Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
27 pág.
EXERCÍCIOS TEORIAS DA COMUNICAÇÃO

Pré-visualização | Página 8 de 9

comunicativa e a esfera pública, sendo considerado um dos mais importantes intelectuais contemporâneos.
TEORIAS DA COMUNICAÇÃO
10º aula
1) (TRT- 2015)
Do ângulo da rua, vê-se uma gigantesca mobilização de quatro milhões de pessoas ─ na qual há jovens, velhos, crianças, pobres, ricos, classe média ─ que se encontraram nas ruas de São Paulo, unidos por uma solidariedade na esperança que nada tem a ver com uma montagem: para mobilizar essa multidão, foi preciso algo mais, algo muito diferente da vontade manipulatória de alguns meios massivos. Foi preciso justamente aquilo que os gritos da multidão testemunham nesses dias: “Tancredo não Morreu, Tancredo está no povo", “Tancredo, um dia haverá pão para todos, como você queria".
Não foi um “país medieval" o que saiu às ruas, não foi um país de fanáticos e curandeiros, mas aquele mesmo povo que poucos meses antes enchia as mesmas ruas exigindo as “Diretas Já", um povo em redescoberta de sua cidadania, reinventando a sua identidade, num espetáculo que fundia festa e política, fazendo política a partir da festa. E ganhava voz na presença corporal e no movimento de uma multidão. Mas isso foi totalmente ignorado por uma imprensa que, erigindo-se em crítica da massa, não pode ver que continha e formava, que dava forma à massa.
(BARBERO, Jesús-Martín. Dos meios às mediações – Comunicação, Cultura e Hegemonia. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2013. p. 322)
Na perspectiva das mediações culturais, eventos como a morte de Tancredo Neves são recebidos pela imprensa com uma pretensa racionalidade científica, mas são ressignificados pelo popular e sua forma particular de construção de conhecimento, sendo, então, reapropriados na comunicação massiva. No caso descrito, como um exemplo latino-americano, o resultado é uma narrativa:
R: c) melodramática.
Explicação: O uso de adjetivos e a descrição que objetiva despertar as sensações dialogam com uma cena dramática, que poderia ser encenada em novelas ou filmes.
2) Assista a um trecho do filme O show de Truman e analise as sentenças abaixo:
I – O trecho nos permite pensar sobre a linguagem ─ um dos elementos do quadrilátero de Orozco ─ sendo similar a um reality show exibido 24h por dia, em uma cidade inteiramente construída para esse fim.
II – A personagem Silvia poderia ser encarada como um sujeito-audiência que constrói um vínculo/interação com a linguagem televisiva em questão, indo na contramão da maior parte dos receptores.
III – Não é possível relacionar o fato de Truman não ter ciência de que ele era um personagem em um show à dimensão da institucionalização, proposta no quadrilátero de Orozco, pois isso não envolveria uma questão política.
Marque a opção com as sentenças corretas:
R: c) I e II estão corretas.
Explicação: O fato do personagem não ter ciência era um ingrediente fundamental para a narrativa e nos sinaliza uma dimensão política e um posicionamento da TV: mais preocupação com a audiência e o show do que com questões éticas e a subjetividade de Truman.
3) Na comunicação social, as reuniões como: aula, círculo de estudos, curso, dramatização, estudo de caso, grupo de verbalização e observação, jogos de empresa, oficina e workshop são chamadas de reuniões:
R: instrutivas.
4) (DataPrev 2012 – Comunicação Social)
Pensadores e pesquisadores das disciplinas de Ciências Humanas, como Filosofia, Sociologia, Psicologia e Linguística, têm dado contribuições em hipóteses e análises para o que se denomina “Teoria da Comunicação”, um apanhado geral de ideias que pensam a comunicação entre indivíduos ─ especialmente a comunicação mediada ─ como fenômeno social.
Entre as teorias, destacam-se o funcionalismo, primeira corrente teórica, a Escola de Frankfurt e a Escola de Palo Alto. O trabalho teórico na América Latina ganhou impulso na década de 1970, quando se passou a retrabalhar e transformar as teorias anteriores. Assim, surgiu a Teoria das Mediações, de Jesús Martin-Barbero, que apresenta uma percepção diferenciada para a relação existente entre emissor e receptor de determinada mensagem.
