A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
236 pág.
LIVRO AUDITORIA E SEGURANÇA DO TRABALHO

Pré-visualização | Página 19 de 50

que define 
referências técnicas, princípios fundamentais e medidas de proteção, a 
fim de garantir a saúde e segurança do trabalhador durante a utilização 
de equipamentos no ambiente industrial. Entende-se por utilização a 
construção, o transporte, a montagem, a instalação, o ajuste, a operação, 
a limpeza, a manutenção e a inspeção do equipamento.
Assinale a alternativa que apresenta a Norma Regulamentadora sobre a 
qual o texto acima se refere.
a) NR 4.
b) NR 9.
c) NR 7.
d) NR 12.
e) NR 26.
2. Sabe-se que, para elaborar um projeto de segurança, algumas etapas 
devem ser realizadas para que se obtenha um projeto adequado. 
I. A elaboração do projeto de segurança é composta por 4 etapas bem 
definidas.
II. A primeira etapa a se cumprir refere-se à decisão das medidas para 
redução do risco.
III. Na última etapa, o projeto definido na fase anterior é validado.
IV. Uma das etapas consiste na análise do perigo e na apreciação dos riscos.
Assinale a alternativa que apresenta a relação de verdadeiro e falso correta 
sobre as afirmativas dadas:
a) I – V; II – V; III – F; IV – F.
b) I – F; II – F; III – F; IV – V.
c) I – F; II – V; III – V; IV – V.
d) I – V; II – F; III – F; IV – F.
e) I – F; II – F; III – V; IV – V.
3. Ordens de Serviço (OS) são documentos internos e, conforme o 
artigo 157, da CLT, e a NR 1, é responsabilidade das organizações a 
elaboração de instrução aos empregados, por meio de OS, quanto aos 
U2 - Procedimentos de segurança no setor industrial84
cuidados necessários, a fim de se evitar acidentes de trabalho ou doenças 
ocupacionais, conscientizando-os por meio de comunicados, cartazes ou 
meios eletrônicos (SENAI, 2014).
Alguns elementos compõem a OS, são eles:
- Atividades desenvolvidas.
- Risco da __________________.
- EPIs.
- Medidas __________________.
- Normas internas.
- Treinamento necessário.
- Procedimentos em caso de __________________ de trabalho.
- Caracterização da ____________________.
- Termo de responsabilidade.
Assinale a alternativa que apresenta o preenchimento adequado das 
lacunas existentes:
a) Acidente; preventivas; exposição; operação.
b) Preventivas; acidente; exposição; operação.
c) Operação; acidente; preventivas; exposição.
d) Operação; preventivas; acidente; exposição.
e) Exposição; operação; acidente; preventivas.
U2 - Procedimentos de segurança no setor industrial 85
Seção 2.2
Capacitação de segurança para o setor industrial
Prezado aluno, seja bem-vindo à segunda seção da Unidade 2 de 
Auditoria e Segurança do Trabalho. 
Na seção anterior, estudamos sobre os procedimentos de 
segurança no setor industrial, abordando os procedimentos para 
configuração, operação, manutenção e substituição de equipamentos. 
Nesta seção, abordaremos as capacitações de segurança por meio 
de treinamentos e identificaremos a existência de diferentes tipos de 
treinamentos: presenciais, a distância e autodidático.
Também, você pôde perceber que os procedimentos de 
segurança para configuração, operação, manutenção e substituição 
de equipamentos são essenciais para um programa de segurança 
eficaz. Porém, para que eles possam ser utilizados de forma adequada 
e as ações neles contidas, a fim de mitigar os riscos, sejam colocadas 
em prática corretamente, é importante que todos os colaboradores 
recebam o devido treinamento. Você propôs a João, diretor da 
Totivits Ltda., na seção anterior, promover treinamentos acerca dos 
procedimentos de segurança na manutenção de equipamentos. 
Nesta seção, você deverá auxiliá-lo na definição dos treinamentos a 
serem fornecidos aos colaboradores da empresa. Qual é o melhor 
tipo de treinamento a ser oferecido? Todos os colaboradores terão 
o mesmo tipo de treinamento? Haverá uma formação continuada? 
