Ética e Cidadania - Roberto Santos - 4a webconferência - Mod. A
16 pág.

Ética e Cidadania - Roberto Santos - 4a webconferência - Mod. A


DisciplinaÉtica e Cidadania3.307 materiais6.140 seguidores
Pré-visualização2 páginas
ÉTICA E CIDADANIA
Webconferência IV - Cidadania e Diversidade no Brasil: retratos contemporâneos da mobilização social 
Professor(a): Roberto Santos
Introdução ao Conceito de Cultura
\u2022 Alfred Kroeber (1950): identificou mais de 250 significados diferentes para
o termo cultura.
\u2022 Mais comum: manifestações artísticas; erudição.
\u2022 Considerar apenas a erudição é um erro, pois coloca um aspecto evolutivo.
Umas melhores do que outras (justificativa para que um povo subjugue o
outro).
\u2022 Cultura é algo além do instinto de sobrevivência e envolve a transformação
da natureza, aquilo que criamos a partir das condições dadas e das relações
sociais, gerando significados que são compartilhados pelo grupo.
Introdução ao Conceito de Cultura
\u2022 As culturas mudam em cada região: exemplo do arroto à mesa.
\u2022 A linguagem é uma das maiores manifestações de uma cultura: capaz de
mudar e produzir pensamentos.
\u2022 Capacidade de reprodução: desenvolvimento da escrita e da fotografia.
\u2022 A morte de um povo, não significa a morte de uma cultura.
\u2022 Aculturação: A relação entre duas ou mais culturas com transmissão e
interpenetração entre elas. Podendo ocorrer imposição cultural ou não.
\u2192 Uma nação com menos poder político pode ter sua cultura valorizada. Ex
da cultura grega sobre a romana.
A Cultura Brasileira
\u2192 Darcy Ribeiro (O Povo Brasileiro) \u2013 três grandes matrizes étnicas para a formação da
identidade brasileira. O português, o negro e o índio, que deram origem a 5 grandes
culturas:
\u2022 1. Brasil Crioulo: marcado pela relação entre senhor e escravo, com influência africana.
\u2022 2. Brasil Caboclo: moradores da região amazônica. Influência da cultura indígena e dos
exploradores da borracha nordestinos.
\u2022 3. Brasil Sertanejo: são representantes da cultura do gado e do garimpo.
\u2022 4. Brasil Caipira: mamelucos (portugueses com índios), responsáveis pela interiorização
do Brasil.
\u2022 5. Brasil Sulino: cultura gaúcha, com mamelucos e imigrantes europeus.
\u2022 Antropofagia (Oswald de Andrade): a cultura brasileira devora a cultura estrangeira e a
reelabora com autonomia, transformando-a em produto de exportação.
\u2192 O tropicalismo, o Manguebeat são exemplos práticos da ideia de antropofagia.
Diferenciação entre raça, etnia, etnicidade
\u2022 Raça: conceito biológico, aplicado a subdivisões de uma espécie (critérios
fenotípicos).
\u2022 Etnia: um grupo com costumes e características em comum (afinidade
linguística, religiosa ou de tradições). Possuem senso de identidade de
grupo e ancestralidade.
\u2022 O conceito de raça foi amplamente utilizado para justificar práticas
eugenistas \u2013 deturpação das ideias de Charles Darwin. Naturalizavam
hierarquias e desigualdades.
\u2022 Ex. de Césare Lombroso.
\u2192 Silvio Romero e Nina Rodrigues: consideravam a mestiçagem como algo
negativo e indesejado e que o branqueamento tinha um caráter civilizador.
Diferenciação entre raça, etnia, etnicidade
\u2022 Com Gilberto Freire, a ideia de miscigenação passa a ser valorizada. O
mestiço se torna o símbolo da \u201cdemocracia racial\u201d no Brasil.
\u2022 No entanto, encobre o racismo existente no Brasil \u2013 Mito da democracia
racial (Florestan Fernandes).
\u2022 Mapeamento genoma: enfraqueceu a ideia de classificar os seres humanos
por raça.
\u2022 O conceito de raça não foi abandonado. É utilizado em políticas públicas e
por grupos sociais para reivindicar junto ao Estado (cotas raciais).
\u2022 Etnicidade: processo de valorização do conjunto de características comuns
a um grupo de pessoas (e que as diferencia de outros grupos).
Colonização e a relação entre indígenas e 
portugueses
\u2022 Os índios foram vistos de maneira homogênea pelos colonizadores.
\u2022 Além de escravidão, a cultura europeia foi imposta.
\u2022 Não usar roupas, a poligamia e a \u201cfeitiçaria\u201d foram vistas como selvageria. Foram
convertidos a força pelos jesuítas.
