A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
49 pág.
5 tentativas da apol 1 ciencias politicas 2020

Pré-visualização | Página 1 de 11

Questão 1/10 - Introdução à Ciência Política
Leia o trecho que segue:
“Os métodos quantitativos são os mais facilmente compreensíveis. Trata-se de métodos que buscam quantificar a realidade social, isto é, buscam entender a sociedade por meio da manipulação de modelos e técnicas numéricas [...]”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: LACERDA, Gustavo B. de. Introdução à Sociologia Política. Curitiba: Intersaberes, 2016. p. 151.
Considerando o extrato de texto e os conteúdos do livro-base Introdução à Sociologia Política, assinale a alternativa que define corretamente os métodos quantitativos:
Nota: 10.0
	
	A
	O método quantitativo é mais produtivo quando trabalha com entrevistas abertas e semiabertas, pois assim coleta dados ambíguos e pouco precisos.
	
	B
	Os métodos quantitativos possibilitam a manipulação de grandes volumes de números e/ou informações.
Você acertou!
Está é a alternativa correta porque: “Os métodos quantitativos são os mais facilmente compreensíveis. Trata-se de métodos que buscam quantificar a realidade social, isto é, buscam entender a sociedade por meio da manipulação de modelos e técnicas numéricas e, dessa forma, costumam levar em consideração grandes quantidades de dados. Os métodos qualitativos são habitualmente definidos em contraposição aos quantitativos.” (livro-base, p.151)
	
	C
	O método quantitativo permite a manipulação limitada de dados e informações no decorrer da pesquisa.
	
	D
	A manipulação restrita a textos e imagens é a marca predominante do método quantitativo.
	
	E
	A associação de um restrito volume de informações às pesquisas científicas é a marca do método quantitativo.
Questão 2/10 - Introdução à Ciência Política
Leia o trecho que segue: 
“No caso do conceito de Estado, Weber retoma uma ideia já exposta por Hobbes, a de que o Estado funda-se na força física. Todavia, Weber reforça ou acrescenta alguns elementos específicos [...]”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: LACERDA, Gustavo B. de. Introdução à Sociologia Política. Curitiba: Intersaberes, 2016. p. 80.
Considerando o extrato de texto e os conteúdos do livro-base Introdução à Sociologia Política, assinale a alternativa que oferece uma compreensão weberiana do Estado:
Nota: 10.0
	
	A
	Para Weber, o Estado pode fazer uso da violência física de forma legítima, dentro de um território delimitado.
Você acertou!
Está é a alternativa correta porque: “No caso do conceito de Estado, Weber retoma uma ideia já exposta por Hobbes, a de que o Estado funda-se na força física. Todavia, Weber reforça ou acrescenta alguns elementos específicos: por um lado, ele indica que, no caso do Estado nacional moderno, a especificação de um território delimitado é necessária, ou seja, fora de suas fronteiras o Estado não tem autoridade; por outro, o Estado é uma instituição que procura ser a única que pode aplicar de maneira legítima a violência física sobre os cidadãos [...]” (livro-base, p. 80)
	
	B
	O uso da força física é uma das características apontadas por Weber como inexistentes no Estado.
	
	C
	Weber ao buscar entender o que é o Estado desconsidera as afirmações de outros teóricos, dentre eles Hobbes.
	
	D
	O diálogo estabelecido por Weber com o Hobbes é de negação absoluta de todas as suas afirmações.
	
	E
	Weber ao dialogar com Hobbes e romper radicalmente com suas proposições consolida uma nova forma de conceber o Estado.
Questão 3/10 - Introdução à Ciência Política
Leia o trecho a seguir:
“Em sua obra Curso de filosofia positiva, propôs a examinar como ocorreu o desenvolvimento da inteligência desde os primórdios, a fim de dar as diretrizes de como seria melhor pensar a partir do progresso da ciência”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. Filosofando: introdução à filosofia. São Paulo: Moderna, 2009. p. 186.
A partir do extrato acima e principalmente dos conteúdos do livro-base Introdução à Sociologia Política sobre Auguste Comte, aponte a afirmativa correta: 
Nota: 10.0
	
	A
	Para Comte, não havia a necessidade de um método para estudar os fenômenos sociais.
	
