A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Apanhado historia e geografia

Pré-visualização | Página 1 de 14

Apanhado 
METODOLOGIA E PRÁTICA DO ENSINO DA HISTÓRIA E GEOGRAFÍA 
 
 
1) A abordagem dos conteúdos insere-se numa perspectiva de questionamentos da realidade, organizada no presente desdobrando-se em 
conteúdos históricos, que envolvem explicações e interpretações das ações de diferentes sujeitos, da seleção e organização de fatos e da 
localização de informações no tempo histórico. As explicações para os acontecimentos implicam, por sua vez, na exposição dos conflitos, das 
contradições e da diversidade de compreensão dessa realidade. Nesse sentido, é importante que o professor: 
 
I) Crie situações rotineiras, nas suas aulas, de atitudes questionadoras diante dos acontecimentos e das ações dos sujeitos 
históricos. 
II) Crie condições para que os alunos possam estabelecer relações (de contradição ou identidade) com outros sujeitos e outros 
acontecimentos do seu próprio tempo e de outros tempos e outros lugares. 
III) Estabeleça com os alunos explicações e interpretações baseadas no estabelecimento de relações, seja por suas semelhanças, 
diferenças, proximidades, dependências e continuidade. 
IV) Estabeleça com os alunos quais os fatos e os sujeitos históricos a serem estudados numa linha cronológica crescente e linear, 
para que possa construir a noção de progresso. 
 
Assinale a alternativa correta: 
a. I e II 
b. III e IV 
c. I, II e IV 
d. I, II e III 
e. I, II, III e IV 
 
2) A escolha dos conteúdos relevantes a serem estudados parte das problemáticas locais em que estão inseridas as crianças. Desta feita, as 
escolas, não podem perder de vista que as questões que dimensionam essas realidades estão envolvidas em problemáticas regionais, 
nacionais e mundiais (...). Os conteúdos propostos estão constituídos, assim, a partir da história do cotidiano da criança (o seu tempo e o seu 
espaço), integrada a um contexto mais amplo, que inclui os contextos históricos. 
Portanto, cabe ao professor: 
A. respeitar o desenvolvimento psicológico do aluno, devendo, pois, partir do concreto ao abstrato em etapas sucessivas,. 
estudando o bairro, depois o município, o estado, o país e por fim o mundo. 
B. Organizar o conteúdo histórico numa linha cronológica, partindo da historia de vida do aluno e retrocedendo no tempo, até 
chegar ao início da historia do Brasil. 
C. Levantar os problemas da comunidade escolar, da família, do bairro, do estado e do país, numa sequencia cronológica e 
transforma-los em conteúdos de ensino. 
D. Partir da história presente do cotidiano do aluno, no qual existem materialidade e mentalidade que denunciam a presença de 
outros tempos, outros modos de vida sobreviventes, no mesmo e em outro espaço. 
E. Partir da historia do descobrimento do Brasil e, numa linha cronologia de tempo, alcançar os dias atuais. 
 
3) A História é fruto da produção cultural do homem na sua interação com o meio físico, social e político. Essa interação da pessoa humana no 
seu mundo implica uma concepção política e consciente diante das transformações pelas quais passaram as sociedades humanas, pois 
constituem a essência da História: 
a. A transformação e a permanência. 
b. O tempo e o espaço. 
c. A sociedade e o homem. 
d. A transformação e o espaço. 
e. A permanência e o homem. 
 
4) Alice é professora no 3º ano do Ensino Fundamental na escola VIVER. Na elaboração de seu plano de aula mensal de Geografia, ela 
estabelece como objetivo: Compreender o espaço, a paisagem, o território e o lugar, seus processos de construção. 
Dos conteúdos abaixo relacionados, não corresponde à Geografia: 
A) Contar, Medir, Ordenar, Codificar(está no questionário II da matéria) 
B) A relação entre a Terra, o Sol e a Lua 
C) Tipos de vegetação 
D) O Brasil no mundo 
E) A localização de um ponto 
 
5) A natureza sempre constituiu uma das bases sobre a qual se estruturou o conhecimento geográfico. Em seu estudo. Em seu estudo, é 
necessário ressaltar, EXCETO: 
A) A natureza em sua dinâmica própria, ou seja, as múltiplas relações que se processam dentro do quadro natural. 
B) A visão integrada e de conjunto da sociedade com a natureza. 
C) A preocupação em compreender a sua dinâmica permanentemente transformada pelo homem ao longo de um processo 
histórico. 
D) O espaço geográfico como fruto das relações sociais não contém a natureza no processo de sua estrutura espacial 
E) A natureza como totalidade e não apenas a soma das partes (elementos) que a contêm. 
 
