A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Amarração na Alvenaria Estrutural - Conceito e Classificação

Pré-visualização | Página 1 de 1

AMARRAÇÃO NA ALVENARIA ESTRUTURAL – CONCEITO E 
CLASSIFICAÇÃO 
A alvenaria estrutural trata-se de um sistema construtivo caracterizado 
pelo fato de os blocos e, consequentemente, as paredes, possuírem função 
estrutural, resistindo a outros esforços além de seu peso próprio. Por essa razão, 
o sistema de alvenaria estrutural não prescinde e vigas e pilares para a 
sustentação da estrutura. 
Por esses motivos, a rigidez e estabilidades das paredes é de vital 
importância. A fim de assegurar estes comportamentos, a correta “amarração” 
da alvenaria se faz necessária. 
A amarração, como o próprio nome sugere, trata-se do procedimento 
construtivo que possibilita solidarizar o encontro de paredes e o encontro de 
paredes com pilares, aumentando a rigidez da ligação e melhorando o 
comportamento conjunto de tais elementos. 
Nesse contexto, a amarração é classificada como direta quando a 
mesma é realizada por meio da interpenetração dos blocos entre as fiadas. A 
Figura 1 apresenta um exemplo de amarração direta. 
Figura 1: Exemplo de amarração direta. 
 
Fonte: Noves Engenharia.1 
 
 
1 Disponível em: <https://www.novesengenharia.com.br/alvenaria-estrutural-amarracao/>. 
Acesso em 8 de set. de 2020. 
Por sua vez, a amarração é dita “indireta” quando não há interpenetração 
dos blocos das paredes que se interceptam, mas sim uma junta a prumo, 
utilizando grampos, malhas, grapas, conectores metálicos, etc. A Figura 2 
exemplifica a amarração indireta. 
Figura 2: Exemplo de amarração indireta – Encontro de paredes em “T” com junta a 
prumo grampeada. 
 
Fonte: Notas de Aula do Prof. Dr. Paulo Sérgio dos Santos Bastos.2 
 
Vale ressaltar que a amarração indireta deve ser evitada, visto que a 
mesma diminui a capacidade resistente das paredes. 
 
 
2 Disponível em: <wwwp.feb.unesp.br/pbastos>. Acesso em 8 de set. de 2020.