O Universo - Carl Sagan
231 pág.

O Universo - Carl Sagan


DisciplinaAstrofísica247 materiais873 seguidores
Pré-visualização50 páginas
Yenant Terzian e Elizabeth Bilson Organizadores) 
O Universo de Carl Sagan 
Tradução Claudia Bentes 
EDITORA 
Unb 
IMPRENSA 
OFICIAL 
#Equipe editorial: Airton Lugarinho (Supervisão editorial); Rejane de 
Meneses (Acompanhamento editorial); Sarah Ribeiro Pontes (Preparação de 
originais); Mauro Caixeta 
de Deus e Sarah Ribeiro Pontes (Revisão); 
Rejane de Meneses e Yana Palankof (Índice); Raimunda Dias (Editoração 
eletrônica); Márcio Duarte Macedo (Capa) 
Título original: Carl Sagan s Univers 
Copyright © 1997 by Cambridge University Press 
Copyright © 2001 by Editora Universidade de Brasília, pela tradução 
Impresso no Brasil 
Direitos exclusivos para esta edição: 
Editora Universidade de Braslia Imprensa Oficial do Estado 
SCS Q. 02 Bloco C ?78 Rua da Mooca, 1921 
Ed. OK 2° andar 03103-902 - São Paulo, SP 
70300-500 Braslia DF Tel: (Oxx 11) 6099-9446 
Tel: (Oxx61) 226-6874 Fax: (Oxx 11) 6692-3503 
Fax: (Oxx61)225-5611 imprensaocial@imprensaoficial.com.br 
editora@unb.br SAC 0800-123401 
Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação poderá ser 
armazenada ou reproduzida por qualquer meio sem a autorização por escrito 
da Editora. 
Ficha catalográfíca elaborada pela Biblioteca Central da Universidade de 
Brasília 
O Universo de Carl Sagan / Yervant Terzian e Elizabeth Bilson ijo 
(orgs.); tradução de Claudia Bentes. - Braslia : Editora Universidade de 
Brasília : 
São Paulo : Imprensa Oficial do Estado, 2001 
324 p. 
ISBN: 85-230-0625-7 
1. Astronomia descritiva. 2. Carl Sagan. I. Terzian, Yervant. II. Bilson, 
Elizabeth. 111. Bentes, Claudia. 
CDU 523 
#Sumário 
LISTA DE COLABORADORES, 7 PREFÁCIO, 9 
Yervanf Terzian e Elizabeth M. Bilson 
Exploração planetária 
. POR OCASIÃO DO 60° ANIVERSÁRIO DE CARL SAGAN, 15 
Wesley T. Huntress, Jr. 
2. A BUSCA PELAS ORIGENS DA VIDA: A EXPLORAÇÀO AMERICANA DO 
SISTEMA SOLAR, 1962-1994, 21 Edward C. Stone 
3. DESTAQUES DO PROGRAMA PLANETÁRIO RUSSO, 41 
Roald Sagdeev 
4. DA OCULAR AO PRIMEIRO SAETO: A BUSCA POR VIDA EM MARTE, 49 
Bruce Mnrra\ 
Vida no Cosmo 
5. MEIO AMBIENTE DA TERRA E DE OUTROS MUNDOS, 67 
Owen B. Too 
6. A ORIGEM DA VIDA EM UM CONTEXTO CÓSMICO, 81 
Christopher F. Chyba 
1. IMPACTOS E VIDA: VIVENDO EM UM SISTEMA PLANETÁRIO EM RISCO, 93 
David Morrison 
8. INTELIGÊNCIA EXTRATERRESTRE: O SIGNIFICADO DA PESQUISA, 105 
Frank D. Drae 
9. INTELIGÊNCIA EXTRATERRESTRE: OS PROGRAMAS DE PESQUISA, 117 
Paul Horowitz 
10. AS LEIS DA FÍSICA PERMITEM BURACOS DE MINHOCA PARA VIAGEM 
INTERESTELAR MÁQUINAS DO TEMPO?, 141 
Kip S. Thorne 
Interlúdio 
11. A ERA DA EXPLORAÇÃO, 163 
Carl Sagan 
#O ensino da ciência 
12. A CIÊNCIA PRECISA SER POPULARIZADA?, 185 
Ann Druyan 
13. CIÊNCIA E PSEUDOCIÊNCIA, 193 
James Randi 
14. O ENSINO DA CIÊNCIA EM UMA DEMOCRACIA, 201 
Philip Morrison 
15. A APRESENTAÇÃO VISUAL DA CIÊNCIA, 213 
Jon Lomberg 
16. CIÊNCIA E IMPRENSA, 229 
Walter Anderson 
17. CIÊNCIA E ENSINO, 235 BUI G. Aldridge 
Ciência, meio ambiente e política pública 
18. A RELAÇÃO ENTRE CIÊNCIA E PODER, 245 
Richard L. Garwin 
19. UM MUNDO LIVRE DA AMEAÇA NUCLEAR?, 253 
Georgi Arbatov 
20. CARL SAGAN E o INVERNO NUCLEAR, 265 Richard P. Turco 
21. O ENTENDIMENTO PÚBLICO SOBRE A MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL, 273 
James Hansen 
22. CIÊNCIA E RELIGIÃO, 281 
Joan B. Campbell 
23. DISCURSO EM HOMENAGEM A CARL SAGAN, 289 
Frank Press 
Epílogo 
24. CARL SAGAN AOS SESSENTA, 301 
Frank H. T. Rhodes ÍNDCE, 305 
#Lista de colaboradores 
Bill G Aldridge 
Diretor, Soluções de Educação em Ciência Vice-Presidente, Airbone 
Research anel Services 
Walter Anderson 
Editor, Parade Publications 
James Hansen 
Diretor, Instituto Goddard da NASA para Estudos Espaciais 
Paul Horowitz 
Professor de Física Universidade de Harvard 
Georgi Arbatov 
Diretor Emérito e Presidente da Junta Governante. Instituto de Estudos 
Americanos e Canadenses Academia Russa de Ciências 
Elizabeth M. Bilson 
Diretora Administrativa, Centro de Radiofísica e Pesquisa Espacial, 
Universidade de Cornell Organizadora deste volume 
Joan B. Campbell 
Secretária-Geral, Conselho Nacional das Igrejas de Cristo 
Christopher F. Chyba 
Professor Assistente, Departamento de Ciências Planetárias, Universidade 
do Arizona 
Frank D. Drake 
Professor de Astronomia, Universidade da Califórnia em Santa Cruz 
Ann Druyan 
Secretária, Federação de Cientistas Americanos 
Richard L. Garwin 
Adjunto Emérito da 1BM Divisão de Pesquisa da IBM 
Wesley T. Huntress, Jr. 
