assinantes 
podiam ligar uns para os outros em lares, negócios ou espaços 
públicos. 
Estes acontecimentos abriram espaço para o nascimento de um 
novo setor industrial. A demanda pelo serviço aumentou ao ponto 
de tornar inviável o investimento em operadores para comutação 
de assinantes. Em 1888, Almon Strowger inventou um comutador 
de telefone automático eletromecânico. O novo sistema substituiu 
gradualmente os operadores manuais de comutação ao redor do 
mundo. Posteriormente, os dispositivos eletrônicos e a tecnologia 
de computadores deu acesso ao assinante a uma abundância de 
recursos. Todo avanço tecnológico possibilitou a ampliação do 
acesso à comunicação por longa distância e hoje se tornou bem 
amplamente distribuído na sociedade moderna, de acordo com Coe 
(2006).
A Figura 1.2 apresenta o esquemático básico do primeiro protótipo de 
telefone. O sistema é separado em uma unidade transmissora (bocal) 
e uma receptora (fone). A unidade transmissora possui uma membrana 
no fundo do bocal que vibra uma agulha magnética. Quando alguém 
fala no bocal, o fluxo de campo magnético provoca uma variação 
de corrente no eletroímã. O eletroímã do receptor recebe a mesma 
variação de corrente que chega pelo fio ligado ao transmissor. Há uma 
agulha no receptor ligada a uma membrana que vibra de acordo com a 
variação de fluxo magnético causado pelo eletroíma, de acordo com o 
United States Patent Office (1876). 
U1 - Introdução às telecomunicações18
Pesquise mais
Até agora apresentamos fatos muito importantes sobre a história das 
telecomunicações, mas ainda há muito que conhecer, pois a história 
é compartilhada por muitas pessoas e apenas apontamos aquelas que 
são chave no texto. Inventores diferentes foram responsáveis pelo 
desenvolvimento de partes diferentes do telefone. Pesquise mais sobre as 
origens da tecnologia e sobre a vida dos pesquisadores que contribuíram 
para a construção completa de um telefone. Além disso, você vai 
descobrir que o Brasil não estava isolado durante estas descobertas e vai 
conhecer personagens importantes que participaram destes momentos 
de descobrimento. Leia os capítulos 1 e 2 da referência Coe (2006). 
Sem medo de errar
Anteriormente, havíamos discutido sobre o seu desafio de fazer 
uma apresentação a respeito da história das telecomunicações em 
um evento que reunirá profissionais, empresas e academia. Você 
agora vai trabalhar para organizar e produzir o conteúdo que pretende 
passar para seus ouvintes. 
O ponto crítico de sua apresentação será a teoria. Você não deve 
desenvolver uma teoria extensa e enfadonha. Assim, você trabalha 
na apresentação das formulações para que fiquem bastante simples, 
mas que não percam o sentido no final. Desta forma, a agenda da sua 
apresentação vai seguir os seguintes passos lógicos:
a) Introdução: contextualiza um momento histórico desde muito 
antes da tecnologia de telefone e telégrafo. Fala sobre as 
dificuldades e aponta como estes problemas eram resolvidos 
utilizando a tecnologia da época.
b) Desenvolvimento: discute sobre as primeiras experiências sobre 
eletricidade e como elas contribuíram para desenvolver a 
tecnologia de comunicações. Contextualiza sobre o surgimento 
do telégrafo e, do telefone. Fala sobre a vida dos responsáveis 
pelo desenvolvimento destas invenções bem como sobre 
as curiosidades a respeito das disputas pela autoridade das 
invenções. De maneira técnica, apresenta diagramas que 
explicam graficamente o funcionamento dos equipamentos.
U1 - Introdução às telecomunicações 19
c) Finalização: você termina a apresentação discutindo sobre o 
impacto do desenvolvimento dessa tecnologia na sociedade 
atual. Você deixa claro que a comunicação por longas distâncias 
permitiu a união de territórios distantes, a disseminação de 
informação, a geração de um novo tipo de indústria e, entre 
outros, contribuiu com a economia facilitando negócios.
Avançando na prática 
Comunicando em longas distâncias
Descrição da situação-problema
Jorge viveu em 1835 e era fascinado com as notícias que recebia 
sobre as novidades tecnológicas amplamente discutidas entre as 
pessoas, o telégrafo. Ele era uma pessoa curiosa e frequentou a 
academia para estudar sobre eletricidade e eletromagnetismo. 
Jorge era amigo de Morse e sempre discutiam sobre como 
melhorar o funcionamento do telégrafo. Morse insistia que era 
necessário o uso de uma bateria cada vez maior para aumentar 
o alcance da transmissão da mensagem. O maior problema é 
que a degradação do sinal parecia não ser linear com o aumento 
da distância, isto é, os experimentos mostravam que a perda do 
sinal era significativa com o aumento de cada metro de fio. Assim, 
Morse suplicou para Jorge para elaborar alguma solução para este 
problema a fim de que o alcance fosse melhorado. Redija um texto 
com base nos princípios que você aprendeu sobre a história das 
telecomunicações e aspectos básicos sobre a eletricidade para 
encontrar uma solução para o problema.
Resolução da situação-problema
Jorge já trabalhava com o tema há tempos e tinha bons 
conhecimentos sobre eletricidade. Ele conhecia as principais 
características de construção do telégrafo de Morse e tinha 
alguma ideia sobre o aumento significativo da distância entre 
estações de telegrafia. Em laboratório, começou a testar suas 
ideias em protótipos que ele havia construído da versão original 
de Morse. Jorge percebeu que era bem mais eficiente interligar 
U1 - Introdução às telecomunicações20
vários circuitos intermediários utilizando baterias menores do que 
as grandes que Morse gostaria de utilizar para aumentar o alcance 
do sistema. Se o sistema tinha degradação não linear ao longo 
de cada metro, então seria melhor separar os circuitos em várias 
seções de circuitos interligados. Com isso, Jorge convenceu 
Morse a introduzir circuitos intermediários ao longo da linha de 
telegrafia. A melhoria foi surpreendente, sendo assim capaz de 
alcançar distâncias de até 16 km.
Faça valer a pena
1. O expresso pônei foi uma tentativa interessante para melhorar a 
qualidade da entrega de mensagens utilizando os recursos tecnológicos da 
época. De forma natural, estes recursos eram os mesmos empregados nos 
métodos de distribuição convencionais de correios e pessoas. A diferença 
de serviço prestado pela empresa expresso pônei estava principalmente 
no aumento da carga de trabalho sobre estes mesmos recursos. Assim, se 
um homem e um cavalo poderiam fazer o trajeto consumindo 20 dias, por 
que não fazê-lo em 10?
Dado que as entregas eram realizadas por cavaleiros que viajavam 
ininterruptamente, escolha qual das alterativas está correta sobre o 
potencial risco do negócio.
a) O mercado daquela época era pequeno e ninguém estava interessado 
em enviar cartas.
b) O grande gasto com recursos para o negócio torna-o inviável.
c) O negócio