A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
ESTUDOS DISCIPLINARES VII - QUESTIONÁRIO UNIDADE I

Pré-visualização | Página 1 de 5

01/09/2020 Revisar envio do teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I – 6599-15...
https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_43257746_1&course_id=_105141_1&content_id=_1423089_1&ret… 1/11
 Revisar envio do teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE IESTUDOS DISCIPLINARES VII 6599-15_SEI_GQ_0719_R_20202 CONTEÚDO
Usuário
Curso ESTUDOS DISCIPLINARES VII
Teste QUESTIONÁRIO UNIDADE I
Iniciado 01/09/20 16:55
Enviado 01/09/20 17:13
Status Completada
Resultado da tentativa 5 em 5 pontos 
Tempo decorrido 17 minutos
Resultados exibidos Todas as respostas, Respostas enviadas, Respostas corretas, Comentários, Perguntas respondidas incorretamente
Pergunta 1
Resposta
Selecionada:
a. 
Respostas: a. 
b.
c.
d.
e.
Feedback
da
resposta:
(Enade 2016) Leia o texto a seguir. 
A articulação indígena e quilombola vem-se consolidando em Oriximiná, no Pará, desde 2012, com o objetivo de
incentivar a parceria entre índios e quilombolas frente a novos desaos comuns. A aliança possibilitou, em 2015, a
reaproximação entre índios da Terra Indígena Kaxuyana - Tunayana e os quilombolas da Terra Quilombola Cachoeira
Porteira, cujas relações, no processo de regularização de suas terras, haviam assumido ares de conito. Reunidos no
Quilombo Abuí, escolhido como local neutro e livre de inuências externas, em maio de 2015, lideranças indígenas e
quilombolas de ambas as terras, com a mediação de lideranças quilombolas de outras comunidades, acordaram os
limites territoriais para ns de regularização fundiária. O acordo foi ocializado junto ao Ministério Público Federal e ao
Ministério Público Estadual. 
Disponível em <www.quilombo.com.br>. Acesso em 29 ago. 2016 (com adaptações). 
A análise dessa situação evidencia a importância da:
Autodeterminação dos povos tradicionais na denição de seus limites territoriais.
Autodeterminação dos povos tradicionais na denição de seus limites territoriais.
Intervenção prévia do Estado em situações de potencial conito entre povos tradicionais.
Urgência de regularização das terras quilombolas e indígenas, priorizando-se áreas isentas de
conitos.
Denição, por atores externos, dos desaos comuns a serem enfrentados pelos povos
tradicionais.
Participação do Ministério Público nas negociações de limites territoriais entre quilombolas e
indígenas.
Resposta: A 
Análise das alternativas. A – Alternativa correta. JUSTIFICATIVA. O texto mostra lideranças
indígenas e quilombolas dialogando para solucionar conitos territoriais, sem a participação de
terceiros. B – Alternativa incorreta. JUSTIFICATIVA. O texto trata da importância da "parceria entre
índios e quilombolas", independentemente de agentes externos, como o Estado. C – Alternativa
incorreta. JUSTIFICATIVA. O texto trata de um acordo para resolver conitos entre índios e
quilombolas, não trata da regularização de terras por parte do Estado. D – Alternativa incorreta.
JUSTIFICATIVA. O ponto central do texto é que o conito entre indígenas e quilombolas está sendo
resolvido por comum acordo entre as partes, sem a interferência externa. E – Alternativa incorreta.
JUSTIFICATIVA. O texto não cita a interferência externa na resolução dos conitos, muito menos a
intervenção do Ministério Público.
UNIP EAD BIBLIOTECAS MURAL DO ALUNO TUTORIAIS LABORATÓRIOSCONTEÚDOS ACADÊMICOS
0,5 em 0,5 pontos
01/09/2020 Revisar envio do teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I – 6599-15...
https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_43257746_1&course_id=_105141_1&content_id=_1423089_1&ret… 2/11
Pergunta 2
Resposta Selecionada: b. 
Respostas: a. 
b. 
c. 
d. 
e. 
Feedback
da
resposta:
Considere o gráco e analise as armativas a seguir.
ONU, International Migration Report 2015. Disponível em <http://www.un.org/en/development/desa/population/migrati
on/publications/migrationreport/docs/ MigrationReport2015_Highlights.pdf>. Acesso em 20 jun. 2016 (com
adaptações).
I) A Ásia é o lugar de destino que, em 2015, apresentou a maior diferença entre o número de homens e de
mulheres imigrantes. 
II) O número de mulheres com destino à Europa cresceu mais no período de 2000 a 2010 do que no período de
2010 a 2015. 
III) O número de imigrantes que chegaram à Europa em 2015 foi 35 milhões. 
É correto o que se arma em:
I e II, apenas.
I, II e III.
I e II, apenas.
II e III, apenas.
I e III, apenas.
I, apenas.
Resposta: B 
Análise das armativas. I – Armativa correta. JUSTIFICATIVA. Do gráco, vemos que, em 2015, os
números de imigrantes homens foram os indicados a seguir. Para a África: cerca de 10 milhões. Para a
Europa: cerca de 35 milhões. Para o Canadá e para os Estados Unidos: cerca de 25 milhões. Para a
Ásia: cerca de 45 milhões. Do gráco, vemos que, em 2015, os números de imigrantes mulheres foram
os indicados a seguir. Para a África: cerca de 10 milhões. Para a Europa: cerca de 40 milhões. Para o
Canadá e para os Estados Unidos: cerca de 25 milhões. Para a Ásia: cerca de 30 milhões. Temos, então,
que as diferenças entre os números de imigrantes homens e de mulheres foram de cerca de 5 milhões
para a Europa e cerca de 15 milhões para a Ásia. Nas demais regiões, os números de imigrantes
homens e mulheres foram similares. II – Armativa correta. JUSTIFICATIVA. Para analisarmos
crescimento, devemos comparar as inclinações dos grácos: quanto maior a “inclinação para a direita”,
maior a taxa de crescimento. Vemos, no gráco de imigrantes mulheres com destino à Europa, que a
inclinação é maior no período de 2000 a 2010 do que no período entre 2010 e 2015, o que evidencia
menor taxa de imigração no segundo período. III – Armativa incorreta. JUSTIFICATIVA.
Considerando que os imigrantes são classicados, nos grácos, por gênero, tivemos cerca de 35
milhões de imigrantes homens e cerca de 40 milhões de mulheres com destino à Europa em 2015.
Somando o número de homens e o número de mulheres, temos cerca de 75 milhões de imigrantes
com destino à Europa nesse ano.
0,5 em 0,5 pontos
01/09/2020 Revisar envio do teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I – 6599-15...
https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_43257746_1&course_id=_105141_1&content_id=_1423089_1&ret… 3/11
Pergunta 3
Resposta Selecionada: e. 
Respostas: a. 
b. 
c. 
d. 
e. 
Feedback
da
resposta:
Leia a charge a seguir, de autoria de Laerte.
 
