Reanimação neonatal
8 pág.

Reanimação neonatal


DisciplinaGinecologia e Obstetrícia833 materiais11.180 seguidores
Pré-visualização1 página
Sucesso na assistência neonatal
· Pré-natal e pré-concepção. O acompanhamento pré-concepcional e/ou pré-natal pode antever possíveis problemas futuros;
· Equipe preparada;
· Uso de EPI: Pijama cirúrgico, luvas, máscara e touca;
· Local adequado e com todos os equipamentos necessários para realizar a reanimação;
· Ter material em mãos: Estetoscópio, compressas/panos limpos, termômetro, pêra de sucção e fonte de aquecimento (deve estar pronto antes do nascimento).
Organização da equipe
O ideal é ter uma pessoa para cada neonato, mas na falta de pessoas pode ser feito o seguinte esquema:
2 pessoas para a reanimação e 1 pessoa para o aquecimento e manutenção.
Assistência neonatal na eutocia
Papel da mãe no parto eutócico:
· Romper a membrana amniótica 
· Lamber o filhote
· Romper o cordão umbilical
· Comer a placenta
· Deixar os filhotes mamarem o colostro.
Nosso papel:
· Observar e manter a calma antes de intervir 
· Secar os filhotes
· Limpar o umbigo
· Interferir se apresentar distocia ou falta de instinto materno
· Avaliar escore de vitalidade neonatal (Apgar)
Escore Apgar
O escore Apgar é uma avalição neonatal imediata que, de acordo com os parâmetros, dá-se uma nota de 0 a 10 à condição do neonato. A finalidade é avaliar a vitalidade neonatal e identificar mais rapidamente os neonatos que necessitam de cuidados intensivos. É feito a partir da avalição de 5 parâmetros, cada parâmetro recebe uma nota de 0, 1 ou 2 dependendo de como está aquele parâmetro no neonato. Deve ser feito por toda a vida neonatal. Acompanhamento!!
7 a 10: Bom
4 a 6: regular, porem necessita de assistência
< 4: ruim, necessidade de assistência neonatal intensiva
Esforço respiratório
O neonato não deve respirar de boa aberta!
Caso o neonato esteja respirando de boca aberta, ele apresentará esforço respiratório. O esforço respiratório/frequência respiratória irregular faz com que o neonato aparenta estar com soluço e com a respiração muito lenta.
Tônus muscular
O filhote quando colocado de barriga para cima, deve se incomodar, se encolher e se virar sozinho.
Irritabilidade reflexa
Dá-se um belisco na pata e ele deve puxar. Lembrando que o reflexo de retirada dos neonatos ainda é lento, mas deve estar presente! Quando ele nasce com o Apgar baixo, ele não sente o belisco e não puxa sua pata.
Tem diferença na avalição de neonato nascido de cesariana e nascido de parto eutócico?
SIM!
Filhotes nascidos de cesariana, independente do seu escore Apgar ao nascer, aos 5 minutos de vida devem estar com seu escore pelo menos em 7, caso ele não apresente esse valor, ele provavelmente tem algum problema.
Lembrando que os nascidos por cesariana apresentam frequência respiratória em pouco mais baixa do que os filhotes nascidos por parto vaginal. A frequência respiratória é um pouco mais baixa por conta do efeito da anestesia que foi dada para a mãe.
Conforme o neonato for crescendo a frequência deve estabilizar no padrão para neonatos.
Mesmo que o neonato tenha nascido normotérmico, independente do tipo de parto, deve-se mantê-lo aquecido para que não haja queda em sua temperatura. A temperatura da mãe cai por conta da anestesia e cai naturalmente perto da hora do parto, seja qual tipo de parto for. Lembrando que a há a passagem dos anestésicos pela barreira placentária.
Assistência neonatal na cesariana
1) Fricção do tórax com o pano. A fricção auxilia na estimulação da respiração, secagem e eliminação das vias aéreas. Dica: fazer a fricção com o neonato levemente inclinado para baixo, a gravidade ajudará na eliminação do líquido das narinas.
2) Limpeza das vias aéreas usando a pêra de sucção 
3) Auscultação cardíaca (>200 bpm)
4) Aquecimento. (pode ser feito com secador de cabelo).
5) Escore de vitalidade (deve ser feito enquanto faz-se os procedimentos anteriores)
Repetir todos os 5 processos e NUNCA chacoalhar o filhote!
Pós assistência
· Identificação dos filhotes com fitas coloridas.
· Sutura e limpeza do cordão umbilical: usando fio de sutura ou fio dental, deixar +- 1cm de umbigo e passar iodo 2%.
· Colocar para mamar o colostro.
· Fazer a manutenção da temperatura.
· Monitoração de filhotes em Apgar baixo.
· Fazer acompanhamento do peso.
Por que não chacoalhar o filhote?
Porque as consequências podem ser prejudiciais ao filhote. As consequências:
· O filhote pode desenvolver a síndrome do bebê sacudido. 
· Traumas por conta da parada súbita do movimento rápido, causando múltiplos focos de hemorragia.
· Filhote pode escorregar da mão.
· Remoção do líquido estomacal (que faz bem e ajuda no desenvolvimento da microbiota dele) e possível aspiração desse líquido.
O período de adaptação respiratória ocorre nas primeiras 24 horas de vida. O líquido presente nos alvéolos vai para a corrente sanguínea sendo absorvida, jogando ar, o próprio ar empurrará ao líquido para a corrente sanguínea.
Reanimação intensiva
Quando é indicada?
É indicada para os neonatos que após a assistência imediata ainda:· Apgar <4;
· Prematuros
· Advindos de distocia (por conta da hipóxia prolongada).
· Permanecem cianóticos;
· Apresentam bradi/apneia ou respiração agônica;
· Apresentam bradicardia;
· Intensa crepitação pulmonar associada a desconforto respiratório;
Estímulo à respiração
· Ponto de acupuntura VG-26
É usado agulha de pequeno calibre, que deve ser inserido e rotacionado por 10 segundos.
	
· Aminofilina
É um broncodilatador estimulador da circulação que deve ser usado por via sublingual com 5mg (máximo).
· Doxapram 
É um estimulante respiratório, deve ser usado 0,2 ml (máximo) por filhote por via sublingual.
· Fricção do tórax 
Parada cardiorrespiratória
É feita a reanimação cardiopulmonar, pode ser feito em filhotes que apresentam bradicardia (<60bmp) ou parada.
100-120 compressões por minuto no tórax, apertar até a metade do tórax.
Acesso IV ou IO para administrar drogas vasoativas, no caso, pode ser usado adrenalina 10-200 /Kg.
Não usar atropina em neonatos!!
O mecanismo dos neonatos da bradicardia é diferente do adulto, a atropina causa hipóxia do miocárdio do neonato.
Atropina nos neonatos:
 
O neonato faz bradicardia por hipóxia, essa hipóxia vai levar ao aumento do cronotropismo e inotropismo, entrando com a atropina vai ter um efeito cronotrópico baixo, mas faz com que tenha o aumento de consumo de O2 pelo miocárdio, piorando a hipóxia e a bradicardia. O uso de atropina não ajuda o neonato, só piora a situação dele.
Ventilação:
· Ambu \u2013 pode ser usado, tomar cuidado para não causar um barotrauma
· Baby puff
· Intubação 
Oxigenioterapia:
Nunca usar oxigênio 100% pois causa estresse oxidativo nos neonatos.
Usar 40% associado com o ar comprimido com máscara ou intubação.