6) A proposta para o ensino de História baseia-se na ideia de que os conhecimentos históricos tornam-se significativos para os alunos, como 
saber escolar e social, quando contribuem para que eles reflitam sobre as vivências e as produções humanas, materializadas no seu espaço 
de convívio direto e nas organizações das sociedades de tempos e espaços diferentes, reconhecendo-as como decorrentes de contradições e 
de regularidades históricas. 
Nas dinâmicas das atividades, propões que o professor, entre outros objetivos: 
 
I- Valorize, inicialmente, os saberes que os alunos já possuem sobre o tema abordado, criando momentos de trocas de informações 
e opiniões. 
II- Avalie os saberes, identificando quais poderiam enriquecer seus repertórios e suas reflexões. 
III- Proponhanovos questionamentos, informe sobre dados desconhecidos e organize pesquisas e investigações. 
V - Selecione materiais de fontes de informação diferentes para que sejam estudados em sala de aula. 
 
É ( são ) corretas (s): 
a) Apenas as afirmativas I e II. 
b) Todas as afirmativas. 
c) Apenas as afirmativas I e III. 
d) Apenas as afirmatvas II, III e IV. 
e) Apenas a afirmativa I. 
 
7) As Teorias cognitivas admitem que a assimilação de novas informações favarece a cntrução de significados quando a escola e o professor 
entedem que o ponto de partida é o que o aluno já sabe. Por derivação, podemos generalizar que o ensino de Geografia deverá ter como ponto 
de partida: 
a) O espaço vivido pelo aluno e trazido para a escola como conhecimento prévio. 
b) espaço percebido, desde que a crianção tenha visão normal e possa explorar livremente o espaço. 
c) O espaço concebido, isso é , o espaço imaginado e ordenado pelo aluno, mesmo que de quando de quando precise de 
arrumações. 
d) O espaço hierárquico, uma vez que desde cedo a criança convive com pessoas mais jovens e de mais idade que ela. 
e) O espaço vivido pelo aluno, com registros das ocorrências históricas próximas e distantes. 
 
8) Ao final de um ciclo, depois de terem vivenciado inúmeras situações de aprendizagem, os alunos dominam alguns conhecimentos e 
procedimentos. Para avaliar esses domínios, os professores devem considerar critérios como: 
1. Reconhecer algumas semelhanças e diferenças que a sua localidade estabelece com outras coletividades de outros tempos 
e outros espaços, nos seus aspectos sociais, econômicos, políticos, administrativos e culturais 
2. Reconhecer alguns laços de identidade e/ou diferenças entre indivíduos, os grupos e as classes, numa dimensão de tempo 
de longa duração. 
3. Memorizados algumas semelhanças, diferenças, mudanças e permanências no modo de vida de algumas populações, de 
outras épocas e lugares. 
4. Memorizar algumas semelhanças no modo de viver dos indivíduos e dos grupos sociais que pertencem ao seu próprio 
tempo e ao seu espaço. 
Das afirmativas acima estão incorretas: 
a. 1 e 2; 
b. 3 e 4 
c. 2 e 3 
d. 1 e 4 
e. 1, 2, 3 e 4 
 
9) A respeito da relação entre aprendizagem e conhecimento prévio, assinale F (Falso) ou V ( verdadeiro) para as seguintes afi rmativas: 
 
1 ( ) A aprendizagem se torna efetiva à medida que o novo conteúdo desenvolve as estruturas de conhecimento. 
2 ( ) Quando a escola e o professor ignoram o que o aluno já tem, a aprendizagem se torna mecânica, mas prazerosa e eficiente. 
3 ( ) Apesar do esforço pertinente à atividade, aprender a participar do conhecimento prévio é mais fácil e prazeroso.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.