Disponível em <http://40.media.tumblr.com/e654441e9cf174a5bd39b1521a95f98b/tumblr_nvg2ejfcHR1qmggloo1_50
0.jpg>. Acesso em 15 dez. 2015.
Observação. Nas faixas, da esquerda para a direita, leem-se as seguintes frases: 100 salários mínimos, 50 salários
mínimos, 10 salários mínimos e 5 salários mínimos.
Com base na leitura, analise as armativas.
I. O objetivo da charge é criticar as faixas exclusivas de ônibus, que provocam mais congestionamentos nas
cidades. 
II. A quantidade e o tipo de veículos em cada faixa ilustram a distribuição de renda da população brasileira. 
III. O objetivo da charge é mostrar a ascensão da classe média, que pode conquistar o sonho de adquirir um
automóvel nos últimos anos. 
IV. De acordo com a charge, a maioria das pessoas tem renda na faixa de 10 salários mínimos. 
Está correto o que se arma apenas em:
II.
I e II.
II e IV.
III.
IV.
II.
Resposta: E 
Análise das armativas. I – Armativa incorreta. JUSTIFICATIVA. A charge associa tipos e
quantidades de automóveis a faixas com múltiplos de valores de salário mínimo (em vez de valores de
velocidades máximas) e não faz referência a congestionamentos ocasionados por faixas exclusivas de
ônibus. II – Armativa correta. JUSTIFICATIVA. A charge associa carros mais caros e menores
quantidades de automóveis a valores mais elevados de salários e associa ônibus lotados ao valor mais
baixo de salário, fazendo alusão à distribuição de renda da população brasileira. II – Armativa
incorreta. JUSTIFICATIVA. A charge não faz referência à ascensão da classe média e à sua possibilidade
de adquirir um automóvel. IV – Armativa incorreta. JUSTIFICATIVA. De acordo com a charge, a
maioria das pessoas tem renda na faixa