Cuidados básicos com neonatos e órfãos
9 pág.

Cuidados básicos com neonatos e órfãos


DisciplinaGinecologia e Obstetrícia833 materiais11.181 seguidores
Pré-visualização1 página
Cuidados básicos
Antes de tudo, é necessário entender a fisiologia para saber cuidar deles. Os cuidados básicos envolvem 3 fatores principais:
Alimentação
Algumas marcas de sucedâneo:
· Pet Milk (cães e gatos)
· Support milk cat
· Support milk dog 
· Opções:
· Leite materno;
· Sucedâneo;
· Receita caseira;
Qual indicar? Depende!
Sempre que possível, o da mãe.
No caso da receita caseira, apenas se não tiver o sucedâneo.
Vias de administração do leite:
· Mãe
· Mamadeira Apenas se o reflexo de sucção for positivo e ausência de fenda palatina! 
· seringa
· Sonda oro-gástrica
Preocupações com as vias:
· Mamadeira e seringa: maior risco de falsa via e aspiração do leite.
· Sonda oro-gástrica: risco de intubação e sobrealimentação
Sonda oro-gástrica
O animal com fenda platina DEVE ser alimentado com a sonda oro-gástrica até o crescimento suficiente para ser realizada a cirurgia de correção da fenda, ele deve atingir um peso mínimo para passar pela anestesia, geralmente ocorre com 60 dias de vida. 
Antes de usar a sonda oro-gástrica devemos medir e marca-la. Começamos a medir do focinho até a última costela. (Se atentar para não deixar a sonda no esôfago do animal). O animal deve estar em decúbito ventral, assim que for inserida a sonda ele irá reclamar e \u201cmastigar\u201d a sonda. A sonda deve ser enfiada até a marcação que foi feita antes. Injetar o leite aos poucos!! A barriguinha dele vai crescendo automaticamente. A sonda indicada para o neonato é a 4
Retirada da sonda:
Apertar bem a sonda para que o leite que restar nela não vaze e fique no esôfago do neonato, fazendo com que ele aspire esse leite. 
Avalições antes da alimentação:
Nunca alimentar filhote hipotérmico!!!
· Reflexo de sucção para indicar o melhor método.
· Temperatura do filhote deve estar normotérmico. 
· Temperatura do leite 36-37ºC (temperatura do leite da mãe).
 O filhote que está hipotérmico tem uma atonia do trato gastrointestinal. Caso ele esteja hipotérmico, ele não vai mandar sangue o suficiente para o intestino para ter absorção do alimento. 
O neonato não consegue ter sua vasoconstrição periférica eficiente, mas no caso de hipotermia, ele consegue fazer o desvio de sangue para preservar o coração, pulmões e sistema neurológico. 
 
Se o filhote for alimentado nessas condições em que o intestino não está funcionando, sem peristaltismo e absorção, o leite vai ficar parado. O neonato por não ter sua microbiota bem estabelecida (com bactérias boas e ruins), o leite parado faz com que tenha proliferação bacteriana, que pode causar a translocação de bactérias que podem entrar na corrente sanguínea levando à uma bacteremia ou até mesmo sepse.
Além de que a diminuição do fluxo sanguíneo local faz com que o estômago/intestino fique dilatado com grandes chances de acontecer uma enterocolite necrosante.
Frequência na alimentação: Volume de leite:
· Primeira semana: a cada 2-3 horas. Máximo 5ml a cada 100g.
· Segunda semana: a cada 3 \u2013 3 horas e meia.
Por que precisa ser tão frequente?
Porque os neonatos têm imaturidade hepática e renal.
O estoque de glicogênio é precário, gliconeogênese ineficaz, glicosúria renal e pouca reserva de gordura. Tudo isso predispõe para que ele tenha hipoglicemia e hipovolemia.
A alimentação promove hidratação, temperatura, glicemia, nutrientes e imunidade passiva colostro).
Idade
Glicemia mg/dL
1-3 dias
88 (52-127)
2 semanas
129 (111-146)
Entre as consequências da alimentação incorreta estão: hipoglicemia, desidratação/hipovolemia, hipotermia, timpanismo e diarreia (comum nos animais que são alimentados com sucedâneo), enterocolite necrosante, síndrome do leite toxico, falha na transferência da imunidade passiva e problemas na manutenção de peso e crescimento. 
Fórmula caseira \u2013 leite de gatas
· 90ml de leite condensada 
· 120ml de iogurte integral
· 3 a 4 gemas de ovo
· 90ml de água
	Fórmula caseira \u2013 leite de cadelas
	· 115ml de leite integral
	· 115ml de água
	· 2 gemas de ovo
	· 500mg carbonato de sódio
	· 1 colher de chá de óleo vegetal
Ambiente
A temperatura do ambiente em que o neonato fica deve ser de 30 \u2013 32ºC e ir diminuindo conforme ele for crescendo. A umidade do ambiente deve ser de 50 \u2013 60% para evitar a desidratação.
Temperatura corporal do neonato:
· 1ª semana: 35 a 37,2ºC
· 2ª semana: 36,1 a 37,8ºC
· 4ª semana: iguala-se à do adulto (38 a 39ºC)
 
