A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
DIREITO PENAL conceito slide

Pré-visualização | Página 1 de 1

DIREITO PENAL 
O QUE É DIREITO PENAL
 
por Klysmam de Sousa Costa
	Introdução
Pouquíssimos livros de Direito Penal trazem um conceito claro do que é o direito penal. Este slide tem como objetivo ajudar a compreender em breve linhas o que é realmente o direito penal. 
Preliminarmente para entender o direito penal precisamos conceituar o que é o direito. Em termos bem simples, entende-se que o direito é o conjunto de normas obrigatórias e não obrigatórias, sejam leis, sejam resoluções, sejam portarias, medidas provisórias etc que têm como objetivo orientar o bom funcionamento da sociedade. 
Tradicionalmente , divide-se o direito em duas grandes vertentes: o direito público e o direito privado. 
De forma correta, o site Wikipedia assim conceitua o direito público: “ O direito público se refere ao conjunto das normas jurídicas de natureza pública, compreendendo tanto o conjunto de normas jurídicas que regulam a relação entre o particular e o Estado, como o conjunto de normas jurídicas que regulam as atividades, as funções e organizações de poderes do Estado e dos seus servidores.”
 E o que tem a ver o direito penal com direito público? 
o direito penal faz parte do direito público, pois ele regula situações que atingem toda a coletividade.
O que é o Direito penal e para que serve o direito penal? 
O Direito Penal é o conjunto de normas que regula o poder punitivo do Estado em face de infrações penais e tendo como consequência a aplicação de sanções penais. No direito brasileiro existem dois tipos de sanções penais: penas e medidas de segurança. 
 Selecionei alguns conceitos dos principais autores do direito penal sobre o que é o direito penal: 
Conceitos tradicionais de Direito Penal
Fernando Capez : “O Direito Penal é o segmento do ordenamento jurídico que detém a função de selecionar os comportamentos humanos mais graves e perniciosos à coletividade, capazes de colocar em risco valores fundamentais para a convivência social, e descrevê-los como infrações penais, cominando-lhes, em consequência, as respectivas sanções, além de estabelecer todas as regras complementares e gerais necessárias à sua correta e justa aplicação”. 
 Fernando Capez, Curso de direito penal, volume 1, parte geral — 15. ed. — São Paulo : Saraiva, 2011.) 
André Estefam e Victor Eduardo Rios Gonçalves: “Cuida -se do ramo do Direito Público, que se ocupa de estudar os valores fundamentais sobre os quais se assentam as bases da convivência e da paz social, os fatos que os violam e o conjunto de normas jurídicas 
Objeto de Estudo do Direito Penal
O que interessa para a reprimenda do direito penal é a conduta humana voluntária capaz de prejudicar os bens jurídicos tutelados pela norma penal. Nesse mesmo sentido ensina Fernando Capez: “No tocante ao seu objeto, tem-se que o Direito Penal somente pode dirigir os seus comandos legais, mandando ou proibindo que se faça algo, ao homem, pois somente este é capaz de executar ações com consciência do fim. Assim, lastreia-se o Direito Penal na voluntariedade da conduta humana, na capacidade do homem para um querer final. Desse modo, o âmbito da normatividade jurídico-penal limita-se às atividades finais humanas”. ( Fernando Capez, Curso de direito penal, volume 1, parte geral — 15. ed. — São Paulo : Saraiva, 2011.). Assim, segundo Fernando Capez, os animais não são responsabilizados por suas ações no direito penal por lhes faltar o elemento da voluntariedade. 
Referências
CAPEZ, Fernando . Curso de direito penal, volume 1, parte geral — 15. ed. — São Paulo : Saraiva, 2011.). 
ESTEFAM, André e Gonçalves, Victor Eduardo Rios. Direito penal esquematizado: parte geral / coordenador Pedro Lenza. – 5. ed. – São Paulo: Saraiva, 2016. – (Coleção esquematizado). 
GRECO, Rogério. Código Penal comentado– 11. ed. –Niterói, RJ: Impetus, 2017.