A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
SOS História - Primeiro Reinado 2

Pré-visualização | Página 1 de 3

PROF. PEDRO RICCIOPO 
 
 
PRIMEIRO REINADO 
1) A formação das nações latino-
americanas esteve atrelada às 
particularidades de seus processos de 
independência. A América Espanhola se 
fragmentou em diversos Estados 
autônomos. A América Portuguesa, ao 
contrário, não se fragmentou, mantendo 
sua unidade até os dias atuais. Dos fatores 
abaixo, o único que não contribuiu para a 
manutenção da integridade territorial 
brasileira foi a 
a) elevação do Brasil à categoria de Reino 
Unido junto a Portugal e Algarves. 
b) incorporação da Província Cisplatina e 
da Guiana Francesa por D. João VI. 
c) ação pacificadora de Caxias no combate 
a várias revoltas regenciais. 
d) transferência da corte portuguesa para o 
Brasil em 1808. 
e) manutenção do regime monárquico 
após a independência. 
2) No dia 25 de março de 1824, D. Pedro I 
outorgou a primeira Constituição brasileira, 
que tinha como características o(a): 
a) religião católica e voto universal. 
b) Poder Moderador e Senado vitalício. 
c) liberdade administrativa às províncias e 
voto censitário. 
d) magistrados nomeados pelo imperador 
e religião protestante. 
e) voto extensivo às mulheres e Poder 
Moderador. 
3) Era “exclusivo do imperador e definido 
pela Constituição como 'chave mestra de 
toda organização política'. Estava acima 
dos demais poderes". (COTRIM, 2009) O 
texto em epígrafe aborda a criação no 
Brasil, pela Constituição de 1824, do Poder 
a) Moderador. 
b) Justificador. 
c) Executivo. 
d) Judiciário. 
 e) Legislativo. 
4) A Confederação do Equador, 
proclamada em 2 de julho de 1824, por 
Manuel de Carvalho, 
a) contou com a adesão dos estados da 
atual região Norte do Brasil. 
b) adotava provisoriamente a Constituição 
dos Estados Unidos da América. 
c) mostrava-se sintonizada com o poder 
central, representado por D. Pedro. 
d) defendia a instituição de uma 
monarquia constitucional. e) buscava a 
organização de um governo representativo 
e republicano. 
5) Analise as afirmativas sobre a 
Constituição brasileira de 1824. 
I. O voto era censitário. 
II. Os libertos só podiam ser eleitos na 
primeira fase das eleições. 
III. A escravidão foi expressamente 
declarada no texto. 
IV. O voto dos analfabetos não era 
proibido. 
V. Os governantes provinciais eram 
nomeados pelo Imperador. Assinale a 
opção que somente contém dispositivos da 
Constituição monárquica brasileira. 
a) I, II e III. 
 
 
 
 
 
PROF. PEDRO RICCIOPO 
 
b) I, III e IV. 
c) II, III e IV. 
d) III, IV e V. 
e) I, IV e V. 
6) Analise as afirmativas sobre a 
Constituição de 1824 e marque a opção 
correta. 
I. O texto constitucional considerou 
sagrada, inviolável e irresponsável a pessoa 
do Imperador. 
II. A constitucionalização da nação 
brasileira foi uma decorrência do respeito 
do Imperador à Assembléia Constituinte 
que se incumbiu da elaboração da Carta. 
III. A Constituição estabeleceu que todos os 
portugueses residentes no Brasil naquele 
momento seriam considerados brasileiros. 
a) Somente I é correta. 
b) Somente II é correta. 
c) Somente III é correta. 
d) Somente I e II são corretas. 
e) Somente I e III são corretas. 
7) Analise as afirmativas sobre a 
Constituição brasileira de 1824 e, em 
seguida, assinale a alternativa que 
apresenta a sequência correta. 
( ) Conferiu caráter oficial à Igreja Católica. 
( ) Inovando, estabeleceu uma divisão de 
poderes em Executivo, Legislativo, Judicial 
e Moderador. 
( ) Foi aprovada pela reunião dos 
deputados em assembléia constituinte e 
legislativa. 
 ( ) Estabeleceu que o sistema de voto no 
Brasil seria indireto e censitário. 
a) V – V – F – V 
b) V – F – V – V 
c) V – V – V – V 
d) F – V – F – V 
e) V – V – V – F 
8) A respeito da implementação da mão de 
obra imigrante nas décadas finais do 
período monárquico, é correto afirmar 
que: 
a) Não se limitou às áreas cafeeiras de São 
Paulo, tendo sido organizada com peso 
semelhante nas lavouras de café do Rio de 
Janeiro e nas regiões canavieiras da Bahia e 
de Pernambuco. 
b) Não caracterizou uma relação de 
trabalho de tipo capitalista, aproximando-
se mais do sistema de colonato. 
c) A diferença fundamental da sua 
implementação no sul e nas regiões do 
norte do Império, foi que, nessas últimas 
regiões, a mão de obra imigrante teve de 
conviver com a utilização da mão de obra 
escrava ainda por certo tempo. 
d) A sua implementação em São Paulo 
decorreu das bandeiras e políticas nascidas 
do programa do Partido Republicano, 
defensor do fim da escravidão desde o seu 
nascimento em 1873. 
e) Foi uma prática utilizada, sobretudo, 
para as regiões produtoras de cana-de-
açúcar de Pernambuco. 
9) Sobre a economia brasileira no século 
XIX, analise as proposições abaixo e, em 
seguida, assinale a alternativa que 
apresenta a sequência correta. 
 
