A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Conceitos em Hematologia

Pré-visualização | Página 1 de 3

1) CONCEITUE:
· Hematopoese- A hematopoiese é a produção dos elementos celulares e figurados do tecido sanguíneo. A atividade hematopoiética gera mais de nove tipos celulares diferentes, divididos em: linhagem linfóide (linfócitos T e B, células NK (natural killer) e células dendríticas linfóides); e linhagem eritro-mielóide (macrófagos, eosinófilos, neutrófilos, mastócitos, eritrócitos etc), a partir de uma entidade celular denominada célula-tronco hematopoiética ou HSC (hematopoietic stem cell).
· Eritropoese- A eritropoiese é o processo natural de produção de eritrócitos que ocorre na medula óssea. Em humanos adultos, a eritropoiese ocorre na medula óssea, mas em fetos e situações especiais como anemias severas pode ocorrer em outros órgãos, principalmente no fígado e no baço. 
· Leucopoese- Uma das fases da hematopoiese é definida como leucopoiese aquela que se refere a formação e desenvolvimento das células brancas do sangue, os leucócitos.
· Plaquetopoese- Linhagem voltada para a produção de plaquetas.
· Eritropoetina: A eritropoetina (EPO) é um hormônio que estimula a formação e o crescimento dos glóbulos vermelhos. Ela é produzida, na maior parte das vezes, pelos rins e é secretada em caso de baixa da concentração do sangue arterial em oxigênio, da diminuição dos glóbulos vermelhos ou por um aumento das necessidades de oxigênio.
· Eritrócito/Hemácia Hemácias são unidades morfológicas da série vermelha do sangue, também designadas por eritrócitos ou glóbulos vermelhos, que estão presentes no sangue em número de cerca de 4,5 a 6,0 x 106/mm³,[1] em condições normais. São constituídas basicamente por globulina e hemoglobina, e a sua função é transportar o oxigênio (principalmente) e o gás carbônico (CO2) (em menor quantidade) aos tecidos.
· Trombopoetina Trombopoietina é um hormônio glicoprotéico produzido pelo fígado e rins que regula a produção de plaquetas pela medula óssea. Ele estimula a produção e a diferenciação de megacariócitos, as células da medula óssea que se fragmentam em grandes números de plaquetas.
· GCSF Fator estimulador de colônias granulocitárias. Incluem-se como fontes de G-CSF os monócitos, células mesoteliais, fibroblastos e células endoteliais. O G-CSF estimula a formação e função de neutrófilos
· GMCSF - Fator estimulador de colônias de granulócitos-macrófagos. Possuem função de estimular a formação e função de neutrófilos, monócitos e eosinófilos. Incluem como células fontes Células T, monócitos, fibroblastos.
· M-CSF - Fator estimulador de colônias de macrófagos; Possuem função de estimular a formação e função de monócitos. Celulas fontes são Células endoteliais, macrófagos e fibroblastos.
· Eritrocitose Eritrocitose é o excesso de glóbulos vermelhos no sangue. Tem diversas causas como uma falha na regulação dentro da medula óssea - conhecida como policitemia vera - ou secundaria.
· Eritropenia A eritropenia é a redução da quantidade de glóbulos vermelhos (também conhecidos como hemácias e eritrócitos) no sangue. Essa deficiência dessas células do sangue que são ricas em hemoglobina resulta em problemas no transporte de oxigênio e diminuição do sistema tampão do sangue.
· Linfocitose Linfocitose é um aumento do número de linfócitos no sangue 
· Linfopenia é a condição de ter um nível baixo de linfócitos no sangue, . 
· Neutrofilia é o aumento do número de neutrófilos no sangue 
· Neutropenia é a redução do número de neutrófilos no sangue
· Monocitose elevação dos monócitos no sangue
· Monocitopenia redução do número de monócitos no sangue
· Granulocitose aumento do número de granulócitos (segmentado neutrófilo + segmentado eosinófilo + basófilo) no sangue
· Granulopenia redução do número de granulocitos no sangue. 
· Desvio `a esquerda - corresponde ao aparecimento, no sangue periférico, de precursores granulocíticos, que normalmente se localizam na medula óssea. Estes precursores incluem os bastonetes, os mielócitos e os metamielócitos
· Trombofilia A trombofilia é definida como a tendência à trombose decorrente de alterações hereditárias ou adquiridas da coagulação ou da fibrinólise, que levam a um estado pró-trombótico
· Trombocitopenia redução do numero de plaquetas no sangue.
