A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
SLIDE PARA DEFESA TCC-ROSE

Pré-visualização | Página 1 de 1

Ensino Semipresencial Conectado
Pós Graduação- Saúde Pública
DIREITOS DA PESSOA PORTADORA DO VÍRUS HIV: O PORTADOR SOBRE A ÓTICA DA SOCIEDADE
Maria do Rosário de Moura Melo.
Tutor eletrônico: Carla Fernanda Tiroli.
Santa Cruz do Capibaribe- PE/ 2018
A ESCOLHA DO TEMA...
A proposta do tema é conhecer e informar sobre os direitos da pessoa que vive com o Vírus HIV, em seus diversos aspectos, contribuindo para a redução da discriminação e os efeitos dos estigmas ao longo da trajetória da doença, facilitando assim o acesso e a garantia à esses direito com base na Constituição Federal de 1988.
Palavras Chave: Direitos. Portador. HIV/AIDS
INTRODUÇÃO
 Segundo o ministério da Saúde (2007), os primeiros casos de contaminação por HIV, surgem no Brasil na década de 1980;
 A síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), inicialmente nomeada por “Doença dos 5H”, em razão da maioria dos casos registrados estarem em entre os grupos dos: Homossexuais, Haitianos, Hemofílicos, Heroinômanos e Hookes (do inglês, prostitutas). Por representarem os chamados “grupos de riscos”, fica claro a estigmatização, preconceito e exclusão;
 Á partir dessa problemática a Comissão de Direitos Humanos em parceria com algumas ONG´s já em evidência, iniciam uma luta contra a discriminação e em favor da garantia dos direitos fundamentais, sobre tudo o da dignidade humana.
 A Sigla DST (Doença Sexualmente Transmissível), passa em 2016, de acordo com a OMS, para IST (Infecção Sexual Transmissível), pois faz referência as doenças desde o momento da infecção assintomática até o aparecimento dos sintomas;
 A CF/88 em seu Art. 5º, vem afirmar que: “...todos são iguais sem distinção de qualquer natureza, sendo garantido o direito a vida, a liberdade, a igualdade, a segurança e a propriedade”, e sobre o fundamento explicito no Art. 1º, inciso III, da dignidade da pessoa humana;
 Partindo desses princípios e direitos fundamentais, entende-se que a pessoa portadora do vírus HIV, possui direitos e deveres igualmente a todo cidadão.
CONHECENDO SEUS DIREITOS
Lei 12.984/14- Antidiscriminação
“...Tipifica a conduta discriminatória ao Portador do vírus HIV e ao doente de AIDS em razão da sua condição, podendo o discriminador ser punido com pena de reclusão de um a quatro anos e multa”.
Das Condutas
Negar emprego ou trabalho;
Exonerar ou demitir de seu cargo/emprego;
Segregar no ambiente de trabalho ou escolar;
Divulgar a condição de portador do vírus/HIV ou doente de aids;
Recusar ou retardar atendimento de saúde.
PRINCIPAIS DIREITOS
Informação clara sobre sua condição
Declaração dos Direitos Fundamentais da Pessoa Portadora do Vírus da Aids/ Inciso I;...”Todas as pessoas tem direito a informação clara e exata, sobre a aids”.
Sigilo e Privacidade
Código de Ética Médica, artigo 102, “é vedado ao médico revelar fato de que tenha conhecimento em virtude do exercício de sua profissão, salvo por justa causa, ou dever legal, permanecendo tal proibição ainda que o fato seja do conhecimento público, ou que o paciente tenha falecido”
CLT- Art. 168
Tratamento Gratuito com dignidade
Lei 9.313/96: “Ninguém pode ter acesso vetado ao tratamento e, nesse sentido, aos medicamentos que o compõe...”Desde 2013, o MS, através do SUS oferece tratamento à todos os portadores do vírus, independente da contagem de CD4.
AINDA SOBRE DIREITOS... 
SAQUE DO FGTS (Lei: 7.670/88 e 8.036/90 Art.20 Inc.XIII- Medida Provisória nº. 2.164-41/01;
AUXÍLIO DOENÇA E APOSENTADORIA POR INVALIDEZ (Lei: 8.213/91, benefícios do INSS);
BENEFÍCIO DE PRESTAÇÃO CONTINUADA (Lei: 8.742/93- LOAS);
PENSÃO POR MORTE ;
INSENÇÃO DO IR NA APOSENTADORIA OU BENEFÍCIO (Lei: 7.713/88, Isenção de tributos para o portador de doença grave...);
APOSENTADORIA POR INVALIDEZ ( Segue Instrução Normativa INSS/PRES nº.45/2010
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Acompanhando a passos lentos a história da evolução da Aids no Brasil especificamente, observa-se que houve um avanço considerável em relação as políticas públicas voltada para essa questão social e de saúde, porém, ainda se tem muito para desvendar, inclusive estudos revelam que pesquisadores já se aproximam de uma possível cura para a doença que muitos anos foi tabu, almeja-se que a ciência chegue finalmente a esse feito histórico. Enfim, eu concluo esse estudo, certa de que contribui de alguma forma para a valorização e respeito a dignidade, não só das pessoas portadoras do HIV, mas também todos aqueles que os rodeiam.
OBRIGADO!
“Há mudança no Brasil. Ela não corre, mas anda. Não corre, mas ocorre!!!” (Herbert de Souza/Betinho).
Email: rosario.moura10@hotmail.com
Link para acesso ao artigo completo:
https://1drv.ms/w/s!ApuPCzYKdQbshFSB5brVTgmD-biZ
REFERÊNCIAS
BRASIL. Congresso. Senado. Constituição (1988). Lei nº 9.313, de 13 de novembro de 1996. Dispõe sobre a distribuição gratuita de medicamentos aos portadores do HIV e doentes de AIDS. Assistência Gratuita de Medicamentos Ao Portador do HIV. Brasilia, DF.
 
BRASIL. Constituição (1988). Lei nº 12.984, de 02 de julho de 2014. . Brasilia, DF.
 
BRASIL. Constituição (1988). Lei nº 8.036, de 11 de maio de 1990. O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (fgts): Direito ao saque do fgts. Art.20. Brasilia, DF.
 
BRASIL. Constituição (1988). Lei nº 8.742, de 07 de dezembro de 1993. Lei Organica da Assistencia Social. Brasilia, DF.
 
BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. Brasília, DF, Senado Federal, 2012.
 
BRASIL. Constituição. República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Senado Federal, 1988. Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/ConstituicaoCompilado.htm>. Acesso em: 1 set. 2018.
 
CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. Código de Ética Médica. Portal Médico.Brasília-DF, 1993. Disponível em: <http://www.portalmedico.org.br/novocodigo/integra_9.asp>. Acesso em: 1 set. 2018.
COSTA, Nair Eulália Ferreira da. Principais direitos dos soropositivos. Jusbrasil, Minas Gerais, p.01-01, 26 mar. 2018.
 
DIREITOS das PVHA: Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais. 2010. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Disponível em: <http://www.aids.gov.br/pt-br/publico-geral/direitos-das-pvha>. Acesso em: 26 mar. 2018.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.