Administrador Associado para Ciência Espacial, sede da NASA 
Jon Lomberg 
Conselheiro Sénior Sociedade Planetária 
David Morrison 
Chefe, Divisão de Ciência Espacial Centro de Pesquisa Ames da NASA 
Philip Morrison 
Professor Universitário Emérito Instituto Massachusetts 
Bruce Murray 
Professor de Ciências Planetárias Divisão de Ciências Geológicas e 
Planetárias, Instituto de 
Tecnologia da Califórnia 
Frank Press 
Membro Sénior do Conselho, Instituição Carnegie de Washington 
James Randi 
Plantafion, Flórida 
Frank h. T. Rhodes 
Presidente Emérito Universidade de Comel 
#Carl Sagan 
Professor de Astronomia de David Duncan e Diretor do Laboratório para 
Estudos Planetários da Universidade de Cornell 
Roald Sagdeev 
Professor de Física e Diretor do Centro Leste-Oeste de Pesquisa da 
Universidade de Maryland 
Edward C. Stone 
Diretor, Laboratório de Propulsão a Jato, Instituto de Tecnologia da 
Califórnia/ LPJ 
Yervant Terzian 
Professor de Ciências Físicas de James A. Weeks; Chefe, Departamento de 
Astronomia, Universidade de Cornell Organizador deste volume 
Kip S. Thorne 
Professor de Richard Feynman e Professor de Física Teórica, Instituto de 
Tecnologia da Califórnia 
Owen B. Toon 
Cientista Sénior, Divisão de Ciência da Terra, Centro Ames de Pesquisa da 
NASA 
Richard P. Turco 
Professor de Ciências Atmosféricas Departamento de Física Atmosférica e 
Instituto de Geofísica e Física Planetária, Universidade da Califórnia, 
Los Angeles. 
#Prefácio 
Quando Carl Sagan veio para Comei em 1968, ele era jovem, brilhante e 
ambicioso. Não era muito diferente de outros calouros da faculdade. Mas 
Sagan tinha um ponto 
de vista peculiar e um propósito bem definido. Ele era fascinado pela 
ciência e, em particular, pela astronomia; ele acreditava que as 
questões-chave relativas às 
origens da vida e à existência de vida em outro lugar poderiam ser 
confrontadas pelo pensamento racional combinado com pesquisa e observação 
astutas. Mais tarde, 
ele se convenceu de que aquilo que sabia, e no que acreditava, assim como 
o que esperava descobrir, realmente precisava ser comunicado aos 
elaboradores de política 
pública, bem como ao grande público em geral. Ele reconheceu que em uma 
sociedade tecnológica (ou em uma sociedade avançada nesse sentido) a 
ciência é essencial 
para tomar decisões bem fundamentadas. 
Por quase três décadas, vimos Carl Sagan perseguir seu objetivo com 
grande dedicação e com um sucesso espetacular. Ele desempenhou um papel 
de liderança no programa 
espacial americano desde o seu início. Deu instruções aos astronautas da 
Apollo antes do voo à Lua, e conduziu as experiências nas expedições 
Mariner, Viking, Voyager 
e Galileu aos planetas. Ele ajudou a solucionar os mistérios da alta 
temperatura de Vênus, com base em um enorme efeito estufa; explicou que 
as mudanças sazonais 
em Marte eram causadas por poeira carregada pelo vento e provou que a 
névoa alaranjada de Titã era devida a moléculas orgânicas em sua 
atmosfera. Foi consultor e 
conselheiro, bem como um importante porta-voz da NASA (National 
Aeronautics and Space Administration) e de toda a comunidade científica 
no Congresso e na mídia. 
Ele conseguiu voltar a atenção pública para assuntos