A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
75 pág.
Apostila Gestão da Inovação

Pré-visualização | Página 5 de 22

aberta  
  
  
Fonte: CZELUSNIAK, 2010, p. 42. 
  
Podemos dizer, que a busca de inovações pode ocorrer em vários lugares, entre eles em outras empresas mediante parcerias, em instituições de ensino (faculdades e universidades), em agências de pesquisa governamentais (como Embrapa, por exemplo), em órgãos de fomento (BNDES) etc. 
  
Algumas diferenças entre os dois tipos de inovação são marcantes. A começar pela necessidade de pessoas dentro da organização dedicando-se, exclusivamente, à pesquisa para inovações, em que na inovação fechada é necessária muita gente para setores de pesquisa, enquanto que em inovação do tipo aberta, pouca necessidade de recursos humanos é necessário. 
  
A seguir, o tempo de execução para a finalização da inovação, uma vez que por meio de parcerias, no caso de inovação aberta, o tempo para a implantação da inovação cai muito em relação à inovação fechada. 
  
Em seguida, o capital a ser investido, pois quando a inovação é aberta, e são contratadas ou feito parcerias com empresas especializadas apenas em pesquisa e desenvolvimento, estas além de obterem incentivos fiscais, são menos prejudicadas em burocracia. 
  
Em relação à necessidade de acesso a outras empresas, o quadro se inverte. A inovação do tipo fechada quase que não depende de nenhuma parceria, pois fica responsável sozinha por todo o processo da inovação. Já na inovação do tipo aberta, necessita e muito de outras empresas que estão em seu ambiente. Se por um lado, parcerias formadas são vistas como uma boa saída, há um risco associado a elas, por exemplo, oportunismo na relação. 
  
Um dos riscos que a inovação do tipo aberta apresenta é o de sigilo da informação. Como a inovação do tipo aberta possui mais relacionamentos com outras redes de profissionais, a possibilidade de um projeto ser incorporado por outra empresa é grande. 
  
Confira o infográfico a seguir. 
  
FIGURA 8 - Principais diferenças entre a inovação do tipo aberta e do tipo fechada  
  
  
Fonte: Elaborado pela autora 
  
Podemos dizer, que este tipo de inovação também marca a evolução dos tempos. Veremos, nas próximas unidades, a questão de verticalização e horizontalização, que também é um conceito relativamente recente. 
  
Estes conceitos trazem consigo a necessidade que as empresas enfrentam por atuarem em um mundo globalizado. Quando pensamos em adquirir um smartphone, por exemplo, já sabemos qual é o último lançamento de todas as empresas, e quais são as funcionalidades adicionais dele, não é mesmo? Agora imagine, se nós sabemos de todas as novidades, como as empresas reagem com a inovação das outras? 
  
FIGURA 9 - Mundo Globalizado  
  
  
Fonte: LIGHTWISE, 123RF. 
  
Características para Operacionalizar a Inovação Aberta  
  
As operações que envolvem inovação do tipo aberta pressupõem que muito conhecimento é proveniente de fora da organização. Para que as organizações consigam trabalhar neste contexto, uma série de parcerias são consideradas para melhorar este relacionamento. 
  
A primeira parceria mencionada por Czelusniak (2010) é a parceria com financiadores. Quando falamos em inovação, em alguns casos estamos falando em grande vulto de capital, por isto a inovação aberta pode ser benéfica, trazendo recursos de bancos, de benfeitores e de agências de fomento para dentro das empresas. 
  
Atualmente, temos o conceito de statups, que possuem algumas vezes investidores "anjos", que pagam todo o desenvolvimento da organização, ou de um produto novo, até que ele esteja maduro o suficiente para lidar sozinho com o mercado. 
  
Um segundo ponto abordado pela autora, são os setores de P&D que se separam das empresas principais, e passam a ser fornecedoras de produtos novos as grandes indústrias. A empresa que cria então as novidades tem direito aos royalties das vendas. 
  
Há também as Joint Ventures e uma infinidade de parcerias que podem ser feitas entre empresas que facilitam desde a inovação em si, até a comercialização de novos produtos. 
  
