Semiologia Neurológica
87 pág.

Semiologia Neurológica


DisciplinaFisioterapia Neurológica645 materiais10.031 seguidores
Pré-visualização3 páginas
INTRODUÇÃO À 
FISIOTERAPIA 
NEUROFUNCIONAL 
Profª. Msc. Ana Karla da S. M. Pedrosa 
Disciplina: Fisioterapia Neurofuncional
Fisioterapia 
Neurofuncional
https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=3159
https://abrafin.org.br/
Atua de forma preventiva, curativa, 
adaptativa ou paliativa nas sequelas ou 
danos do SNC ou SNP, também das DNM 
(neurônio motor, placa motora e músculos).
Fisioterapeuta Neurofuncional \u2013 avaliação, 
diagnóstico cinético funcional, prescrição e 
realização do tratamento fisioterapêutico.
https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=3159
https://abrafin.org.br/
Doenças e suas sequelas atendidas 
(crianças, adultos ou idosos)
Acidentes Vasculares Encefálicos (AVE ou AVC)
Traumatismos ou Lesões Raquimedulares
Alterações Cerebelares 
Disfunções vestibulares 
Doenças Neuromusculares 
Traumatismos Crânioencefálicos (TCE)
Demências 
Doenças de origem ou com sequelas neurológicas progressivas ou não 
Síndromes 
Tumores SNC e SNP https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=3159
https://abrafin.org.br/
https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=3159
https://abrafin.org.br/
Locais de atuação 
https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=3159
https://abrafin.org.br/
Hospitais Ambulatórios Domiciliar 
e Home 
Care
https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=3159
https://abrafin.org.br/
Materiais utilizados 
Ambulatórios de Fisioterapia Neurofuncional
SEMIOLOGIA 
NEUROLÓGICA 
Avaliação do paciente neurológico 
Avaliação do paciente 
neurológico 
Exame do paciente 
Estudo dos dados da avaliação 
Definição do diagnóstico cinético funcional 
Elaboração do tratamento fisioterapêutico 
Reavaliação do paciente e análise dos 
resultados do tratamento 
Silva, Sabrina Guimarães.Fisioterapia neurofuncional.Rio de Janeiro: SESES, 2017.
Avaliação do paciente neurológico 
Avaliar história natural da doença , 
mecanismo de lesão, estabilidade 
clínica, alterações associadas 
Avaliar sinais e sintomas 
neurológicos correlacionando-os 
topograficamente 
Avaliar impacto nas AVD e AVP do 
paciente
Realizar diagnóstico cinético-
funcional
Traçar objetivos terapêuticos (curto 
e médio prazo)
Estabelecer, desenvolver e aplicar o 
plano de tratamento 
fisioterapêutico
Saber avaliar medidas de eficácia 
da terapêutica implementada, 
realizando modificações e 
adaptações necessárias 
Ouvir os objetivos do paciente 
SEMPRE , levando em 
consideração sua personalidade e 
sua rotina 
Silva, Sabrina Guimarães.Fisioterapia neurofuncional.Rio de Janeiro: SESES, 2017.
Anamnese 
Dados pessoais 
Endereço e 
telefone de contato
Data de 
nascimento e 
idade 
Cuidador ou 
responsável e 
dados de contato 
Responsável pelo 
encaminhamento 
para o ambulatório 
de fisioterapia 
Silva, Sabrina Guimarães.Fisioterapia neurofuncional.Rio de Janeiro: SESES, 2017.
Anamnese \u2013 história da doença atual
COLETAR 
INFORMAÇÕES SOBRE 
OS ACONTECIMENTOS 
PRÉVIOS AO EVENTO 
NEUROLÓGICO (EM 
ORDEM CRONOLÓGICA)
\u201cQUE TIPO DE 
PROBLEMA O SR(A). 
ESTÁ TENDO?\u201d
\u201cO QUE TE TROUXE 
PARA A FISIOTERAPIA?\u201d
INFORMAÇÕES SOBRE 
EVOLUÇÃO TEMPORAL 
(ESTÁTICA, REMITENTE, 
INTERMITENTE, 
PROGRESSIVA OU SE 
ESTÁ APRESENTANDO 
MELHORA)
TEMPO DE LESÃO E 
MECANISMO DE LESÃO
Silva, Sabrina Guimarães.Fisioterapia neurofuncional.Rio de Janeiro: SESES, 2017.
Anamnese \u2013 comorbidades associadas 
PRESENÇA DE ALGUMAS DOENÇAS 
ANTERIORES AO APARECIMENTO DAS 
SEQUELAS NEUROLÓGICAS
VERIFICAR SE OS SISTEMAS 
CARDÍACO, ENDÓCRINO, METABÓLICO, 
VISUAL, DERMATOLÓGICO, 
RESPIRATÓRIO, GASTRINTESTINAL 
APRESENTAM ALTERAÇÕES
Silva, Sabrina Guimarães.Fisioterapia neurofuncional.Rio de Janeiro: SESES, 2017.
Anamnese \u2013
história familiar 
investigação sobre a 
possibilidade de 
doenças 
heredofamiliares
presença de câncer, 
diabetes,hipertensão 
arterial sistêmica, 
doenças 
cardiovasculares, 
doenças degenerativas 
, entre outras
Silva, Sabrina Guimarães.Fisioterapia neurofuncional.Rio de Janeiro: SESES, 2017.
