A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
Relatório Atividade sobre Isolamento Sonoro

Pré-visualização | Página 1 de 1

Relatório da Atividade 5 
 Isolamento Sonoro 
 
Disciplina: Ambiente construído 3 
Professor: Aloísio Leoni Schmid 
Aluna: Maria Luiza Konolsaisen Giller 
Data: 29/09/2020 
 
1. Materiais Utilizados. 
Um aparelho celular com um Gerador de Frequência 
Um celular com um aplicativo de medidor pressão sonora (Decibel X) 
Caixa de som portátil 
Trena 
Fita crepe 
Papel e caneta para anotação dos resultados. 
Calculadora científica. 
 
2. Procedimento. 
(1) Primeiramente foi medido o ruído de fundo do lado de fora da edificação, numa 
distância de 2,0 m de qualquer parede e a 1,5 m do chão. Se obteve uma média de 53,7 
dB 
 
(2) Depois foi medido o nível de pressão sonora de fora com uma fonte sonora ligada. 
Numa distância de 4,0 m da fonte sonora, e novamente nas mesmas condições do 
procedimento anterior. Se obteve uma média de 58,6 dB. Por conta do constante ruído na 
região em que moro e das restrições de barulho do edifício, assim como a potência do 
altofalante, essa foi a maior média que consegui encontrar. 
 
(3) Foi realizado o cálculo da intensidade da fonte sonora, através do Nível de pressão 
coletado, se obteve 0,00000072444 W/m³. Se calculou também a Potência da Fonte 
sonora e se obteve ​0,00003641412​ W 
 
(4) Na segunda etapa foi medido o ruído de dentro da edificação, com a janela fechada e 
depois com ela aberta, se obteve respectivamente uma média de 42,3dB e 
47,1dB 
 
(5) Após isso foi medido o Nível de pressão sonora de dentro da edificação com uma fonte 
sonora dentro ligada fora, com a janela fechada e depois aberta. Se obteve respectivamente 
uma média de 49,2dB e 55,1dB 
 
(6) Foi medido o Nível de pressão sonora dentro da edificação com as janelas fechadas e a 
fonte sonora também dentro da edificação. Se obteve uma média de 65,9dB 
 
(7) Foi calculado a intensidade sonora da fonte dentro da edificação, se obteve 
0,00000389045 W/m³. 
 
(8) Na última fase dessa etapa de mediu o nível de pressão sonora do lado de fora da 
edificação com a fonte sonora do lado de dentro da edificação e com a janela fechada. Se 
obteve uma média de 54,6dB 
 
(9) Foram utilizados diferentes métodos para calcular a redução sonora provocada pela 
janela, da seguinte forma: 
1. Lb,d,ab - Laf,d,fe, sendo o resultado encontrado: -2,10 dB 
2. Laf,d,ab - Laf,d,fe, sendo o resultado encontrado: 5,90 dB 
3. Laf,f - Laf,d,fe, sendo o resultado encontrado: 9,40 dB 
4. Lad,d - Lad,f, sendo o resultado encontrado: 11,60 dB 
 
(10) Foi calculada a área efetiva de absorção, sendo Ae = P / lad,d, cujo valor encontrado 
foi ​9,35​ m². 
 
(11) Foi calculado o tempo de reverberação, seguindo o método apresentado na proposta 
do experimento, sendo Tr60 = V / (6 * Ae). Foi utilizada a planta do prédio para adiquirir as 
medidas de volume, sendo uma área fechada de 63 m² com 2,45 m de altura, totalizando 
154,35 m³. Assim, o tempo de reverberação calculado foi de ​2,74 s 
 
(12) Foi utilizado o aplicativo “Suono e Vita” para calcular o tempo de reverberação da sala. 
O valor encontrado foi: 0,88 s 
 
(13) Foi calculado o ganho provocado pela reverberação, segundo a fórmula G = Lad,d - 
Laf,f; O valor encontrado foi de ​11,60 dB. 
 
