1749608_1154486_Relatorio de Execucao do Projeto de Intervencao pronto (1)
3 pág.

1749608_1154486_Relatorio de Execucao do Projeto de Intervencao pronto (1)


DisciplinaPrática de Estágio: Projeto de Intervenção122 materiais188 seguidores
Pré-visualização1 página
MODELO - RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO PROJETO DE INTERVENÇÃO
Nome: Fátima Dolores Flores Vargas RU:1749608
Local de Estágio: Prefeitura Municipal de Jacuizinho ( CRAS) 
Supervisor de Campo: Patrícia Scalcon de Mascaranhas 
CRESS: 5042
TEMA: COVID
 		 INTRODUÇÃO
O presente relatório tem a finalidade de descrever as atividades desenvolvidas no campo de estagio. O projeto de intervenção constitui-se como uma das exigências da disciplina do estagio supervisionado, cuja finalidade é apresentar os resultados propostos que nesse caso o tema escolhido foi Projetos Sociais e Seus Impactos na Vida dos Jovens em Vulnerabilidade. Especificamente no CRAS desenvolvem-se as ações como: acolhimento, atendimento psicossocial, visita domiciliar, oficinas, palestras sócio educativas, acompanhamento familiar aos programas sociais: Bolsa Família, Grupo de Convivência e Grupo de Gestante. A equipe do CRAS presta informação e orientação para a população, bem como articula com a rede de proteção social no que se refere aos direitos da cidadania, mantendo ativo um serviço de vigilância social da exclusão social há produção e sistematização.
Para a execução do projeto contei com as parcerias:
a- Centro de Referencia de Assistência Social \u2013 CRAS-SUAS
b- Psicóloga
c- Professores das Escolas Estaduais e Municipais 
d- Assistente Social, Primeira Dama, enfermeira e secretária
Os principais instrumentos e técnicas utilizadas durante o estagio foram: abordagem e plantão social; trabalho com grupos; entrevista; visita domiciliar; observação; pesquisas (documental, exploratória) registros de atividades e de práticas. De forma peculiar, como uma ação do estagio obrigatório, foram desenvolvidos, para a execução do projeto de intervenção, materiais audiovisuais, didáticos, informativos e de divulgação.
Foi adotada uma metodologia com enfoque participativa integrador, buscando a parceria dos envolvidos.
A Psicóloga fomentou a disponibilidade e o respeito ao compartilhamento de saberes (técnico e popular), exercício do respeito mutuo e a integração entre pessoas e o equipamento público.
		DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES REALIZADAS
O projeto atingiu o objetivo que era de orientar os adolescentes e suas famílias sobre a importância de estimular o fortalecimento das iniciativas governamentais e privadas que priorizem a educação profissional e a empregabilidade através da educação. 
Foram confeccionados convites e enviados ao público alvo. A concretização do projeto de intervenção foi no auditório do Centro de Referencia da Assistência Social-CRAS situada na Avenida Dona Vanda, s/n, centro Jacuizinho RS, no dia 19 de março de 2020 as 09 h.
No primeiro momento, foram dadas as boas vindas aos usuários presentes, apresentando o Projeto de Intervenção, justificando sua necessidade devido a uma demanda identificada no decorrer do estágio supervisionado. Logo após, foram apresentados os slides com a temática a ser abordada e o projeto em si, que teve como enfoque principal orientar o público alvo, apresentar as perspectivas a respeito do exercício de cidadania que podem realizar se tomarem decisões que possam melhorar seu futuro. 
Em outro momento, foi aberto para a participação ativa de todos os presentes, onde interagiram de forma muito positiva, com perguntas sobre o tema abordado, a Supervisora de Campo sanou as dúvidas dos usuários e suas famílias.
O público alvo foi beneficiado com a execução do projeto, pois lhes foi concedido um direito, que é o acesso aos programas e informações, dando-lhes a oportunidade se sanar suas duvidas em relação ao tema proposto nesse projeto.
A participação do publico beneficiário foi considerada razoável, já que compareceram 50% dos convidados, pois estávamos todos apavorados com a pandemia que chegava no Brasil. Mas nos reinventamos, estudamos por mais tempo para preencher nossa cabeça com conhecimento. 
		CONSIDERAÇÕES SOBRE A EXECUÇÃO DO PROJETO
Avalia-se que o objetivo geral do projeto foi realizado, ou seja, levar conhecimento aos adolescentes e suas famílias atendidas na assistência social
 CRAS, afim de que tenham seus conhecimentos ampliados a respeito de direitos e deveres. 
As metas foram alcançadas, ou seja, instruir e esclarecer aos adolescentes da cidade de Jacuizinho que estão sem perspectivas a importância de exercer seus direitos, representados por uma instituição que está ali para defender seus interesses.
No ato da execução do projeto, o público alvo se mostrou muito satisfeito e interessado em relação às informações repassadas.
O nível de satisfação foi constatado através de questionário distribuído no final do encontro, com respostas de sim e não, ressalta-se que o resultado foi muito positivo, superando as expectativas, com resultados imediatos.
O estágio supervisionado foi fundamental para o meu crescimento acadêmico e pessoal, contribuiu para meu aprendizado, permitindo o conhecimento sobre a realidade profissional do Assistente Social onde eu pude verificar mediante as vivencias no campo de estagio, possibilitando uma compreensão maior dos conhecimentos adquiridos, através da observação da prática profissional, assim tomando conhecimento também da população usuária e suas necessidades, que não são poucas.
Pretendemos fazer novos encontros para aprofundar nossos objetivos, pois faltou a palestra com nossa colega da rede, a enfermeira que ia palestrar sobre o uso de drogas na adolescência, como os profissionais de saúde estão na linha de frente contra o vírus, nossa palestra ficou para outra data.