· Plaquetopenia A trombocitopenia, ou plaquetopenia, corresponde à diminuição do número de plaquetas no sangue.
· Plaquetose aumento do número de plaquetas no sangue.
· Eosinofilia é o aumento da concentração de eosinófilos no sangue
· Basofilia é um termo técnico usado por histologistas. Descreve a aparência ao microscópio de células e tecidos, após uma seção histológica ter sido colorida por corantes básicos
· Anemia  como a condição na qual o conteúdo de hemoglobina no sangue está abaixo do normal como resultado da carência de um ou mais nutrientes essenciais, seja qual for a causa dessa deficiência. As anemias podem ser causadas por deficiência de vários nutrientes como Ferro, Zinco, Vitamina B12 e proteínas. Porém, a Anemia causada por deficiência de Ferro, denominada Anemia Ferropriva, é muito mais comum que as demais 
· Hematócrito é a percentagem de volume ocupada pelos glóbulos vermelhos ou hemácias no volume total de sangue. Os valores médios são diferentes segundo o sexo e idade, e variam entre 0,42-0,52 nos homens e 0,36-0,48 nas mulheres. 
· Hemoglobina  é uma metaloproteína que contém ferro presente nos glóbulos vermelhos e que permite o transporte de oxigénio pelo sistema circulatório.
· Global de hemácias A contagem do número total de eritrócitos por mm3 pode ser feita manualmente em hemocitômetro (câmara de Neubauer) ou por contadores automáticos
· CHM Concentrado de hemácias (CHM)  é a parte vermelha do sangue que contém as hemácias, células sanguíneas responsáveis pelo transporte do oxigênio para todo o corpo humano.
· VCM é o Volume Corpuscular Médio e indica o tamanho médio dos glóbulos vermelhos, também conhecido por hemácias. 
· CHCM é a sigla para Concentração da Hemoglobina Corpuscular Média. Os valores de CHCM servem para verificar a quantidade de hemoglobina presente nas hemácias, também conhecidas como eritrócitos ou glóbulos vermelho
· RDW é a sigla em inglês para Red Cell Distribution Width (Amplitude de Distribuição dos Glóbulos Vermelhos). É um índice que indica a variação de tamanho entre os glóbulos vermelhos, também chamados de eritrócitos ou hemácias.
· Global de leucócitos
· Hemácias normocíticas indica que o glóbulo vermelho (hemácia) tem um tamanho normal
· Hemácias microcíticas é caracterizada pela redução de hemoglobina dentro das células vermelhas do sangue.
· Hemácias macrocíticas indica aumento do tamanho das hemacias
· Hemácias megalocíticas 
· Hemácias normocrômicas  indica que a coloração da hemacia está dentro do normal. 
· Hemácias hipocrômicas refere-se a diminuição da coloração dos eritrócitos
· Policromatofilia Caracteriza-se pela presença de hemácias acinzentadas ou azuladas
· Anisocitose é um termo da medicina que significa disparidade do tamanho de algumas células, principalmente nos glóbulos vermelhos do sangue
· Hemácia falciforme Se caracteriza pela hemácia perder a forma arredondada e elástica e e adquirir o aspecto de foice
· Esferócito é um eritrocito de forma esférica que perdeu membrana celular sem perda do citoplasma; Um esferócito pode ser encontrado em determinadas anemias hemolíticas.
· Dacriócito Caracteriza por eritrócitos em forma de pera ou lágrima.
· Esquisócito Fragmentos de células e podem apresentar diversos formatos.
· Acantócito São eritrócitos contraídos com múltiplas projeções espiculadas. 
· Ovalócito São hemácias que se apresentam em forma de ovo. Decorrem de defeitos genéticos da membrana. 
· Hemácia crenada Caracterizam-se pela presença de pequenos espículos ao redor da hemácia.
· Poiquilocitose - É uma alteração na forma da hemácia (glóbulos vermelhos do sangue ou eritrócitos), que pode apresentar forma de foice, esfera, lagrima entre outras.
· Hemácia em alvo – A hemácia apresenta dupla biconcavidade de tal maneira que, quando projetada em um plano, a hemoglobina é visualizada em uma pequena