3. Análise. 
 
O experimento foi realizado no andar térreo de um prédio no centro de Curitiba, o que 
ocasionou uma grande dificuldade em realizar medições sem interferências e, 
consequentemente, valores que não são tão significativos e/ou variam dos valores 
calculados. 
 
Na etapa de medições iniciais, foram encontrados os valores de acordo com a tabela 
abaixo. Os relatórios gerados pelo aplicativo encontram-se no ítem 4. “Anexos”. 
 
 
Variável Símbolo Unidade Medição 
Ruído de Fundo Fora Lb,f dB 53,7 
Nível de Pressão sonora, fora com donte sonora ligada fora Laf,f dB 58,6 
Intensidade da fonte sonora a 2,0m, fora laf,f W/m³ 7,24E-07 
Distância entre fonte e medidor r m 4 
Potência da Fonte Sonora p W 3,64E-05 
Nível de pressão sonora, dentro, só ruido de fundo, janela fechada Lb,d,fe dB 42,3 
Nível de pressão sonora, dentro, só ruido de fundo, janela aberta Lb,d,ab dB 47,1 
Nível de pressão sonora, dentro, fonte sonora ligada fora, janela 
fechada Laf,d,fe dB 49,2 
Nível de pressão sonora, dentro, fonte sonora ligada fora, janela aberta Laf,d,ab dB 55,1 
Nível de pressão sonora, dentro, com fonte sonora ligada dentro Lad,d dB 65,9 
Intensidade , com fonte sonora ligada dentro lad,d W/m³ 3,89E-06 
Nível de pressão sonora, fora com fonte sonora ligada dentro Lad,f dB 54,3 
 
Posteriormente, na utilização dos métodos de averiguação da redução sonora ocasionada 
pela janela, foram encontrados os seguintes resultados: 
 
Redução sonora provocada pela janela fechada 
Comparação Un. Redução 
Lb,d,ab - Laf,d,fe dB -2,1 
Laf,d,ab - Laf,d,fe dB 5,9 
Laf,f - Laf,d,fe dB 9,4 
Lad,d - Lad,f dB 11,6 
 
Nas duas últimas comparações é possível notar o impacto da janela na redução sonora. Em 
ambos os casos, a janela impactou na redução de aproximadamente 10 dB. 
 
Na comparação entre os tempos de reverberação calculado e medido, foi identificada uma 
discrepância grande. O valor medido foi de encontro com o esperado, dado o volume da 
sala. 
 
Valores Relacionados à Ressonância 
Variável Un. Valor 
Area efetiva de absorção m² 9,35987083 
Tempo de reverberação s 2,748435365 
tempo de reverberação medido s 0,88 
ganho provocado pela reverberação dB 11,6 
 
Essa variação pode ter ocorrido pela variação de nível de ruído entre o período de medição 
inicial, que implicaria em um valor de potência sonora com taxa de erro elevado e, portanto, 
consequente variação no cálculo de área de absorção e de tempo de reverberação. 
Também, o cálculo de tempo de reverberação não considerou os materiais com os quais a 
sala é construída, o que também implica uma taxa de erro. 
 
Por fim, através deste experimento foi possível averiguar de forma prática os conceitos 
trabalhados na disciplina até o momento. Constatando o impacto na redução sonora entre 
janelas abertas e fechadas, assim como a aplicação matemática das fórmulas de nível e 
intensidade sonora para as demais manipulações matemáticas. Também, foi possível ter 
uma noção experimental dos valores de tempo de reverberação em diferentes espaços, ao 
comparar os valores medidos e calculados, e também ao estudar as aplicações de 
diferentes tempos para ambientes onde a acústica é especialmente relevante , como salas 
de aula, auditórios, anfiteatros e afins. 
 
4. Anexos 
A imagens a seguir são prints das medições solicitadas 
 
 
 
 
 
 
 
Medida do tempo de Reverberação 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Imagens da medição sonora com os cálculos das distâncias de acordo com o 
solicitado.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.