	B
	A sociologia não deveria propor soluções para os problemas sociais.
	
	C
	O autor considerava que as sociedades se mantinham estáticas ao longo do tempo.
	
	D
	A estática social analisa como as forças sociais surgem, desenvolvem-se, relacionam-se e deixam de existir.
	
	E
	O autor é considerado o fundador da Sociologia e do Positivismo.
Você acertou!
O francês Auguste Comte (1798-1857) foi fundador da sociologia e de um sistema filosófico e político conhecido como positivismo (livro-base p. 61). As demais estão incorretas porque o autor defendia a necessidade de uma ciência para auxiliar na compreensão dos problemas sociais e sua solução, bem como o método histórico e comparativo para tal. Propôs duas divisões para o entendimento de diferentes sociedades: a estática social (as mesmas instituições que existem em diferentes sociedades); a dinâmica social (o desenvolvimento no decorrer do tempo das instituições e das sociedades). (livro-base p. 62-63).
Questão 4/10 - Introdução à Ciência Política
Leia o trecho que segue:
 “A definição mais simples e mais básica de Ocidente é aquela que considera o conjunto de povos da Europa Ocidental. Porém, as sociedades que surgiram a partir de antigas colônias europeias em outras partes do mundo também podem ser chamadas de ocidentais [...]”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: LACERDA, Gustavo B. de. Introdução à Sociologia Política. Curitiba: Intersaberes, 2016 p. 25.
Considerando o extrato de texto e os conteúdos do livro-base Introdução à Sociologia Política, assinale a alternativa que explica a importância de estudarmos o Ocidente nesta disciplina
Nota: 0.0
	
	A
	Importante de fato é estudar o Oriente, pois foi nos países desta região que as ciências modernas se desenvolveram.
	
	B
	Analisa-se o Ocidente na presente disciplina para compreender por que nesta região o pensamento científico desenvolveu-se de maneira limitada.
	
	C
	Estuda-se o Ocidente, pois foi neste contexto que se formaram as tradições intelectuais das quais se originaram a ciência moderna.
Está é a alternativa correta porque: Todavia, neste capítulo, trataremos dos contextos ocidentais (e, mais especificamente, europeus), não porque nós próprios, brasileiros, somos ocidentais, mas porque foi no Ocidente que se conjugaram as tradições intelectuais racionalista e empirista, cada vez mais relativas, que originaram a ciência moderna, ao mesmo tempo que ocorreram as Revoluções Industrial e Francesa, que incentivaram uma concepção mais pragmática da realidade e que tornaram necessária a compreensão científica da sociedade. (livro-base, p. 25)
	
	D
	Estuda-se o Ocidente para compreender a ausência do pensamento científico nestas regiões.
	
	E
	Aborda-se o Ocidente devido o limitado desenvolvimento dos pensamentos racionalistas e empiricistas.
Questão 5/10 - Introdução à Ciência Política
Leia o trecho que segue:
“Pode-se dizer que as comparações são o método sociológico mais antigo. Aristóteles [...], em sua Política, comparou sistematicamente as leis e as organizações sociais de cerca de 150 pólis gregas.”
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: LACERDA, Gustavo B. de. Introdução à Sociologia Política. Curitiba: Intersaberes, 2016. p. 132.
Considerando o extrato de texto e os conteúdos do livro-base Introdução à Sociologia Política sobre o método comparativo, é correto afirmar que:
Nota: 10.0
	
	A
	O método comparativo é pouco usado cientificamente, pois seu desenvolvimento é recente.
	
	B
	A comparação como método de análise da realidade possui muitas limitações, pois isso é pouquíssimo utilizada historicamente.
	
	C
	A comparação enquanto método nos permite apreender a realidade social de maneira limitada, por isso Aristóteles pouco uso fez desta ferramenta

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.