A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
24 pág.
Como_instalar_o_VirtualBox

Pré-visualização | Página 1 de 4

Grupo de Estudo virtualização Marco Aurélio Thompson 
 
www.marcoaurelio.net 1 www.fb.com/marcoaureliothompson 
 
 
Criando um laboratório de testes 
Para ser hacker ou profissional de segurança você vai precisar praticar. Não 
existe outro caminho. Leia quantos livros quiser. Assista quantas videoaulas 
quiser. Se não praticar não vai conseguir ser hacker. 
Hacker tem mais a ver com fazer do que saber. Você vai se deparar com 
inúmeros casos em que profissionais de segurança muito bem preparados 
são vítimas de invasores não tão bem preparados assim. 
Grupo de Estudo virtualização Marco Aurélio Thompson 
 
www.marcoaurelio.net 2 www.fb.com/marcoaureliothompson 
 
A prática hacker não deve ser feita em seu computador de uso diário, muito 
menos no computador da empresa. Tenho relatos de leitores e alunos que 
decidiram praticar na rede da empresa onde trabalham e por pouco não 
foram mandados embora por causa disso. 
Mexer com material hacker é perigoso. É claro que nada vai explodir ou 
pegar fogo, mas o risco é de perder informações importantes ou ter as 
próprias contas invadidas durante algum exercício prático. 
Também tenho relatos de leitores e alunos que foram invadidos após 
começarem a estudar sobre hacking. Só precisei fazer uma pergunta para 
descobrir que ele (ou ela) decidiu fazer as práticas no computador de uso, 
ignorando meu aviso. Parecido com o tal do se beber não dirija, quando o 
motorista só acredita na seriedade do aviso após se envolver em acidentes e 
perder ou tirar vidas. 
Se o problema é não praticar no computador de uso e nem no computador da 
empresa, como fazer? A solução ideal é ter um segundo e até um terceiro 
computador só para praticar. Um computador fazendo o papel de invasor e 
um outro de vítima. 
Esta solução ideal se mostra inadequada porque além do custo de ter mais 
dois computadores temos também a questão do espaço. Alguns leitores e 
alunos relataram que ressuscitaram um computador velho só para praticar. 
Outros adquiriram computadores mais antigos, tipo o Pentium IV, pagando 
menos de duzentos reais pelo equipamento. 
E você que talvez não queira ou não possa comprar outro computador? Ou 
que não tem espaço para mais um micro e precisa praticar se quiser ser 
hacker? Para estes casos a solução ideal é o uso de máquinas virtuais para 
criar laboratórios de teste. A máquina virtual é um programa de computador 
capaz de virtualizar um ou mais computador isolando um do outro. 
Grupo de Estudo virtualização Marco Aurélio Thompson 
 
www.marcoaurelio.net 3 www.fb.com/marcoaureliothompson 
 
E o melhor é que não vai lhe custar nada, caso o seu computador tenha o 
mínimo de recursos, tais como: 
• Processador acima de 1GHz, o ideal é ter acima de 2GHz. 
• No mínimo 2 GB de memória RAM, o ideal é ter 4GB ou mais. 
• Pelo menos 40GB de espaço livre no disco rígido, o ideal é ter 100GB. 
• A placa de vídeo preferencialmente deve ser do tipo off-board, que é 
quando a placa de vídeo é independente da placa mãe. Mesmo que seu 
computador tenha a placa de vídeo on-board dá para usar. 
Se for um notebook é preciso verificar se ele atende aos requisitos mínimos. 
Os modelos mais baratos de notebook têm pouca memória RAM, processador 
lento, pouco espaço livre no disco rígido e a placa de vídeo é compartilhada. 
Netbook? Nem pensar. No máximo para rodar algumas ferramentas e 
programas. 
O laboratório de testes consiste em no mínimo dois computadores. Um como 
invasor e outro como cobaia. Este invasor pode muito bem ter instalado o 
Windows XP, se você estiver começando e não conhece o Linux. Sugerimos 
que você crie também um segundo invasor rodando Linux, como o Kali 
(sucessor do Backtrack) ou outro Linux qualquer. 
Assim você pode aprender com mais facilidade usando o Windows com o qual 
está mais familiarizado, enquanto aprende a usar o Linux para invasão, que 
é o sistema operacional que oferece mais recursos e ferramentas hacker. 
Você talvez se pergunte porque sugerimos o Windows XP já que atualmente 
a versão mais recente do Windows é o Windows 10. O que você precisa ter 
em mente é o seguinte. Um bom invasor consegue resultados com qualquer 
versão do Windows. Nossa sugestão para usar o Windows XP é que ele ocupa 
pouco espaço e a maioria das ferramentas hacker foram feitas para ele. 
Grupo de Estudo virtualização Marco Aurélio Thompson 
 