Haverá a formação de uma equipe capacitada de multiplicadores? 
Diante do estudo realizado nesta seção, você estará capacitado a 
auxiliar João quanto aos treinamentos. 
Bons estudos!
Diálogo aberto 
U2 - Procedimentos de segurança no setor industrial86
Não pode faltar
Muitas normas regulamentadoras abordam a importância dos 
treinamentos ou das capacitações aos colaboradores acerca 
das ações e dos requisitos de segurança e saúde do trabalho. 
Para a implementação de um programa de segurança eficaz, é 
recomendado o estabelecimento de uma equipe que tenha como 
função auxiliar na prevenção de acidentes, tornando o ambiente 
mais seguro simultaneamente à realização das funções exigidas. 
Essa equipe é conhecida por Comissão Interna de Prevenção 
de Acidentes (CIPA), a qual é composta por representantes da 
organização e dos colaboradores. Os membros eleitos para 
comporem a CIPA devem obter um treinamento no prazo de 30 
dias a partir da data em que obtiveram a posse. 
O treinamento de segurança para os membros da CIPA deve 
ser promovido pela organização, ocorrendo durante o expediente, 
com a carga horária máxima de 20 horas, as quais podem ser 
divididas em 8 horas diárias. Poderá ser ministrado pelo Serviço 
Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina 
do Trabalho (SESMT) da organização, ou por profissionais que 
possuam os conhecimentos necessários (NR 5, 2017).
De acordo com a NR 5, o treinamento para a CIPA deverá 
conter, no mínimo, alguns dos seguintes requisitos: 
- Análise e estudo acerca do ambiente, das condições de 
trabalho e dos riscos provenientes do processo de produção.
- Estudo do método de investigação e análise de acidentes e 
doenças do ambiente de trabalho.
- Interpretação e noção adequadas sobre acidentes e doenças 
por conta de exposição aos riscos.
- Interpretação e conhecimento sobre a Síndrome da 
Imunodeficiência Adquirida (Sida/Aids) e suas medidas 
preventivas.
- Interpretação e conhecimento acerca das legislações 
pertinentes. 
U2 - Procedimentos de segurança no setor industrial 87
- Princípios gerais de higiene.
- Organização da CIPA e demais assuntos que são necessários 
ao exercício das atribuições da Comissão (NR 5, 2017).
Exige-se da organização que seja implementado o Programa 
de Prevenção e Riscos Ambientais (PPRA), a fim de que a saúde 
e a segurança do trabalhador sejam preservadas por meio de 
antecipação, reconhecimento, avaliação e controle de riscos 
ambientais existentes ou que possam vir a existir. As ações do PPRA 
são de responsabilidade do empregador, havendo a participação 
dos empregados. Quanto à implementação de medidas de 
controle a serem realizadas, no item 9.3.5.3, da NR 9, as que forem 
de caráter coletivo deverão ser acompanhadas do treinamento 
dos colaboradores, os quais treinarão sobre os procedimentos 
que assegurem a eficiência das medidas de controle. E quanto 
à implementação da utilização de Equipamento de Proteção 
Individual (EPI), a organização deverá fornecer aos colaboradores 
um treinamento para que possam utilizá-lo corretamente e sobre 
as limitações que o EPI pode oferecer. Cabe ao empregador a 
responsabilidade de orientar e treinar o trabalhador sobre o uso 
adequado, guarda e conservação do EPI. Também, cabe a ele 
colaborar e participar da implementação do PPRA e seguir todas as 
orientações recebidas nos treinamentos oferecidos pelo programa 
na organização (NR 6, 2017; NR 9, 2017).
Na NR 10 – Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade 
–, existe um anexo (Anexo III) referente ao treinamento que deve 
ser ministrado aos colaboradores envolvidos nesse setor, uma 
vez que os trabalhadores autorizados a intervirem nas instalações 
elétricas devem possuir um treinamento específico sobre os riscos 
e as principais medidas de prevenção. No Anexo III, encontra-se 
uma ementa, programação mínima a seguir para o curso básico de 
segurança em instalações e serviços com eletricidade, a qual sugere 
uma carga