A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
75 pág.
Apostila Gestão da Inovação

Pré-visualização | Página 20 de 22

é importante perseverar e vencer os desafios que surgem no caminho.  
Explorando a temática III
Patentes para inovações   
   
FIGURA 5 - Patente  
  
  
Fonte: ROBUART, 123RF. 
  
Muitas vezes, a inovação (desenvolvimento e produção de novos produtos), requer altos investimentos, tanto financeiros quanto de capital humano. Portanto, ao adotar uma patente, busca-se proteger o resultado final desse uso de capital, pois patentear um produto é preveni-lo de competidores. Nesse sentido, a patente é um título temporário aplicado a uma invenção, que garante a exclusividade de uso econômico dessa criação.  
  
O inventor, no entanto, ao patentear sua inovação, deve revelar, com detalhes, o conteúdo técnico de seu produto. Assim, embora a concorrência não possa reproduzir seu trabalho, ele servirá de fonte para informação tecnológica, de modo que novos desenvolvimentos científicos podem ser construídos a partir desse saber. Em relação a esse assunto, Albuquerque explica que:   
o inventor recebe uma patente como uma compensação de seu esforço criativo e como uma retribuição da abertura da nova informação para a sociedade. As patentes constituem uma importante fonte pública de informação tecnológica. Comparando-a com um segredo industrial, seu proprietário não tem mais garantia de que não será diretamente copiado. Porém, quando registra o pedido dessa patente e torna pública a nova informação, o inovador permite a seus concorrentes a compreensão da inovação: muitas vezes, os concorrentes estão trabalhando no mesmo tópico, tendo acumulado razoável conhecimento (ALBUQUERQUE, 1998, p. 70). 
   
Ao tornar essa nova informação pública, os concorrentes podem, a partir dela, realizar melhoramentos, obtendo conhecimentos que possibilitem a invenção de uma segunda geração dessa inovação, porém, mais atualizada e atendendo a mais requisitos que a primeira versão da patente. Com base nesse pensamento, Albuquerque (1998) explica que a patente, em tese, é um mecanismo que também proporciona a apropriação, pois as imperfeições do modelo surgem em decorrência do caráter fugidio daquilo que ele chama de mercadoria de informação.  
   
FIGURA 6 - Patente da bicicleta  
  
  
Fonte: SMITH, 123RF.   
   
Considerando que, atualmente, aumentaram os gastos voltados aos investimentos em P&D (pesquisa e desenvolvimento) de novos produtos e serviços, as patentes passaram a representar um importante fator para se calcular a taxa de rentabilidade privada de um investimento. Nesse sentido, a tecnologia se tornou um fator essencial, para que haja a quantificação de vantagens comparativas, em mercados mundiais, e a garantia da proteção do conhecimento, por meio da patente, o que assume importância estratégica para a concorrência entre as empresas.  
  
Na videoaula a seguir, veremos as ramificações da propriedade intelectual e mostrar suas atribuições.  
   
Videoaula: A propriedade intelectual e a divisão de suas diferenças: direitos, registros e patentes 
A título de curiosidade, no Brasil, uma patente pode vigorar por até 20 anos a partir de sua instituição. Durante sua vigência, no entanto, o patenteador pode licenciar a fabricação de sua invenção, para que terceiros possam explorá-la.  
  
A infraestrutura abrangente das pesquisas e os recursos múltiplos do capital humano contribuem para a diversificação das tecnologias e suas explorações, que são determinantes para o fomento dos processos de inovação nas empresas. Como a pesquisa e o desenvolvimento incluem conhecimentos acumulados, desenvolvidos em organizações formais, a inovação é entendida como seu resultado e assume o dever de obter retorno econômico, a partir dos fatores ambientais que definem seu regime de apropriação.  
  
