A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
33 pág.
Documento sem nome (4)

Pré-visualização | Página 1 de 8

Questão 1/10 - Formação Sócio Histórica do Brasil
QR2 - "Vai-se o marechal ingente, / vai-se o grande alagoano. / E eu leitor, digo somente: Floriano foi um prudente; / seja o Prudente um Floriano."
 Essa é uma quadrinha do escritor Artur de Azevedo que homenageia o presidente Marechal Floriano, codinome Marechal de Ferro. Sobre esse presidente, podemos dizer:
Nota: 10.0
	A	a) consolidou e estabilizou o regime republicano, esmagando os movimentos de revolta ao seu governo.
Você acertou!
 Comentário: o governo do Marechal Floriano caracterizou-se pela dura repressão aos movimentos contrários ao seu governo, pela consolidação e estabilização do regime republicano e por abrir caminho para o retorno dos civis ao poder. (p. 75)
	B	b) caracterizou-se por ter fracassado na repressão de movimentos contrários ao seu governo.
	C	c) permitiu a abertura do Congresso e estabeleceu a descentralização do poder.
	D	d) abriu espaço para o diálogo e negociou com todos os movimentos de contestação a seu governo.
Questão 2/10 - Formação Sócio Histórica do Brasil
QR1 - “D. João VI esbanja conhecimentos de Economia Política, pois soube aplicar no Brasil o sistema Liberal e dar cabo ao sistema mercantil, que vigeu até 1808. Não é por outro motivo que a instalação do monarca no Rio de Janeiro ‘marca uma grande era nos anais da civilização pela suspensão do sistema colonial (e adoção de) um liberal sistema econômico”.
ROCHA. A. Economia política e economia no período joanino. In: SZMRECSANYI, T.; LAPA, R. (Org.). História Econômica da Independência e do Império. São Paulo: Editora USP, 2002. p. 30.
 
Dentre as principais medidas liberais adotadas por D. João VI ao chegar ao Brasil, a que liquidou o monopólio comercial e permitiu a entrada do país na nova economia mundial sem o intermédio da metrópole foi:
Nota: 10.0
	A	a) o fim da escravidão em todo território nacional.
	B	b) a abertura dos portos às nações amigas.
Você acertou!
Comentário: a abertura dos portos ao comércio com as nações amigas acabou com o monopólio português sobre o Brasil. Com isso, liquidou-se o pacto colonial e o monopólio comercial sem que houvesse qualquer mudança social ou econômica, conservando intactos os interesses das elites na monopolização da terra e na manutenção da escravidão. (p. 17)
	C	c) a opção pela policultura agrícola.
	D	d) a diminuição de impostos e o fim da transferência de recursos para a metrópole.
Questão 3/10 - Formação Sócio Histórica do Brasil
QR1 - O Segundo Reinado teve início em 1840 com a antecipação da maioridade de D. Pedro II. Foi a época do apogeu da monarquia brasileira em que diversos fatos históricos importantes tiveram ocorrência. Das alternativas abaixo, assinale aquela que caracteriza os fatos históricos importantes da fase inicial do período em questão.
Nota: 10.0
	A	a) Atrito com a Igreja Católica a respeito da maçonaria e o movimento abolicionista que se confundia com o republicanismo em evolução.
	B	b) Centralização política e administrativa e a repressão às revoltas herdadas do período anterior.
 