Um último ponto a mencionarmos aqui, são as parcerias que as empresas fazem com as universidades que são fontes de inovação pura. As pesquisas desenvolvidas a nível acadêmico promovem a difusão de Ciência, Tecnologia e Inovação e devem ser levadas em consideração como agentes de desenvolvimento social e econômico de um país. 
  
Atualmente no Brasil, devido a nossa estrutura política e burocrática, esta é uma parceria pouco explorada para o desenvolvimento de Ciência, Tecnologia e Inovação. 
  
Você verá, na videoaula a seguir, os conceitos de parcerias para a inovação, enfocando um tema atual que são as Startups. 
  
Videoaula: As startups e novas formas de inovar  
Explorando a temática IV
Inovação x Criatividade   
   
Como já mencionamos no tópico 1, uma das chaves da inovação são as pessoas. Sem o trabalho das pessoas nada se torna realidade, tanto que a gestão de pessoas também é uma área de grande atenção por parte das empresas.  
  
Apesar do capital intelectual estar no centro das atenções das empresas, estas, por sua vez, tendem a exigir cada vez mais dos seus profissionais. Para desenvolver inovação, os colaboradores devem entender que são extremamente necessários, mas que também serão cobrados por isto. Portanto, durante este tópico iremos abordar como a criatividade é parceira da inovação.  
   
Definindo Criatividade  
   
De acordo com Alencar (1996), não há um consenso sobre o que é criatividade, pois existem muitos estudos a respeito. Contudo, ela defende que criatividade envolve, sobretudo, a produção de algo novo (pode ser produto) que seja útil ou seja significativamente satisfatório para uma quantidade de pessoas.  
  
Ainda segundo a mesma autora, alguns indivíduos acreditam que a criatividade pode ser um dom proveniente de algo divino e que favoreça apenas um grupo pequeno de pessoas. Estas mesmas crenças ainda dizem que uma pessoa é criativa ou não, não possuindo um equilíbrio ou um meio termo.  
  
  FIGURA 10 - Criatividade  
  
  
Fonte: JACKSON, 123RF.  
  
Com o passar do tempo, e com algumas pesquisas aplicadas neste campo, surgiram teorias que dizem que a capacidade criativa de cada pessoa é treinável. Isto quer dizer, que as contribuições criativas das quais originam novos produtos, processos ou serviços, podem surgir de pessoas que estejam preparadas tanto intelectualmente quanto emocionalmente. Este é um dos motivos que nos leva a cada vez mais buscar aperfeiçoamento e estudo, não é mesmo?  
  
Na videoaula a seguir você verá como desenvolver melhor sua criatividade.  
   
Videoaula: Como ser uma pessoa mais criativa  
s fazem com as universidades que são fontes de inovação pura. As pesquisas desenvolvidas a nível acadêmico promovem a difusão de Ciência, Tecnologia e Inovação e devem ser levadas em consideração como agentes de desenvolvimento social e econômico de um país. 
  
Atualmente no Brasil, devido a nossa estrutura política e burocrática, esta é uma parceria pouco explorada para o desenvolvimento de Ciência, Tecnologia e Inovação. 
  
Você verá, na videoaula a seguir, os conceitos de parcerias para a inovação, enfocando um tema atual que são as Startups. 
  
Videoaula: As startups e novas formas de inovar
Processo Criativo   
   
O processo criativo dentro das organizações também envolve uma série de etapas, que são necessárias para a inovação. Os estudos mais recentes nos falam que o processo criativo envolve a definição de um problema a ser solucionado.  
  
Este problema, segundo Alencar (1996), pode ser de ordem interna do indivíduo (como a curiosidade, por exemplo), ou de motivação externa (um trabalho necessário para uma empresa, por exemplo).  
  
Logo em seguida, as informações sobre o problema devem ser levantadas, inclusive com possíveis respostas aos problemas anteriormente levantados. Com as hipóteses feitas, é possível chegar a uma solução.  
  
Este processo criativo poderia ser representado por um passo a passo, como veremos a seguir:  
                               
FIGURA 11 - Processo Criativo  
  
  
Fonte: Elaborada pela

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.