Anamnese \u2013 história social 
estado civil, nível de instrução, ocupação 
e hábitos pessoais
Se utiliza equipamentos de segurança 
pessoal no trabalho e se tem contato 
com neurotoxinas ou outras substâncias 
prejudiciais, níveis de esforço físico e 
atividades motoras repetidas
Passatempos e lazer 
uso de álcool, tabaco, drogas, café, chá e 
substâncias semelhantes
Silva, Sabrina Guimarães.Fisioterapia neurofuncional.Rio de Janeiro: SESES, 2017.
Anamnese \u2013 Medicações utilizadas 
Medicação utilizada e
objetivo
Frequência
Dose utilizadas
Considerar medicações que
toma atualmente e 3 meses
anteriores à avaliação (por
que foram suspensos?)
Silva, Sabrina Guimarães.Fisioterapia neurofuncional.Rio de Janeiro: SESES, 2017.
Anamnese \u2013 Queixa principal 
Qual o problema principal 
que o paciente apresenta 
após a instalação da 
doença?
\u201cO que você acha que é 
mais difícil de fazer 
atualmente?\u201d 
Silva, Sabrina Guimarães.Fisioterapia neurofuncional.Rio de Janeiro: SESES, 2017.
Alterações Funcionais 
Avaliar grau de 
comprometimento, grau 
de perda funcional, 
desempenho físico e 
estado geral de saúde do 
paciente.
CIF 
MIF Índice de Barthel 
Silva, Sabrina Guimarães.Fisioterapia neurofuncional.Rio de Janeiro: SESES, 2017.
Alterações Funcionais \u2013 CIF 
Classificação Internacional de Funcionalidade firmada 
pela OMS
Objetivo geral: unificar e padronizar linguagem para a 
descrição da saúde e de estados relacionados com ela 
Domínios: 
1)funções e estruturas do corpo 
2) atividades e participação 
Funcionalidade \u2013 engloba todas as funções do corpo, 
atividades e participação
Incapacidade \u2013 engloba deficiências, limitação de 
atividade ou restrição na participação 
http://biblioteca.cofen.gov.br/wp-content/uploads/2014/11/CLASSIFICACAO-INTERNACIONAL-DE-FUNCIONALIDADE-CIF-OMS.pdf
http://biblioteca.cofen.gov.br/wp-content/uploads/2014/11/CLASSIFICACAO-INTERNACIONAL-DE-FUNCIONALIDADE-CIF-OMS.pdf
Alterações Funcionais \u2013 MIF 
Medida de Independência Funcional 
Avalia a incapacidade de pacientes com restrições funcionais de origens variadas 
Objetivo principal \u2013 avaliar quantitativamente a carga de cuidados demandada por uma 
pessoa na realização de tarefas motoras e cognitivas de vida diária
Atividades avaliadas: autocuidado, transferências, locomoção, controle esfincteriano, 
comunicação e cognição social ( memória, interação social e resolução de problemas)
Pontuação de 1 (dependência total) a 7 (independência completa)
Apresenta 2 domínios: motor e cognitivo 
https://aprender.ead.unb.br/pluginfile.php/146659/mod_resource/content/1/Manual%20MIF2.pdf
https://s3-sa-east-1.amazonaws.com/publisher.gn1.com.br/actafisiatrica.org.br/pdf/v11n2a05.pdf
https://aprender.ead.unb.br/pluginfile.php/146659/mod_resource/content/1/Manual%20MIF2.pdf
https://s3-sa-east-1.amazonaws.com/publisher.gn1.com.br/actafisiatrica.org.br/pdf/v11n2a05.pdf
Alterações Funcionais \u2013 MIF 
https://aprender.ead.unb.br/pluginfile.php/146659/mod_resource/content/1/Manual%20MIF2.pdf
https://s3-sa-east-1.amazonaws.com/publisher.gn1.com.br/actafisiatrica.org.br/pdf/v11n2a05.pdf
https://aprender.ead.unb.br/pluginfile.php/146659/mod_resource/content/1/Manual%20MIF2.pdf
https://s3-sa-east-1.amazonaws.com/publisher.gn1.com.br/actafisiatrica.org.br/pdf/v11n2a05.pdf
Alterações Funcionais \u2013 MIF 
https://aprender.ead.unb.br/pluginfile.php/146659/mod_resource/content/1/Manual%20MIF2.pdf
https://s3-sa-east-1.amazonaws.com/publisher.gn1.com.br/actafisiatrica.org.br/pdf/v11n2a05.pdf
https://aprender.ead.unb.br/pluginfile.php/146659/mod_resource/content/1/Manual%20MIF2.pdf
https://s3-sa-east-1.amazonaws.com/publisher.gn1.com.br/actafisiatrica.org.br/pdf/v11n2a05.pdf
Alterações 
Funcionais \u2013
Índice de 
Barthel 
Acta Paul Enferm 2010;23(2):218-23.
Avalia independência funcional (cuidado 
pessoal, mobilidade, locomoção e 
eliminações) e mobilidade (AVD)
Item pontuado de acordo com o 
desempenho do paciente na realização de 
tarefas de forma independente, com algum 
auxílio ou de forma dependente 
Pontuação