A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
LIBERALISMO E NEOLIBERALISMO

Pré-visualização | Página 1 de 1

LIBERALISMO E NEOLIBERALISMO 
Na verdade há mais semelhanças do que diferenças. O liberalismo é 
uma doutrina econômica liberal surgida no século XVIII que se estendeu até 
1929. Dentre seus teóricos se destaca Adam Smith (1723-1790), essa doutrina 
correspondia às expectativas do capitalismo industrial e seu princípios eram: 
Liberdade individual; direito à propriedade privada; respeito à livre iniciativa e à 
livre concorrência. O neoliberalismo (novo liberalismo) é do século XX, por 
volta de 1970 o modelo do Keynesiano começa a dar lugar as antigas ideias do 
liberalismo. O objetivo principal do Neoliberalismo era promover o aumento da 
circulação de mercadoria no mundo. Seus principais incentivadores foram 
Margaret Thatcher e Ronald Reagen. Seus princípios básicos são: Estado 
mínimo, o Estado deve interferir o mínimo possível na economia, de 
preferência. 
LIBERALISMO 
Pode ser definido como um conjunto de princípios e teorias políticas, que 
apresenta como ponto principal a defesa da liberdade política e econômica. 
Neste sentido, os liberais são contrários ao forte controle do Estado na 
economia e na vida das pessoas. O pensamento liberal teve sua origem no 
século XVII, através dos trabalhos sobre política publicados pelo filósofo inglês 
John Locke. Já no século XVIII, o liberalismo econômico ganhou força com as 
ideias defendidas pelo filósofo e economista escocês Adam Smith. 
Podemos citar como princípios básicos do liberalismo: Defesa da 
propriedade privada; liberdade econômica (livre mercado); mínima participação 
do Estado nos assuntos econômicos da nação (governo limitado); igualdade 
perante a lei (estado de direito). O liberalismo, portanto, é uma doutrina voltada 
para a melhoria das condições materiais do gênero humano. Seu propósito é 
reduzir a pobreza e a miséria, e o meio que propõe para que esse objetivo seja 
atingido é a liberdade. O pensamento econômico e a experiência histórica não 
conseguiram, até hoje, sugerir um outro sistema social que seja tão benéfico 
para as massas quanto o liberalismo. Verifica-se que, embora no 
neoliberalismo haja elementos de continuidade do liberalismo, estes ao serem 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Escola_keynesiana
inseridos no atual contexto histórico adquirem outra substância e que esta, 
longe de garantir a liberdade do trabalho, aumenta o desemprego e aprofunda 
a desigualdade. Nesse contexto, sob o discurso da autonomia e da 
independência, cria-se a configuração de um trabalhador livre, que não tem 
patrão, que não precisa de sindicatos, que na arena do mercado é um agente 
econômico que vai ao encontro de outros em condição de igualdade. 
NEOLIBERALISMO 
Na década de 1970 surgiu o neoliberalismo, que é a aplicação dos 
princípios liberais numa realidade econômica pautada pela globalização e por 
novos paradigmas do capitalismo. No Brasil atual existem diversos partidos 
políticos, que defendem muitos princípios liberais. Entre eles, podemos citar: 
Partido Novo, DEM (Democratas), PSL (Partido Social Liberal) e PSD (Partido 
Social Democrático). 
Podemos definir o neoliberalismo como um conjunto de ideias políticas e 
econômicas capitalistas que defende a não participação do estado na 
economia. De acordo com esta doutrina, deve haver total liberdade de 
comércio (livre mercado), pois este princípio garante o crescimento econômico 
e o desenvolvimento social de um país. Através da Escola Monetarista do 
economista Milton Friedman, como uma solução para a crise que atingiu a 
economia mundial em 1973, provocada pelo aumento excessivo no preço do 
petróleo. Os críticos ao sistema afirmam que a economia neoliberal só 
beneficia as grandes potências econômicas e as empresas multinacionais. Os 
países pobres ou em processo de desenvolvimento (Brasil, por exemplo) 
sofrem com os resultados de uma política neoliberal. Nestes países, são 
apontadas como causas do neoliberalismo: desemprego, baixos salários, 
aumento das diferenças sociais e dependência do capital internacional. Os 
defensores do neoliberalismo acreditam que este sistema é capaz de 
proporcionar o desenvolvimento econômico e social de um país. Defendem que 
o neoliberalismo deixa a economia mais competitiva, proporciona o 
desenvolvimento tecnológico e, através da livre concorrência, faz os preços e a 
inflação caírem.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.