www.marcoaurelio.net 4 www.fb.com/marcoaureliothompson 
 
Não pense que os programadores hacker saem convertendo suas 
ferramentas para a versão mais recente do Windows assim que sabem do 
lançamento. Na verdade, os hackers que usam Windows até preferem o 
Windows XP porque é um Windows que quase não interfere no 
funcionamento das ferramentas de segurança. 
O novíssimo Windows 10 S, voltado para estudantes, não permite sequer 
usar o Google como sistema de buscas e nem instalar o navegador Firefox, 
um navegador repleto de recursos para hackers. Só pensa em usar o 
Windows mais recente como máquina do invasor quem não está o 
suficientemente informado de como as coisas realmente funcionam. 
Além das duas máquinas virtuais para fazer o papel de invasor – uma com 
Windows e outra com Linux – sugerimos a criação de pelo menos duas 
máquinas para o papel de alvo, vítima ou cobaia. Uma cobaia terá instalado 
o Windows para desktop, podendo ser qualquer um entre o Windows XP e o 
Windows 10. 
A outra cobaia terá instalado um Windows para servidores, podendo ser 
qualquer um entre o Windows Server 2003 ao novíssimo Windows Server 
2016, sobre o qual escrevi um livro lançado pela editora Érica-Saraiva. A 
propósito, este nosso livro sobre o Windows Server 2016 é o primeiro no 
mundo em língua portuguesa. 
Ajude-me a escolher 
Com tantas opções de sistemas operacionais é comum o leitor ou estudante 
ficar em dúvida sobre qual Sistema Operacional (SO) instalar na máquina 
Invasor e qual SO instalar na máquina Cobaia, a que fará o papel de 
vítima. 
Nós já sugerimos um invasor rodando o Windows XP e outro rodando o Linux 
Kali, que é o sucessor do Backtrack, o Linux hacker. Se você não se sentir 
Grupo de Estudo virtualização Marco Aurélio Thompson 
 
www.marcoaurelio.net 5 www.fb.com/marcoaureliothompson 
 
confortável com o Windows XP ou achar que é um SO ultrapassado, instale 
outro como o Windows 8 ou o Windows 10 por exemplo. A escolha é sua, 
apenas fazemos sugestões. 
Quanto às cobaias, ter uma rodando o Windows 10 e outra rodando o 
Windows Server 2003 nos parece a configuração ideal para quem está 
começando. Você talvez pense que o Windows Server 2003 é um SO muito 
antigo e ultrapassado. O fato é que o Windows Server 2003 ainda é bastante 
usado, mas você pode criar cobaias com outros servidores como o Windows 
Server 2008, 2012 e até o novíssimo Windows Server 2016. Ou caso tenha 
em mente atacar servidores Linux, pense em uma cobaia rodando algum tipo 
de Linux Server como o Debian, Red Hat ou SuSE por exemplo. 
Ainda está em dúvida? Instale: 
• INVASOR_01 – Windows XP ou Windows 7 
• INVASOR_02 – Linux Kali 
• VITIMA_01 – Windows 7 ou Windows 10 
• VITIMA_02 – Windows Server 2003 
 
Máquina Virtual: Visão Geral 
Máquina virtual é um programa de computador que reproduz em memória 
o hardware de um computador real. Se você parar para pensar vai perceber 
que todos os recursos necessários ao funcionamento do computador 
executam em memória. Inclusive o sistema operacional e os drivers de 
dispositivos, necessários para o sistema operacional reconhecer o hardware. 
De uns tempos para cá os preços do disco rígido e da memória do tipo RAM 
reduziram drasticamente. As pessoas têm acesso a baixo custo, a muito 
espaço em disco, processadores muito melhores, de núcleo duplo ou 
quádruplo, e a muita memória RAM. 
Grupo de Estudo virtualização Marco Aurélio Thompson 
 
www.marcoaurelio.net 6 www.fb.com/marcoaureliothompson 
 
Não demorou para a supercapacidade dos PCs popularizarem os programas

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.