 
 
 
 
PROF. PEDRO RICCIOPO 
 
I. O açúcar até 1830 era o primeiro produto 
no mercado de exportação, sendo 
superado nas décadas seguintes pelo café. 
II. A política tarifária, iniciada no Império 
com a Reforma Alves Branco de 1844, 
contribuiu para o equilíbrio entre a 
importação e exportação no comércio 
exterior, entre 1861 e 1900. 
III. O Alvará de 1° de Abril de 1808, 
assinado por D. João VI, conseguiu dar ao 
Brasil um expressivo surto industrial na 
primeira década do século XIX. 
IV. O Governo regencial promulgou em 
1831, a lei que proibiu o tráfico de escravos 
para o Brasil, resultando na imediata 
interrupção da entrada de negros 
escravizados no país. 
a) Somente I e III estão corretas. 
b) Somente II e III estão corretas. 
c) Somente I e II estão corretas. 
d) Somente II e IV estão corretas. 
e) Somente III e IV estão corretas. 
10) Analise as alternativas abaixo e assinale 
a opção que contém somente aspectos, 
medidas ou características condizentes 
com aquilo que se denominou de “regresso 
conservador” da política brasileira no 
período monárquico. 
a) Interpretação do Ato Adicional de 1834; 
reforma do Código de Processo Criminal; 
criação da Regência Una 
b) Aprovação do Código Criminal; 
Interpretação do Ato Adicional; juízes de 
paz eleitos pelo povo. 
c) Diminuição das prerrogativas dos juízes 
de paz; centralização da estrutura 
judiciária; nomeação do vice-presidente 
provincial pelo ministério. 
d) Interpretação do Ato Adicional de 1834; 
diminuição das prerrogativas dos juízes de 
paz; aprovação do Ato Adicional. 
e) Aprovação do Código de Processo 
Criminal; aprovação do Código Criminal; 
centralização da estrutura judiciária. 
11) O recrutamento para compor as forças 
do Exército era um dos graves problemas 
sociais do século XIX no Brasil. Analise as 
afirmativas sobre o tema, colocando entre 
parênteses a letra V quando se tratar de 
afirmativa verdadeira e a letra F quando se 
tratar de afirmativa falsa. A seguir, assinale 
a alternativa que apresenta a sequência 
correta. 
( ) O recrutamento para o Exército era 
realizado com a utilização de formas 
violentas, incluída a captura. 
 ( ) Após o seu recrutamento, o recrutado 
não possuía isenções legais possíveis, 
sendo obrigado à prestação do serviço por 
quatro anos. 
( ) Era comum que o recrutamento recaísse 
sobre indivíduos desempregados e 
criminosos. 
( ) Os chefes municipais tinham influência 
no recrutamento, podendo selecionar os 
recrutandos de acordo com as suas 
conveniências políticas. 
( ) Por ser considerada uma atividade 
perigosa, o serviço militar era, segundo a 
compreensão da época, adequado para 
pessoas socialmente indesejáveis. 
 a) V - V - F - V - F 
b) F - F - V - V - F 
c) V - V - F - F - V 
 
 
 
 
 
PROF. PEDRO RICCIOPO 
 
d) V - F - V - V - V 
e) F - F - V - V - F 
 12) "Confederação do Equador: Manifesto 
Revolucionário: Brasileiros do Norte! Pedro 
de Alcântara, filho de D. João VI, rei de 
Portugal, a quem vós, após uma estúpida 
condescendência com os Brasileiros do Sul, 
aclamastes vosso imperador, quer 
descaradamente