Marque a opção que representa a perspectiva de Barbero:
R: d) O público passa a ser também parte “participativa” do processo de comunicação de determinada mensagem.
e) O receptor tem consciência da mensagem recebida e só aceita o que deseja.
5) COMPERVE 2018
No campo da pesquisa e dos estudos da comunicação, a perspectiva teórica conhecida como “Estudos Culturais” tem por abordagem central a questão:
R: c) da produção de sentidos relativos aos conteúdos da mídia.
6) FCC, 2016 - A teoria das mediações culturais define o Estado-nacional como o lugar onde se homogeneízam as diversas culturas de um determinado país pela criação de um único espaço-tempo. A massificação da comunicação tem no melodrama uma forma de levar a celebração popular para a política, construindo, assim, narrativas reais como se fossem telenovelas, com embates entre vilões e mocinhos nos quais o último capítulo traz o ápice, uma satisfação da vitória, misturando ficção e realidade nas interpretações do mundo real. Este fenômeno foi demonstrado como um traço da comunicação em toda a América Latina, e particularmente no Brasil, no livro "Dos meios às mediações − Comunicação, Cultura e Hegemonia", de autoria de:
R: Jesús Martín-Barbero
	Explicação: O livro de Barbero é tida como a grande referência dos estudos de recepção
7) A partir dos anos 80, ocorreu uma virada nos estudos de comunicação. A Teoria das Mediações, de Jesus Martin-Barbero, procurava o sujeito nos estudos de comunicação e se começou a estudar menos o que os meios fazem com as pessoas, e mais o que as pessoas fazem com os meios de comunicação. Quais das escolas abaixo teria influenciado a perspectiva de Barbero?
R: Estudos Culturais
Explicação: Os Estudos Culturais ingleses, densenvolvidos a partir de 1964 teriam influenciado não só Barbero, mas vários teóricos da América Latina que desenvolveram os Estudos de Recepção
8) SSECULT, Ceará - O processo de comunicação humana pode ser analisado em um viés antropológico, tendo em vista que tal processo ocorre dentro de uma perspectiva de trocas simbólicas e reciprocidade entre os indivíduos. Considerando essa premissa, assinale a opção em que o autor e a respectiva noção - que serve de base para a compreensão da comunicação humana - estão corretamente associados.
R: Nestór García Canclini - hibridismo cultural 
Explicação: A noção de hibrismo cultural pressupõe exatamente as trocas simbólicas entre indivíduos com determinadas referências de mundo, inclusive locais, e referênciais dominantes.
9) DataPrev, 2012 - Pensadores e pesquisadores das disciplinas de ciências humanas, como Filosofia, Sociologia, Psicologia e Lingüística, têm dado contribuições em hipóteses e análises para o que se denomina "Teoria da Comunicação", um apanhado geral de ideias que pensam a comunicação entre indivíduos - especialmente a comunicação mediada - como fenômeno social. Entre as teorias, destacam-se o funcionalismo, primeira corrente teórica, a Escola de Frankfurt e a Escola de Paio Alto. O trabalho teórico na América Latina ganhou impulso na década de 1970, quando se passou a retrabalhar e transformar as teorias anteriores. Assim, surgiu a Teoria das Mediações, de Jesús Martin- Barbero, que apresenta uma percepção diferenciada para a relação existente entre emissor e receptor de determinada mensagem. Qual?
R: O público passa a ser também parte "participativa" do processo de comunicação de determinada mensagem.
Explicação: Uma das principais premissas de Barbero é que a recepção interpreta a mensagem, baseada em seus vínculos sociais e sua bagagem.
RESUMO DA AULA 10:
Vimos, nesta aula, o início institucional da pesquisa na América Latina, com os Centros de Pesquisa organizados, a partir do final da década de 1950 até os anos 1980, e as diferentes orientações propostas por eles.
Destacam-se, portanto:
Ciespal em Quito.
Instituto Venezuelno de Investigaciones de Prensa (ININCO), na Venezuela.
CEREN, no Chile.
ILET, no México.
Página1...456789