Buscar

O direito nas sociedades primitivas e na Antiguidade Oriental

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 11 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 11 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 11 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

O DIREITO NAS SOCIEDADES 
PRIMITIVAS E NA 
ANTIGUIDADE ORIENTAL 
O DIREITO NAS SOCIEDADES PRIMITIVAS
• Pré-história X Sociedades Primitivas.
• Toda cultura tem um aspecto normativo, cabendo-lhe delimitar a existencialidade de padrões,
regras e valores que institucionalizam modelos de conduta. Cada sociedade esforça-se para
assegurar uma determinada ordem social, instrumentalizando normas de regulamentação
essenciais, capazes de atuar como sistema eficaz de controle social. Constata-se que, na
maioria das sociedades remotas, a lei é considerada parte nuclear de controle social, elemento
material para prevenir, remediar ou castigar os desvios das regras prescritas. A lei expressa a
presença de um direito ordenado na tradição e nas práticas costumeiras que mantêm a coesão
do grupo social. Certamente que cada povo e cada organização social dispõe de um sistema
jurídico que traduz a especialidade de um grau de evolução e complexidade. Falar, portanto,
de um direito arcaico ou primitivo implica ter presente não só uma diferenciação da pré-
história e da história do direito, como, sobretudo, nos horizontes de diversas civilizações,
precisar o surgimento dos primeiros textos jurídicos com o aparecimento da escrita.
FORMAÇÃO DO DIREITO NAS SOCIEDADES PRIMITIVAS 
• A dificuldade de se impor uma causa primeira e única para explicar as origens do direito
arcaico deve-se em muito ao amplo quadro de hipóteses possíveis e proposições explicativas
distintas. O direito arcaico pode ser interpretado a partir da compreensão do tipo de
sociedade que o gerou. Se a sociedade pré-histórica fundamenta-se no princípio do
parentesco, nada mais natural do que considerar que a base geradora do jurídico encontra-se
primeiramente, nos laços de consanguinidade, nas práticas de convívio familiar de um mesmo
grupo unido por crenças e tradições.
• É neste sentido que a lei primitiva da propriedade e das sucessões teve em grande parte sua
origem na família e nos procedimentos que a circunscreveram, como as crenças, os sacrifícios
e o culto aos mortos. Ninguém melhor que Fustel de Coulanges para escrever que o direito
antigo não é resultante de uma única pessoa, pois se impôs a qualquer tipo de legislador.
Nasceu espontânea e inteiramente nos antigos princípios que constituíram a família,
derivando “das crenças religiosas, universalmente admitidas na idade primitiva desses povos e
exercendo domínio sobre as inteligências e sobre as vontades”
DIREITO E SOCIEDADE NO ORIENTE ANTIGO: MESOPOTÂMIA E 
EGITO 
O DIREITO NA ANTIGUIDADE ORIENTAL 
• 1- Mais antigas codificações legais – Mesopotâmia – Região do vale do Crescente Fértil, entre 
os rios Tigre e Eufrates 
• 2. Diversas sociedades convivendo juntas 
• 2.2- Escrita Cuneiforme 
• 2.3- Direito penal como ramo de excelência do Direito 
• 2.4- O direito Sumério – A gênese do Direito Escrito 
• 2.5- O Código de Ur Namur ( 2040 a.C)- Estela com prólogo e 32 artigos
• 2.6- Leis de Eshnunna ( 1930 a.C) – Cidade Estado 
O DIREITO BABILÔNICO: O CÓDIGO DE HAMURABI
• 1- Mais celebre codificação de leis da Mesopotâmia antiga 
• 1.1- Hamurabi –( 1726-1686 a.C) – O mais importante rei Amorita ficou conhecido como “Protetor da Nação”, “ 
Executor da Justiça e do direito” ( Baseados em outros códigos Sumérios e na lei de Talião) 
• 1.2- Penas severas para os crimes ( Penas pecuniárias também vigoravam) 
• 1.3- Leis e principais objetivos do código - As 281 leis foram talhadas numa rocha de diorito de cor escura. Escrita 
em caracteres cuneiformes, as leis dispõem sobre regras e punições para eventos da vida cotidiana. Tinha como 
objetivo principal unificar o reino através de um código de leis comuns. Para isso, Hamurabi mandou espalhar 
cópias deste código em várias regiões do reino.
• 1.4- Resumo de algumas leis do Código de Hamurabi (exemplos)
- Se alguém enganar a outrem, difamando esta pessoa, e este outrem não puder provar, então aquele que 
enganou deverá ser condenado à morte.
- Se uma pessoa roubar a propriedade de um templo ou corte, ele será condenado à morte e também aquele que 
receber o produto do roubo deverá ser igualmente condenado à morte.
- Se uma pessoa roubar o filho menor de outra, o ladrão deverá ser condenado à morte.
- Se uma pessoa arrombar uma casa, deverá ser condenado à morte na parte da frente do local do 
arrombamento e ser enterrado.
O DIREITO ASSÍRIO E DIREITO FENÍCIO 
• 1-Povo Guerreiro – Região árida da Mesopotâmia ( 1500- 500 a.C)
• 1.1- Direito baseado na violência e no terror – Penas : empalamento e amputações
• 2- Direito Fenício- Os Primeiros contornos do direito comercial ( região atual – Líbano)
• 2.1- 1100- 1000 a.C – Intenso comércio Fenício no mar Mediterrâneo
• Ricas Cidades Estado ( Pólis) – Biblos; Sidon; Tiro
• 2.3- Criadores do “Direito Comercial”
O DIREITO NO EGITO ANTIGO 
• 1- Poder centralizado nas mãos do Faraó ( justiça divina) e espaço geográfico dividido em províncias
• 1.1-A cultura egípcia antiga floresceu através da adesão à tradição e seu sistema legal seguiu esse mesmo
paradigma. Leis básicas e proscrições legais estavam em vigor no Egito, já no Período Pre-dinástico (cerca 6000-
3150 a.C) e continuariam a se desenvolver, até que o Egito fosse anexado por Roma em 30 d.C.
• 1.2- MAAT- Deusa da verdade e da justiça – garantia a ordem pública
• 1.3- THOTH- Deus da Escrita e da Sabedoria
• 1.4- Arqueologia: Exemplos: contratos; decisões judiciárias; atos administrativos
• 1.5- Desenvolvimento do Direito Penal, Civil e Contratual
• 1.6-O vizir era, em última análise, o juiz supremo, mas a maioria dos casos judiciais era tratada por magistrados
inferiores. Muitos dos casos ouvidos envolviam disputas sobre a propriedade após a morte do patriarca ou
matriarca de uma família. Não havia testamentos no Egito antigo, mas uma pessoa poderia escrever um
documento de transferência, deixando claro quem deveria receber quais partes da propriedade ou objetos de
valor. Então, como agora, no entanto, esses documentos eram frequentemente contestados por membros da
família que se submetiam ao tribunal.

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes