A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
120 pág.
Normas técnicas

Pré-visualização | Página 8 de 18

Constant.) 
17. Gráficos
A descrição de gráficos só deve ocorrer quando houver a total impossibilidade de
representá-los. Sempre que possível, os gráficos devem ser mantidos de acordo com o 
original. Caso o espaço necessário para as informações seja insuficiente, pode-se criar 
uma legenda ou omitir sinais de maiúsculas e de número. Todas essas adaptações devem 
ser devidamente informadas ao leitor por meio de uma nota de transcrição. 
Ambivalente: adj. Que apresenta 
ambivalência; que possui dois valores 
diferentes. 
51 
Exemplos: 
.Legenda3 
ama 7 Amarelinha 
cor 7 Pular corda 
esc 7 Esconde-esconde 
peg 7 Pega-pega 
 .Brincadeiras preferidas 
do #2o ano 
N)mero de votos
 l 
#aj r11111111111111111164 
 l l_ 
 #h r1111111164 l_ 
l l_ l_ 
 #f r11111111l_11164 l_ 
 l l_ l_ l_ 
 #d r11164 l_ l_ l_ 
l l_ l_ l_ l_ 
 #b r l_ l_ l_ l_ 
l l_ l_ l_ l_ 
 #j h333hj333hj333hj333hj333 
 ama cor peg esc 
 Brincadeiras 
(Fonte: Matemática – 2º Ano – 1º Semestre – 
Ensino Fundamental. Coleção Phases.) 
52 
.quantidade de alunos 
matriculados no 
curso de teatro 
.Quantidade 
 de alunos 
 L 
#fj r #ee 
 r11111111111163334 
#ej r l _ 
 l l _ 
#dj r l _ 
l #cj l _
#cj r11163334 l _
l l _ l _
#bj r l _ l _
l l _ l _
#aj r l _ l _
l l _ l _
 #j h333h333j3333h333j333 alunos 
meninos meninas 
(Fonte: Nós e a tabuada B – Ensino Fundamental I. 
José Ruy Giovanni & José Ruy Giovanni Jr.) 
Se necessário substituir os gráficos por descrições, estas devem ser feitas com 
clareza e objetividade, sem omissão ou excesso de informações. Daí a necessidade de 
os profissionais que trabalham na produção dos livros serem devidamente preparados. 
(ver item 9 – Descrições) 
53 
18. Hifenização (separação de sílabas)
Em conformidade com o Novo Acordo Ortográfico, se no final da linha a separação
de uma palavra ou combinação de palavras coincidir com o hífen, ele deve ser repetido 
na linha seguinte. 
Exemplos: 
 .Na cidade contava- 
-se que ele fugiu de casa'
Na cidade contava- 
-se que ele fugiu de casa.
 .O diretor recebeu os ex- 
-alunos de braços abertos'
O diretor recebeu os ex- 
-alunos de braços abertos.
No texto em braille, a hifenização (separação de sílabas) só deverá ocorrer quando 
este critério tiver sido utilizado no livro original. Essa observação é válida, principalmente, 
para os livros dos dois primeiros anos do Ensino Fundamental I. 
Não é recomendável a quebra de uma palavra na primeira sílaba quando esta 
constar de apenas uma letra. 
54 
Exemplos: 
Recomendável: 
.modo de fazer3 .adicionar o 
+leo aos poucos'
Modo de fazer: Adicionar o 
óleo aos poucos. 
Não recomendável: 
.modo de fazer3 .adicionar o +- 
 leo aos poucos' 
Modo de fazer: Adicionar o ó- 
leo aos poucos. 
Recomendável: 
.Depois de almo&ar1 ela tomou 
 (gua' 
Depois de almoçar, ela tomou 
água. 
Não recomendável: 
.Depois de almo&ar1 ela tomou (- 
 gua' 
Depois de almoçar, ela tomou á- 
gua. 
Observação: Recomenda-se não utilizar a hifenização na quebra de páginas. 
55 
19. Histórias em quadrinhos (HQ), tirinhas e charges
As histórias em quadrinhos (HQ), tirinhas e charges, embora apresentem linguagem
verbal e não verbal, quando, devidamente adaptadas, podem proporcionar ao leitor com 
deficiência visual uma oportunidade de entretenimento tão agradável quanto aquela 
desfrutada pelas pessoas que enxergam. 
Além de divertimento, esse gênero textual traz também informações e críticas 
bastante significativas e talvez por essa razão venha sendo cada vez mais utilizado em 
livros didáticos. 
Seguem algumas orientações indispensáveis à boa qualidade da adaptação das 
histórias em quadrinhos, tirinhas e charges: 
a) A descrição das imagens deve ser clara, objetiva e o mais fiel possível ao original.
b) A diagramação deve ser feita de maneira a permitir que o leitor encontre com
facilidade as falas e as descrições correspondentes a cada quadrinho. A numeração