Pode ser usada a incubadora, lâmpadas de fisioterapia e aquecedor para aquecer, sem esquecer de ter uma fonte de umidade, como um balde com água ou umidificador. Pode ser usado bolsa de água quente, mas deve ter muito cuidado para evitar queimaduras, pois o neonato tem seu reflexo de retirada lento.
A higiene do local em que ficam os filhotes é essencial, usar tapete higiênico ao invés de jornal. A mãe deve estar sempre limpa!
Acompanhamento
Peso: 
Nas primeiras 24 horas de vida é normal perder até 10% de peso, essa perda é de líquidos. Após as 24 horas de vida o ganho de peso deve ser diário, de 5 a 10% e em 15 dias devem ter o dobro do peso do nascimento. Qualquer perda de peso pode indicar problemas. 
O corpo do neonato:
· 80% de água
· Pele permeável
· Não conseguem concentrar a urina 
· Superfície corpórea grande 
O ideal é pesa-lo antes e depois de toda mamada, pode ser difícil se ele estiver com a mãe, então explicar para o tutor que ele deve pesar o neonato 2x ao dia (manhã e noite) sempre no mesmo horário e pedir para comparar o peso com os dias passados. 
Acompanhamento inadequado do neonato = detecção tardia de problemas (sepse e tríade neonatal).
A mãe:
Não esquecer da mãe!!
· Baixo peso? Caquexia? Lactação.
· Hipo/agalactia?
· Mastite? Síndrome do leite tóxico.
· Comportamento materno? Aceitação, limpeza/estímulos.
· Possível causar trauma? 
Neonato órfão
O neonato órfão é aquele que precisa receber algum ou todos os cuidados que a mãe não pode dar. Podemos chamar de órfão parcial ou total.
Causas de orfandade:
· Morte da mãe.· Baixo peso
· Necessidade de internação 
· Ninhadas muito numerosas 
· Abandono 
· Cesariana
· Mastite.
· Falta de instinto materno.
· Hipo/agalactia.
· Necessidade de medicação não segura.
· Alterações congênitas (fenda palatina)
· Prematuridade
O que fazer quando chega um neonato órfão?
· Questões que devem ser levantadas:
Procedência desse filhote, se veio de algum canil, se é pet, se foi abandonado.
Motivo da orfandade?
Pode ser tratada? 
Devemos fazer o papel da mãe, alimenta-los estimula-los, limpa-los e fazer a manutenção da temperatura deles.
Quando dar o colostro para o órfão?
Se há banco de colostro ou ama de leite
Soro hiperimune
Deve dar quando ele não mamou o colostro e passou das 24 horas de vida. Caso ele tenha menos de 24 horas e não tenha mamado o colostro pode dar o soro hiperimune via oral. Não dar o soro via oral se ele tiver mais que 24 horas de vida!!
Se ele tiver mais que 24 horas de vida deve aplicar o soro subcutâneo, sendo de 1-2ml a cada 100g a cada 12 horas, usar a agulha mais fina (roxa, azul). A frequência é um tanto empírica, 3 dias seguidos, talvez...
O soro deve ser de um animal saudável e vacinado!
O que é evitável:
	
Alimentação
· Hipovolemia;
· Hipotermia;
· Hipoglicemia;
· Doenças;
· Subnutrição;
· Timpanismo;
· Enterocolite necrosante e sepse
Acompanhamento
· Detecção tardia de problemas
· Sepse;
· Tríade neonatal;
· Perda de peso.
Ambiente
· Hipotermia;
· Infecções (bacterianas, virais, protozoárias);
· Queimaduras;
· Desidratação.
Hipotermia
Atonia do TGI
\u2193 Fluxo sanguineo Local
Aleitamento
Estase
Proliferação
bacteriana
Perda de peso
Desidratação 
Ambiente
Alimentação
Acompanhamento