Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
TRABALHO

Pré-visualização | Página 1 de 3

Introdução
Atualmente, a sociedade contemporânea está mergulhada numa crise de relações sócio ambiental decorrente da nossa imersão no paradigma da ciência e do mercado, que está assentado na valoração do ser humano pelo que ele consome e pode exibir em detrimento do ser. O paradigma vigente valoriza o consumismo fundamentado na exploração de recursos naturais e do trabalho humano, e na crença do poder da tecnologia e do conhecimento científico para remedição de problemas que se originam nesse processo. A inexistência de repertório de significações reduziu esta profunda crise civilizatória a crises desconexas e disjuntas, as quais chamamos de crise da saúde, transporte, segurança, ambiental, entra tantas outras crises que possamos mapear. Neste contexto, esta tese busca analisar os processos que acreditamos serem os responsáveis por esta visão hegemônica de mundo que é descontextualizada, redutora e disjunta. Traçamos uma linha histórica dos processos e relações que nos levaram, enquanto sociedade, a acreditar que vivemos uma crise ambiental usando, como tema gerador, as mudanças climáticas e não uma crise civilizatória. Intentou-se evidenciar que nossas relações sociais, numa sociedade voltada para o consumo, é a grande gestora desta sociedade de risco, determinada pelos paradigmas dominantes que nos levam a crer no poder determinístico da ciência e na edificação de uma sociedade em equilíbrio. Em contraposição a este pensamento afirmamos com base em diversas condições de vida pois que vivemos em um mundo que não é estático, não está em equilíbrio e nem é determinado , mas sujeito a processos que desencadeiam desestabilizações nos ambientes e conseqüentes processos de auto-organização, nas relações entre os sistemas bióticos e abióticos, nas sociedades, na economia, na política e em nossa cultura. Como resistência a esta visão hegemônica de mundo propomos um método de abordagem contextualizado deste problema, através da construção de campos de significados que retratem esta crise de forma contextualizada associando este tema ao cotidiano do sujeito. Este processo foi desenvolvido através da abertura de ambientes de convivência relacionais baseados no compartilhamento de experiências. Mostramos também a importância da abordagem teórica ser associada ao dia-a-dia do sujeito, pois cada indivíduo vê seu mundo através de suas experiências. Abrimos possibilidades de provocar estímulos no limite de desestabilizar este sujeito ao ponto de tirá-lo do equilíbrio e provocar novas emergências, que ressignifiquem este sujeito em relação a seu mundo. Ativa-se sua vontade de potência para atuar significativamente em seu meio, compartilhando o campo organizacional com as demais esferas da sociedade, para juntos construírem um ambiente, uma cidade sustentável, entendida como um sistema complexo adaptativo de aprendizagem.
DESENVOLVIMENTO
 O trabalho ira mostrar através de uma avaliação feita em torno de um c córrego, e os problemas causados devido a urbanização acelerada e mal planejada, o uso indevido dos recursos do córrego e a má gestão por parte dos órgãos públicos. os Impacto Causados no meio em que vivemos as vezes é cometido por pessoas menos favorecidas que acaba ocupando áreas de mananciais e norteada por rios e córregos. Estes locais na maioria das vezes são ocupados por pessoas de uma classe social muito baixa, que invadem e constroem sem as devidas condições necessárias para se habitar as pessoas individuais são a melhor arma contra a poluição das águas no país. As atitudes começam em casa, água limpa que lá se usa, vai direto para redes de esgoto por meio das bocas de lobo e lá é poluída pelos excrementos das residências. Se cada cidadão evitar jogar lixo nos córregos ajudaria muito, nos Transbordamento do rio Aparecimento de animais peçonhentos, roedores e insetos Doenças causadas pelo contato com as águas poluídas e lixo jogados no córrego e podemos adotar medidas para a melhoria da qualidades das águas algumas cidades sofre com esse grave problema ambiental, pois grande parte do esgoto produzido na cidade vai direto para o córrego. Isso acaba trazendo danos à qualidade de vida da população, da fauna e da flora da cidade. O esgoto pode trazer diversos problemas ambientais, são culpadas pela inversão térmica, efeito estufa, erosão, entre diversos outros fatores que causam transformações no meio, destruindo a forma natural do funcionamento daquele ambiente. Os problemas associados às questões ambientais são bastante discutidos na atualidade, considerando que a poluição e degradação dos recursos naturais aumentam a cada dia, principalmente em virtude das atividades do ser humano que contribuem com a agravação. A contaminação do solo devido a poluição local, tem gerado muitas preocupações porque interfere no ambiente global da área afetada podendo originar problemas de saúde publica que visam melhorar a infra estrutura dessas família. A falta de saneamento básico vem preocupando a população, a situação é critica pois quando esses córregos, e esgotos não tem uma manutenção adequada ocorre o aparecimento de bichos peçonhentos nas residências mais próximas, sem dizer que o mal cheiro incomoda...
 A água é um dos bens mais preciosos. Seu uso irracional e sua poluição acarretam sua falta, e nenhuma providência foi tomada. O esgoto doméstico é um dos poluentes que causa maior impacto no meio ambiente e hoje a falta da chuva também traz um grande impacto no meio ambiente. Um dos  primeiro passo seria tentar resolver os problemas mais graves que afetam a qualidade da água de rios, córregos e lagos decorrem, segundo diferentes situações, de esgotos domésticos não tratados ou tratados de forma inadequada, da falta ou precariedade. A comunidade pode contribuir na proteção e preservação da comunidade que cresceu de forma desordenada nas margens de um córrego, expondo-os assim a uma situação de saneamento básico precário e baixa coleta de lixo. Sendo assim, a escola da região foi exposta a diversas doenças, ao mau cheiro proveniente do córrego poluído, assim como a invasão de ratos e insetos durante tema de debates no mundo todo.O uso irracional e a poluição de fontes importantes rios e lagos podem ocasionar a falta de água doce muito em breve, caso nenhuma providência seja tomada. O esgoto doméstico é um dos poluentes que causa maior impacto no meio ambiente, dessa forma o problema é implexo. Os grupos na sociedade tendo Assim como o mundo interior e o exterior são a continuidade um do outro, da mesma forma o individual e o social não existem separadamente, pelo contrário, eles se interpenetram, complementam e se confundem entre si. Com base nessas premissas, é legítimo afirmar que todo indivíduo é um grupo na medida em que, no seu mundo interno, há um grupo de personagens que estão introjetados, como os pais, irmãos, etc. e que convivem e interagem entre si. Da mesma forma, pode-se dizer que todo grupo pode comportar-se como uma individualidade ele adquire uma identidade e caracterologia singular e própria. Daí decorre um importante fenômeno psíquico na vida dos indivíduos e dos grupos: refiro-me ao fato de que os personagens que habitam o interior do psiquismo de cada pessoa, com as respectivas características de cada um e do tipo de vínculos entre essas diversas pessoas internalizadas, vivas ou mortas, compõem uma espécie de enredo no teatro do psiquismo. O importante é que existe uma forte, e quase irrefreável, tendência a que o referido enredo que está latente no mundo interior de um sujeito, se reproduza no mundo exterior. Para tanto, impelidas pelas forças ocultas provindas dos problemas citados justificam a importância deste projeto, pois explicitam a necessidade de formar cidadãos conscientes que, por sua vez, irão orientar outros. Os moradores sabem que o município de Angatuba é referência na prática da coleta seletiva, tendo sido pioneiro nessas medidas, porém se “esquecem” de fazer a própria parte, e os guardas mirins têm essa incumbência, de ensinar, de relembrar de explicar qual é a parte
Página123