dos quadrinhos é bastante recomendável para que esse objetivo seja atingido.
c) A transcrição de cada quadrinho deve iniciar-se na margem, com continuação a partir
da terceira cela.
d) Em histórias muito pequenas (dois ou três quadrinhos), a transcrição poderá ser
contínua.
e) Caso a(s) cena(s) ocorra(m) em um mesmo ambiente, este poderá ser descrito antes
da transcrição do primeiro quadrinho.
f) Deve-se sempre avaliar a necessidade de descrever alguns personagens a fim de que
o leitor saiba se este é um adulto, uma criança, um animal, etc. Essa descrição poderá
ser contextualizada. Exemplos: "O tigre Haroldo diz...", "O cachorrinho Bidu
responde...", "A menina Magali sai correndo...".
g) Todas as onomatopeias e outros sons produzidos dentro ou fora do ambiente devem
ser transcritos e informados ao leitor por uma breve descrição. Exemplos: “Um forte
trovão (CABRUM) é ouvido...”, “Mônica dá um tapa em Cebolinha (SLEPT!)”.
h) Sempre que possível, deve-se contextualizar o tipo de balão: fala, cochicho,
pensamento, grito, ideia, fala de mais de um personagem, dúvida, etc. Exemplos:
“Calvin pensa: ...”, “Cascão grita: ...”, “Mafalda cochicha para Miguelito: ...”.
i) As falas do "narrador" ou aquelas que vêm de fora do ambiente também devem ser
transcritas. Exemplo: "Uma voz que vem de longe diz: ‘Saia daí...’".
56 
Exemplos: 
_(.Tirinha do personagem .Cal- 
 vin1 .em tr<s quadrinhos' 
 .no primeiro Quadrinho1 
 .Calvin aproxima-se do pai1 
 que est( sentado em uma pol- 
 trona1 escrevendo em um papel 
 que est( em seu colo' .O me- 
 nino pergunta3 8.Pai1 de onde 
 v<m os beb<s5 .= verdade que 
 uma cegonha traz eles numa 
 trouxinha e deixa na porta da 
 frente58' .no segundo quadri- 
 nho1 O pai1 com os olhos fe- 
 chados e as sobrancelhas er- 
 guidas1 responde3 8.Na maioria 
 das vezes1 sim1 mas voc< foi 
 atirado chamin= abaixo por um 
 enorme pterod(ctilo peludo' 
 .no )ltimo quadrinho1 .Calvin 
 alegra-se e exclama3 8.Manei- 
 ro68’' .O pai olha para o papel 
 e diz3 8.Isso explica muitas 
 coisas1 n>o =58'_) 
[Tirinha do personagem Calvin, em três quadrinhos. No primeiro quadrinho, Calvin 
aproxima-se do pai, que está sentado em uma poltrona, escrevendo em um papel que 
está em seu colo. O menino pergunta: “Pai, de onde vêm os bebês? É verdade que uma 
cegonha traz eles numa trouxinha e deixa na porta da frente?”. No segundo quadrinho, o 
pai, com os olhos fechados e as sobrancelhas erguidas, responde: “Na maioria das vezes, 
sim, mas você foi atirado chaminé abaixo por um enorme pterodáctilo peludo.” No último 
57 
quadrinho, Calvin alegra-se e exclama: “Maneiro!”. O pai olha para o papel e diz: “Isso 
explica muitas coisas, não é?”.] 
(Fonte: ENCCEJA 2017 – Ensino Fundamental. Questão 28. 
Prova de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, 
Artes, Educação Física e Redação. Prova III – Tarde – Ledor. Adaptado.) 
_(.Descri&>o da tirinha3 .Tirinha 
 intitulada 9.Felicidade ='''91 
 em quatro quadrinhos' 
.q#a3 o personagem .Charlie .Brown 
 aproxima-se do cachorro .Snoopy 
 com uma tigela' 
.q#b3 o p(ssaro .Woodstock est( em 
 frente ao cachorro1 que est( com 
o focinho dentro da tigela'
.Snoopy pensa3 8.Uma das grandes
alegrias da vida = um bom jantar
e uma boa conversa'''8'
.q#c3 .um bal>o com v(rios sinais 
 gr(ficos indica que .Woodstock 
 est( 8falando8 sem parar' 
 .Snoopy olha para o bal>o com 
 express>o intrigada' 
.q#d3 .o cachorro pensa3 8.Tagare- 
 lar n>o = conversar68'_( 
[Descrição da tirinha: Tirinha intitulada Felicidade é..., em quatro quadrinhos. 
Q1: O personagem Charlie Brown aproxima-se do cachorro Snoopy com uma tigela. 
Q2: O pássaro Woodstock está em frente ao cachorro, que está com o focinho dentro da 
tigela. Snoopy pensa: “Uma das grandes alegrias da vida é um bom jantar e uma boa 
conversa...”. 
58 
Q3: Um balão com vários sinais gráficos indica que Woodstock está “falando”

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.