Drenagem linfática manual no pós-operatório de cirurgias faciais ex 10
7 pág.

Drenagem linfática manual no pós-operatório de cirurgias faciais ex 10


DisciplinaDrenagem Linfatica158 materiais3.804 seguidores
Pré-visualização1 página
Prezado (a) Aluno(a),
Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.
Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.
	
	 
		
	
		1.
		O envelhecimento tende a aparecer por volta dos 30 anos de idade, neste período as marcas começam a se fazer mais evidentes e a incomodar. Nós vivemos em uma sociedade que dita muitos padrões de beleza, dentre eles presume-se que o indivíduo deve sempre parecer jovem. Com este panorama, há um aumento da procura por cirurgias rejuvenescedoras. O lifting facial é a cirurgia plástica para a retirada de pele e gordura da face. Como a incisão clássica desta cirurgia é feita?
	
	
	
	Nas regiões pós-auriculares.
	
	
	São feitas apenas pequenas pregas por todo couro cabeludo.
	
	
	Começa na região temporal - no cabelo -, entra na face e acompanha a orelha posteriormente acabando no couro cabeludo.
	
	
	Na região temporal, escondida no couro cabeludo.
	
	
	Por um corte simples de orelha a orelha.
	
Explicação: 
	
	
	
	 
		
	
		2.
		É a cirurgia para retirada de pele e gordura da região frontal. A incisão dessa cirurgia é feita na região do couro cabeludo, de uma região auricular a outra (do ápice de uma orelha a outra orelha). O procedimento pode ainda ser feito por videoendoscopia, onde são realizadas pequenas incisões no couro cabeludo para que um endoscópio possibilite a identificação das estruturas para tratamento. Assinale a alternativa que indica a cirurgia corresponde a esta descrição: 
	
	
	
	Otoplastia.
	
	
	Mentoplastia.
	
	
	Blefaroplastia.
	
	
	Lifting facial.
	
	
	Lifting coronal.
	
Explicação: 
Lifting Coronal.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		A DLM é uma técnica que pode ser utilizada tanto no pré como no pós-operatório, trazendo diversos benefícios para o paciente. No entanto, algumas recomendações precisam ser seguidas. Marque a alternativa que NÃO corresponde a uma recomendação adequada nesses casos.
	
	
	
	Não é permitido a utilização de nenhum tipo de cosmético, mesmo se a pele estiver muito desidratada, o objetivo é minimizar o aparecimento de possíveis reações, já que o organismo encontra-se debilitado.
	
	
	A aplicação da drenagem linfática manual precisa ter atenção redobrada, ela deve ser o mais suave possível, pois o corpo está em processo de cicatrização recente.
	
	
	Dependendo do tipo de cirurgia e da recomendação médica envolvida, o paciente pode se submeter as sessões de DLM logo após 48h da realização da cirurgia. 
	
	
	Quando corretamente aplicada, ela não oferece nenhum risco ao paciente. É necessário mobilizar o tecido, com  deslizamento e trações leves na região, para estimular a correta cicatrização. 
	
	
	É necessário redobrar o cuidado tátil, pois nesse período há uma intensa atividade dos linfonodos para filtrar a linfa e qualquer pressão ou toque equivocado pode acarretar no bloqueio da circulação linfática, agravando o quadro de retenção de linfa e toxinas.
	
Explicação: 
Durante a aplicação da DLM pós-operatória não se pode mobilizar muito o tecido, evitando deslizamento e trações na região. 
	
Lifting facial
O envelhecimento tende a aparecer por volta dos 30 anos de idade; nesse período as marcas começam a se fazer mais evidentes e a incomodar. Nós vivemos em uma sociedade que dita muitos padrões de beleza, dentre eles presume-se que o indivíduo deve sempre parecer jovem. Com este panorama, há um aumento da procura por cirurgias rejuvenescedoras. 
· 
O lifting facial é a cirurgia plástica para a retirada de pele e gordura da face. A incisão clássica começa na região temporal - no cabelo -, entra na face e acompanha a orelha posteriormente acabando no couro cabeludo. 
· 
Seu objetivo é melhorar a aparência envelhecida, removendo o excesso de pele da face e do pescoço, além de tratar as estruturas mais profundas como músculos, excesso de gordura e queda do SMAS (membrana formada por colágeno e matriz extracelular que envolve os músculos da face movimentando-os em grupo). 
Blefaroplastia
Esta cirurgia realiza a retirada de pele e gordura da orbicular dos olhos. Ela é comumente realizada junto com o procedimento cirúrgico de lifting facial. Pode ser feita tanto na pálpebra superior, sobre os olhos, como na pálpebra inferior, sob os olhos. 
As estruturas importantes neste tipo de cirurgia são: a pele, o músculo orbicular da pálpebra e as bolsas gordurosas. 
Lifting coronal 
É a cirurgia para retirada de pele e gordura da região frontal. Dentre as suas indicações estão a queda exagerada das sobrancelhas, rugas frontais, rugas na região do corrugador ou flacidez tissular de pele na região da testa. 
A incisão dessa cirurgia é feita na região do couro cabeludo, de uma região auricular a outra (do ápice de uma orelha à outra orelha), conforme pode ser visto nas imagens. 
Rinoplastia
É a cirurgia para correção da estética do nariz. De todos os tipos de cirurgias plásticas, sem dúvidas a rinoplastia é uma das mais difíceis. Isto porque, além de toda a técnica é necessário um grande senso estético. Essa cirurgia pode ser feita para corrigir qualquer imperfeição que incomode o paciente, são diversas as possibilidades. 
A incisão vai depender do tipo de técnica utilizada. Na técnica aberta (exorrinoplastia), a incisão é pequena na base do nariz entre as narinas (região chamada de columela) e na parte interna de cada narina. Na técnica fechada (endonasal), as incisões são feitas somente na parte interna das narinas. 
O procedimento pode ainda ser feito por videoendoscopia, na qual são realizadas pequenas incisões no couro cabeludo para que um endoscópio possibilite a identificação das estruturas para tratamento. 
Mentoplastia
Essa é a cirurgia para a correção do mento (queixo), que pode ser de aumento ou de redução. A mentoplastia de aumento é realizada quando o maxilar fica muito à frente dos dentes inferiores; já a mentoplastia de redução corrige casos em que os dentes inferiores ficam muito à frente dos superiores. 
 A cirurgia é indicada não só por pura estética, para melhorar a aparência, mas também quando há dificuldade na mastigação ou na respiração. A idade mínima para a realização desse procedimento cirúrgico é por volta dos 17 anos, período em que os ossos da face já cresceram o suficiente. 
Otoplastia
Essa é a cirurgia plástica para corrigir problemas nas orelhas. Dependendo do problema em questão, é possível que a otoplastia englobe várias técnicas que podem ser associadas ou não. Geralmente seu uso mais comum é para a correção das chamadas \u201corelhas de abano\u201d, mas ela também é realizada para corrigir sequelas de traumas, ausência congênita das orelhas e orelhas constritas.