Você acertou!
Comentário: O golpe tinha como motivação principal contribuir para encerrar a fase de conflitos e contestações à ordem imperial, característico do período de regências. Além disso, a partir de 1847, iniciou-se um regime de “parlamentarismo às avessas”, pois o imperador era quem escolhia o Primeiro Ministro. (p. 24)
	C	c) Adesão dos cafeicultores ao republicanismo a partir da Convenção de Itu e a proibição de os militares se manifestarem sobre a política.
	D	d) Desavenças entre Brasil e Inglaterra provocadas por Wiliam Christie e a nomeação do Visconde de Ouro Preto para o cargo de primeiro ministro.
Questão 4/10 - Formação Sócio Histórica do Brasil
QR3 - “Brava gente brasileira!
 Longe vá... temor servil:
 Ou ficar a pátria livre
 Ou morrer pelo Brasil”.
Hino da Independência. Letra: Evaristo Veiga. Composição D. Pedro I, 1822.
Sobre o processo de independência do Brasil, podemos dizer que:
Nota: 10.0
	A	a) teve grande participação e apelo popular.
	B	b) foi feito através de guerras e revoluções.
	C	c) quase não teve participação popular.
Você acertou!
Comentário: o processo de independência foi engendrado pelas elites, que mantiveram a monarquia e rechaçaram a adoção do liberalismo político, ou a república. Foi um negócio de pai para filho, quase sem a participação popular. (aula 1)
	D	d) adotou uma forma de liberalismo político.
Questão 5/10 - Formação Sócio Histórica do Brasil
QR1 - Leia o trecho a seguir:
Considere os seguintes artigos da Constituição Política do Império do Brasil (1824) ou Carta Outorgada, como chamam alguns. Art. 13 – O poder Legislativo é delegado à Assembleia Geral, com a sanção do Imperador. Art. 43 – As eleições para o Senado serão feitas em Listas Tríplices, sobre as quais o Imperador escolherá o terço na totalidade da lista. Art. 98 – O poder Moderador é a chave para toda organização política e é delegado ao Imperador. Art. 101 – O Imperador exerce o poder Moderador.
FENELON, Déa Ribeiro. 50 textos de História do Brasil. São Paulo: Hucitec, 1990, pp. 58-88.
 
Analisando os artigos acima, podemos concluir, corretamente, que a citada Constituição destaca:
Nota: 10.0
	A	
a) os princípios liberais tão em voga no período.
	B	
b) a divisão em três poderes, inexistente até então.
	C	
c) o poder centralizador do Imperador.
Você acertou!
Comentário: o texto constitucional de 1824 ampliava enormemente a autoridade do imperador ao criar um quarto poder: o Poder Moderador. (p. 20)
	D	d) a ampliação dos direitos do povo brasileiro.
Questão 6/10 - Formação Sócio Histórica do Brasil
QR3 - “A Revolução de 1930 foi o produto de vários grupos sociais cujos valores e objetivos diferiam enormemente: oligarquias regionais dissidentes, setores da classe média urbana e quadros intermediários do exército”.
FAUSTO, B. Brasil: Estrutura Social e Política da Primeira República, 1889-1930. In BETHELL, L.(org.) História da América Latina. v. 5. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2008, p. 810.
Dos motivos que levaram ao fim a Primeira República e precipitaram a Revolução de 1930, podemos destacar
 I. a disputa entre as oligarquias dominantes e periféricas pelo poder.
 II. o bom momento econômico que o Brasil estava vivendo.
III. o rompimento dos acordos entre São Paulo e Minas Gerais
 IV. a lisura do processo eleitoral que não permitia fraudes.
 Estão certas as afirmações:
Nota: 10.0
	A	I e II
	B	I e IV.
Você acertou!
A revolução de 1930 foi precipitada pela disputa de poder entre as oligarquias dominantes de São Paulo e Minas e as oligarquias periféricas do Sul e Nordeste. Quando São Paulo rompe seus acordos com Minas e indica um sucessor paulista à presidência, a oligarquia mineira se une aos políticos do Sul e Nordeste e lançam Getúlio Vargas. (p. 86)
	C	II e III.
	D	II e IV.
Questão 7/10 - Formação Sócio Histórica do Brasil
QR1 - Guerra de Canudos (1896–1897) é emblemática no debate sobre a formação da nação no período republicano. A República recém-proclamada enfrentou um Brasil desconhecido: o sertão e os sertanejos. A guerra, tragicamente, significou um aprendizado para os brasileiros demonstrando que:
Nota: 10.0
	A	a) a fragmentação e as grandes distâncias das regiões litorâneas impediram a organização e o crescimento das comunidades sertanejas.
	B	b) a unidade cultural do país é fruto de um longo processo de gestação iniciado com a ocupação do litoral e o fabricação de açúcar.
	C	c) a presença da Igreja Católica no sertão representava um elo entre a comunidade e as autoridades republicanas.
	D	d) a frágil base política em que se assentava o governo republicano foi incapaz de reconhecer a questão social e cultural suscitada por Canudos.
d) a frágil base política em que se assentava o governo republicano foi incapaz de reconhecer a questão social e cultural suscitada por Canudos.
Você acertou!
Comentário: “o assunto passou a ser encarado como uma perigosa rebelião contra a ordem social, a verdadeira fé católica e