A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
231 pág.
GeotecAnaliseAmbientalEbook

Pré-visualização | Página 50 de 50

o arquivo disponível no site da CAPES: “Áreas de conhecimento”); 
espécie; município e estado de desenvolvimento dos experimentos e; delineamento 
experimental utilizado. 
Foi necessário georreferenciar o banco de dados por meio da busca das 
coordenadas geográficas (graus, minutos e segundos foram convertidos para graus 
decimais) dos locais onde os experimentos foram realizados, para a geração dos Mapas 
de espacialização das pesquisas em cafeicultura publicadas nos periódicos do Sudeste 
brasileiro. 
O georreferenciamento acima descrito utilizou o posicionamento da sede do 
município onde o experimento foi realizado, bem como a capital do Estado em questão, 
mediante a utilização do aplicativo computacional ArcGis 10.0.. 
A descrição metodológica utilizada pode ser visualizada de forma geral no 
fluxograma das etapas envolvidas na pesquisa desenvolvida (Figura1). 
 
 Acesso ao site <https://
 periodicos.capes.gov.br>
Seleção dos artigos
relacionados a café
Acesso ao filtro correspondente
à área de Ciências Agrárias
 Busca por periódicos
 da CAPES
Tabulação dos dados de interesse em planilha criada no programa “Microsoft Excel”, extraindo as seguintes
informações: volume, especialidade, espécie, município, estado e delineamento experimental
Acesso às subáreas: Agronomia,
Ciências Agrárias e Engenharia
Agrícola
Identificação dos periódicos em
busca dos sediados na região
sudeste brasileira
Mapeamento espacializado por
município e grau incidência por
estado das pesquisas em
cafeicultura publicadas nos
periódicos do sudeste brasileiro
(ArcGis 10.0)
 
 
Figura 1. Fluxograma das etapas envolvidas na pesquisa desenvolvida. Fonte: 
Elaborado pelos autores (2013). 
 
 
3 Resultados e discussão 
 
As avaliações das informações coletadas identificam que dos periódicos 
estudados, 44,4% encontram-se sediados no estado de São Paulo, 33,4% no estado de 
 
 185 
Minas Gerais e 22,2% no estado do Rio de Janeiro (Tabela 1). O Espírito Santo, apesar 
de ser o 2º maior produtor de café da Região e do país, não possui periódico científico 
com publicações no objeto de estudo. 
Dentre as revistas, apenas a Revista Coffee Science destina-se à publicação de 
artigos e comunicações científicas focadas em café. Todas as demais, publicam assuntos 
diversos, referentes a ciências agrárias. 
Na Tabela 1, encontra-se os nomes dos periódicos encontrados nas subáreas 
analisadas, os locais onde estão sediados e o ano de lançamento do primeiro volume. 
 
Tabela 1. Periódicos avaliados 
 
Periódicos Local 
Ano de 
Lançamento 
Bragantia Campinas-SP 1941 
Brazilian Journal of Plant Physiology Campos dos Goytacases - RJ 1989 
Coffee Science Lavras-MG 2006 
Energia na Agricultura Botucatu-SP 1986 
Engenharia Agrícola Jaboticabal – SP 1972 
Entomología y vectore Rio de Janeiro – RJ 1994 
Irriga Botucatu-SP 1996 
Organizações Rurais & Agroindustriais Lavras-MG 1989 
Planta Daninha Viçosa-MG 1978 
Revista Agronomia Rio de Janeiro-RJ 1967 
Revista Árvore Viçosa-MG 1977 
Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal Campinas-SP 1989 
Revista Ceres Viçosa-MG 1939 
Revista Ciência e Agrotecnologia Lavras-MG 1977 
Revista O Biológico São Paulo-SP 1928 
Revista Universidade Rural Rio de Janeiro 1971 
Scientia Agricola Piracicaba-SP 1992 
Summa phytopathologica Botucatu-SP 1975 
Fonte: Elaborado pelos autores (2013) 
 
Os periódicos descritos na tabela acima, Tabela 1, foram selecionados de um total 
de 32, eliminando-se os que não permitiam acesso livre aos volumes e, ou, que não 
apresentaram trabalhos relacionados a café. 
Dentre os periódicos selecionados, têm-se diferentes focos de trabalho e 
instituições responsáveis, que podem ser visualizados na Tabela 2. 
 