\u2022 Para os portugueses, os índios estariam em um estágio primitivo de
desenvolvimento cultural \u2013 evolucionismo.
\u2192 Em 1755, o Marquês do Pombal incentivou a miscigenação. Muitas vezes de
forma violenta.
\u2192 5 milhões de índios em 1500 \u2013 atualmente são 460 mil (0,25% da população
brasileira).
\u2022 Além da demarcação e regularização das terras indígenas, se faz necessário
superar o modelo de tutela.
Os Negros
\u2022 Os negros entraram no Brasil como mercadoria escrava. O seu acúmulo
simbolizava status social.
\u2022 Influenciaram a cultura brasileira de diversas formas: na culinária, na
linguagem, na religião.
\u2022 A ciência da época classificava os negros como uma raça inferior, para
legitimar as práticas da escravidão.
\u2022 Ao invés de adotar a eugenia mendeliana, que idealizava uma raça pura
através da herança genética, os eugenistas brasileiros preferiram seguir a
visão neolamarckiana, que acreditava ser possível reverter a \u201cdegradação
genética\u201d no espaço de uma geração \u2013 políticas de \u201cembranquecimento\u201d,
com o incentivo de imigrantes europeus.
Os Italianos e Japoneses
\u2192 A imigração italiana
\u2022 Fim da escravidão e revolução industrial, seguido por uma política nacional
de embranquecimento.
\u2022 Ajudou o fato de serem brancos e católicos.
\u2022 Crise na Itália devido ao fim do modelo feudal.
\u2192 Imigração Japonesa
\u2022 Em 1895 foi assinado o Tratado de Amizade, Comércio e Navegação.
\u2022 O Japão estava em crise devido a superpopulação.
A formação da identidade
\u2022 Comunidade como entidade simbólica: um grupo de indivíduos com
alguma coisa em comum, seja ela a sua base territorial, o sistema de
valores, o gosto musical, a orientação sexual, ou outro laço que os una e
proporcione sentimento de integração e identificação.
\u2022 Enquadramos os indivíduos em categorias: homem e mulher, gordo e
magro, pobre e rico, jovens e velhos.
\u2022 E criamos níveis de categorias, nas quais umas são mais valorizadas do que
outras.
\u2022 Alteridade: reconhecer a existência do outro, com seus desejos, valor e
diferenças.
\u2192 \u201cAprendi a não tentar convencer ninguém. O trabalho de convencer é uma
falta de respeito, é uma tentativa de colonização do outro\u201d (José Saramago).
Etnocentrismo
\u2022 O etnocentrismo compreende ou avalia os códigos e a lógica de
funcionamento de culturas externas com uma visão de mundo limitada às
experiências compartilhadas em sua comunidade ou herdadas
culturalmente através da tradição.
\u2022 Não basta identificar apenas as diferenças, é preciso aprender a lidar com
elas, sem cair em intolerância e xenofobia.
\u2022 O descobrimento e a colonização são exemplos de práticas etnocêntricas
no Brasil.
Preconceito e Racismo
\u2022 Preconceito: um julgamento prematuro e sem fundamento sólido que acarreta
atitudes hostis contra um indivíduo ou grupo socialmente desvalorizado.
\u2022 Exemplos: preconceito racial, preconceito sexual, preconceito étnico, preconceito
social.
\u2022 Discriminação: é a materialização dos julgamentos preconceituosos.
\u2022 Exemplos: aniquilação, expulsão, segregação.
\u2022 Os estereótipos são instrumentos de discriminação que rotulam determinado
seguimento da sociedade e reforçam os preconceitos vigentes.
\u2022 O racismo diz respeito ao preconceito e à discriminação baseados na relação
direta entre características físicas e qualidades morais, intelectuais ou
comportamentais, que categoriza algumas como superiores às outras.
Ações afirmativas no Brasil
\u2022 Oportunidades desiguais no oferecimento de serviços públicos, vagas de
emprego, e participação em instâncias decisórias de poder.
\u2022 As ações afirmativas têm o objetivo de promover e afirmar a igualdade de
grupos em posição de vantagem comparativa.
\u2022 A igualdade formal não é suficiente. É preciso reconhecer situações
particulares de vulnerabilidade.
\u2022 O mito da democracia racial prejudica a criação das políticas de ação
afirmativa.
\u2022 O uso do conceito de meritocracia indiscriminadamente gera um
mecanismo de reprodução da desigualdade e da manutenção de
privilégios.
\u2022 Dificuldades de identificação.
Movimentos Sociais
\u2022 O conceito de movimentos sociais diz respeito à organização coletiva de
indivíduos em torno de interesses comuns, como melhorias nas condições
de vida, mudanças na forma de organização social ou oposição a formas