Para Albuquerque (1998), as legislações patentárias combinam diferentes aspectos plausíveis de avaliação. Dentre eles, destacam-se o conteúdo informacional, o mecanismo de apropriação de inovações, os incentivos a sua difusão, a abrangência e o impacto sobre a possibilidade de se produzir inovações em segunda geração e, por fim, a fonte de barreira à entrada. Desse modo, de acordo com Centurión e Quintella (2015),   
   
[...] torna-se relevante conhecer o sistema de propriedade intelectual, onde as patentes estão inseridas. Propriedade intelectual (PI) refere-se às criações produzidas pelo intelecto humano, a exemplo de obras musicais, criações literárias, pinturas, esculturas, programas de computador, desenvolvimento de novas tecnologias e diversas outras formas, em que a criatividade do homem foi concretizada de alguma maneira [...]. A PI permite ao seu detentor excluir terceiros de sua comercialização, podendo ser dividida em duas áreas: Propriedade Industrial (patentes, marcas, desenho industrial, indicações geográficas e proteção de plantas) e Direito Autoral, relacionadas a obras literárias e artísticas, programas de computador, domínios na Internet e cultura imaterial [...] (CENTURIÓN; QUINTELLA, 2015, on-line).  
   
Dentre seus requisitos essenciais, registrar uma patente pressupõe a concepção de uma novidade cujo funcionamento seja comprovado. Constatada sua operacionalidade, a patente atua como proteção e codificação da inovação desenvolvida.  
  
Mesmo assim, Albuquerque (1998) lembra que nem toda informação, ainda que esteja entremeada na inovação, é passível de patente, pois, muitas vezes, uma mera convenção pode impedir que novos conhecimentos sejam patenteados. Nesse cenário, ao colocarmos a informação no patamar de mercadoria, as patentes podem ser compreendidas como uma espécie de construção institucional realizada para assegurar a apropriação dessa mercadoria intangível.  
  
As condições de apropriação das inovações são também determinantes da estrutura industrial. Essas condições estabelecem diferentes resultados em relação a essa estrutura, pois a variação do poder de apropriação determina a alteração das empresas que deverão usufruir de maior crescimento no mercado. Nesse sentido, as condições de apropriação mais rígidas proporcionam maiores vantagens para os inventores e as condições mais frouxas apresentam maiores vantagens para os imitadores.  
  
Assim, de que forma as patentes representam impactos nessa estrutura? Basicamente, por dois meios: por serem motivo de negociações estratégicas e agirem como barreiras para a entrada de novos concorrentes. Além disso, as patentes podem ser vistas como consequência de uma proteção a direitos exclusivos de exploração, o que exclui, imediatamente, o uso de terceiros no processo de produtos patenteados. Nesse aspecto, as patentes constituem um incentivo à inovação (TIDD et al., 2008).  
   
Explorando a temática IV
Visão geral acerca da propriedade intelectual   
   
No universo comercial, o contrato tem grande importância para as partes envolvidas em um acordo, pois representa a vontade dos responsáveis pela compra e venda. Quando falamos em propriedade intelectual, especialmente no que tange à propriedade industrial, esse papel contratual é ainda mais importante, tornando-se protagonista em relação à transferência de tecnologia e à permissão de patentes e marcas.  
   
FIGURA 7 - Assinatura de contrato  
  
  
Fonte: GAJUS, 123RF.   
  
Oliveira (2009) apresenta dois importantes momentos históricos que contribuíram para o desenvolvimento da propriedade intelectual que  conhecemos hoje. Nas palavras do autor,   
    
no sistema internacional de proteção dos direitos de propriedade intelectual, existem dois momentos importantes que promovem a proteção internacional da propriedade intelectual. O primeiro foi com o surgimento das Convenções de Paris e de Berna, de 1883 e 1886, respectivamente. Num segundo momento, a criação da Organização das Nações Unidas (ONU), após a Segunda Guerra Mundial, da Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), em 1967, e, posteriormente, a criação da Organização Mundial do Comércio (OMC) e do acordo sobre Aspectos dos Direitos da Propriedade Intelectual relacionados ao Comércio (ADPIC), mais conhecido como Acordo TRIPS (OLIVEIRA, 2009, p. 8).

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.