 
 186 
Tabela 2. Periódicos analisados, instituição sede e seus respectivos objetivos 
 
Periódico Instituição Objetivos 
Bragantia IAC Difusão de trabalhos em Ciências Agronômicas. 
Brazilian Journal of 
Plant Physiology 
UENF Difusão de artigos em Fisiologia Vegetal. 
Coffee Science UFLA Difusão de artigos para desenvolvimento da cafeicultura. 
Energia na 
Agricultura 
FCA/UNESP 
Difusão de artigos para conscientização energética na 
agricultura brasileira. 
Engenharia 
Agrícola 
FCAV/UNESP Difusão de trabalhos em Engenharia Agrícola. 
Entomologia y 
Vectore 
UGF 
Difusão de pesquisas em Geografia e Climatologia 
aplicada a Entomologia. 
Irriga FCA/UNESP 
Difusão de trabalhos em Irrigação, Drenagem, Hidrologia, 
Agrometeorologia e Relações Solo-Água-Planta-
Atmosfera. 
Organizações 
Rurais & 
Agroindustriais 
UFLA 
Difusão de artigos em Gestão de Cadeias Agroindustriais, 
Gestão Social, Ambiente e Desenvolvimento, 
Organizações/Associativismo, Mudança e Gestão 
Estratégica, Economia, Extensão e Sociologia Rural. 
Planta Daninha UFV 
 Difusão de artigos em Biologia, Fisiologia, Controle de 
Produtos Farmacêuticos e Valores Planta-
Descontaminação, Herbicidas, Reguladores de 
Crescimento, Desfolhantes, Dessecantes, Tecnologia de 
Aplicação e Questões Semelhantes. 
Revista Agronomia UFRRJ Difusão de pesquisas em Ciências Agrárias. 
Revista Árvore UFV 
Difusão de pesquisas em Ciências Florestais. 
Desempenhar papel didático-pedagógico. 
Revista Brasileira 
de Fisiologia 
Vegetal 
SBFV Difusão de artigos científicos em Fisiologia Vegetal. 
Revista Ceres UFV 
Difusão de trabalhos em Produção e Biotecnologia 
Vegetal, Medicina Veterinária, Zootecnia, Ciência e 
Tecnologia de Alimentos, Economia e Extensão Rural, 
Engenharia Agrícola e Engenharia Florestal. 
Revista Ciência e 
Agrotecnologia 
UFLA Difusão de artigos de interesse agropecuário. 
Revista O Biológico 
Instituto 
Biológico 
Difusão de trabalhos em Sanidade Animal e Vegetal. 
Revista 
Universidade Rural 
UFRRJ 
Difusão de artigos em Ciências (áreas de estudo definidas 
pelo Conselho Nacional de Pesquisas –CNPq). 
Scientia Agrícola ESALQ 
Difusão de artigos em Ciências Agrárias, Ambientais e 
Biológicas. 
Summa 
phytopathologica 
FCA/UNESP Difusão de artigos em aspectos da Patologia Vegetal. 
Fonte: Elaborado pelos autores (2013). 
 
 
 
 
 187 
Verifica-se, na Tabela 3, que foram encontrados 106 volumes com 726 artigos 
envolvendo café, sendo que as revistas Bragantia, Coffee Science e Ciência e 
Agrotecnologia foram, em ordem decrescente, respectivamente, as que tiveram mais 
artigos publicados, alcançando, conjuntamente, 74,38%. O periódico Bragantia, mesmo 
não tendo foco exclusivo na área de cafeicultura, obteve maior quantidade de volumes e 
de artigos. Assim, para maior visibilidade, em função do histórico de publicações em café, 
estas três revistas se destacam. 
Chama a atenção o volume de artigos da revista Coffee Science, que com apenas 
seis anos de existência, respondeu por 18,49% do total publicado, o que pode ser 
explicado pelo foco, exclusivo em café. 
 
Tabela 3. Visão geral dos periódicos, número e porcentagem de volumes e artigos 
publicados em café considerando apenas revistas situadas no Sudeste 
brasileiro 
 
Periódicos 
Volumes 
publicados 
Artigos publicados 
em café 
% em relação 
 ao total 
Bragantia 63 274 37,74 
Brazilian Journal of Plant Physiology 6 27 3,72 
Coffee Science 7 142 19,56 
Energia na Agricultura 2 4 0,55 
Engenharia Agrícola 9 26 3,58 
Entomología y vectore 6 13 1,79 
Irriga 1 3 0,41 
Organizações Rurais & Agroindustriais 9 18 2,48 
Planta Daninha 13 24 3,31 
Revista Agronomia 2 3 0,41 
Revista Árvore 4 7 0,96 
Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal 1 2 0,28 
Revista Ceres 6 6 0,83 
Revista Ciência e Agrotecnologia 10 124 17,08 
Revista O Biológico 11 17 2,34 
Revista Universidade