A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
Atividade Prática Soldagem e Conformação nota 10

Pré-visualização | Página 1 de 3

0 
 
 
 
 
 
CENTRO UNIVERSITÁRIO INTERNACIONAL UNINTER 
ESCOLA SUPERIOR POLITÉCNICA 
BACHARELADO EM ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 
DISCIPLINA – SOLDAGEM E CONFORMAÇÃO 
 
 
 
 
 
 
ATIVIDADE PRÁTICA SOLDAGEM E CONFORMAÇÃO 
 
 
 
 
 
 
 
ALUNOS 
PROFESSOR VALLE, PABLO DEIVID 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
- PR 
2020 
 
 
 
SUMÁRIO 
 
 
1 INTRODUCAO ............................................................................................................ 1 
1.1 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA .............................................................................. 1 
1.2 OBJETIVOS .............................................................................................................. 2 
2 METODOLOGIA ........................................................................................................ 2 
2.1 TREFILAÇÃO ................................................................................................................ 2 
2.1.1 Mecânica da Trefilação ...................................................................................... 3 
2.1.2 Trefilação à frio .................................................................................................. 4 
2.2 LAMINAÇÃO ................................................................................................................ 4 
2.3 FERRAMENTAS DE ESTAMPAGEM PROFUNDA ................................................................ 7 
2.4 PROCESSO DE SOLDAGEM ................................................................................... 8 
2.4.1 Soldagem TIG ..................................................................................................... 8 
2.4.2 Solda com MIG/MAG ....................................................................................... 10 
2.4.3 Processo de Solda Oxiacetilênica ..................................................................... 12 
3 CONCLUSÕES .......................................................................................................... 13 
4 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ...................................................................... 14 
 
 
1 
 
 
1 INTRODUCAO 
A pesquisa aborda os processos de conformação e soldagem, a matéria prima é alterada, 
em diversas etapas e transcorrem durante a construção do produto ou material desejado, a alte-
ração é possível pela ação mecânica que muda a geometria do material através de forças apli-
cadas, isto é, imprime-se uma nova geometria, podem variar desde pequenas matrizes até gran-
des cilindros. Em cada processo utiliza-se a classificação da conformação mecânica dos metais 
para o material ou produto a ser produzido. 
A pesquisa propôs abordar algumas explanações dos processos de conformação e solda-
gem, no âmbito geral, para explanar algumas aplicações nas industrias em geral, e demostrar a 
importância dos processos de conformação e soldagem para os diversos seguimentos da indús-
tria de transformação. 
1.1 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 
Este capítulo aborda suas principais características dos processos conformação e soldagem 
de metais. O processo de conformação dos corpos metálicos é modificação da forma desse 
corpo, podem ser divididos em processos mecânicos, provocadas pela aplicação de tensões ex-
ternas, a altas temperaturas ou não, sem a liquefação do metal; e processos metalúrgicos, nos 
quais as modificações de forma podem estar relacionadas também às tensões externas, e às 
vezes em altas temperaturas, e com liquefação do metal (fundição) ou com a difusão de partí-
culas metálicas (como no processo de sinterização). (FILHO, 2011, p.16). 
Nos processos de conformação por compressão direta, predomina a solicitação externa por 
compressão sobre a peça de trabalho. Nesse grupo podem ser classificados os processos de 
forjamento (livre e em matriz) e laminação (plana e de perfis). (FILHO, 2011, p.17). 
Nos processos de conformação por compressão indireta, as forças externas aplicadas sobre 
a peça podem ser tanto de tração como de compressão. Porém as que efetivamente provocam a 
conformação plástica do metal são de compressão indireta, forças desenvolvidas pela reação 
damatriz sobre a peça, os principais processos que se enquadram nesse grupo são a trefilação e 
a extrusão, de tubos e fios, e a estampagem profunda (embutimento) de chapas (parcial). No 
processo de trefilação a solicitação externa é de tração e nos processos de extrusão e embuti-
mento de chapas, de compressão. Nesse último processo, porém, somente parte da peça (a aba) 
e submetida a esse tipo de esforço. (FILHO, 2011, p.17). 
2 
 
 
 
Existem diferentes processos de soldagem que podem ser aplicados na concepção de uma 
estrutura, os quais são escolhidos de acordo com os requisitos de projetos, as características 
físicas e geométricas do material e o grau de mecanização desejado (SILVA, 2016, apud STU-
PELLO; ANDERSON; PINTO, 2008) 
 
1.2 OBJETIVOS 
A presente pesquisa tem o objetivo de demostrar os principais processos de conforma-
ção e soldagem nos processos indústrias da transformação de metais 
 
2 METODOLOGIA 
A pesquisa é descritiva pontuando as principais características e conceitos de conforma-
ção e soldagem. 
 
2.1 TREFILAÇÃO 
Conforme Filho (2011, p.52) o conceito de trefilação é um processo de conformação 
plástica que se realiza pela operação de conduzir um fio (barra ou tubo) através de uma ferra-
menta (fieira), que contém um furo em seu centro, por onde passa o fio. Esse furo tem o diâme-
tro decrescentes, e apresenta um perfil na forma de funil curso ou cônico. 
A passagem do fio pela fieira provoca a redução de sua seção e, como a operação é 
comumente realizada a frio, ocorre o encruamento com alteração das propriedades mecânicas 
do material do fio. O que reduz a ductilidade e aumento da resistência mecânica, o processo de 
trefilação é a deformação mecânica a frio. Sendo uma temperatura de trabalho abaixo da tem-
peratura de recristalização (o que não elimina o encruamento) e tem por objetivo obter fios (ou 
barras ou tubos) de diâmetros menores e com propriedades mecânicas controladas. Entre as 
diversas etapas da trefilação (isto é, entre as diversas passagens por sucessivas fieiras de diâ-
metros finais decrescentes), pode-se tornar conveniente a realização de um tratamento térmico 
de recozimento para conferir a ductilidade necessária ao prosseguimento do processo ou ao 
3 
 
 
 
atendimento de requisitos finais de propriedades mecânicas específicas para o uso do produto 
trefilado. 
 
2.1.1 Mecânica da Trefilação 
 
Os esforços preponderantes na deformação são esforços de compressão exercidos pelas 
paredes do furo da ferramenta sobre o fio, quando de sua passagem, por efeito de um esforço 
de tração aplicado na direção axial do fio e de origem externa. Como o esforço externo é de 
tração, e o esforço que provoca a deformação é de compressão, o processo de trefilação é clas-
sificado como um processo de compressão indireta. (FILHO, 2011, p.52). Conforme demos-
trado na Figura 1, 2, 3 e 4. 
 
Figura 1 – Trefilação Mecânica Figura 2 – Máquina trefiladora 4.0mm 
 
Fonte: FATEC 2020 
Fonte: Youtobe 2020 
Figura 3 – Desenho esquemático do processo de 
trelifação 
 
 
4 
 
 
 
2.1.2 Trefilação à frio 
Conforme ARRAIS (2019), a operação é comumente realizada a frio, onde o mecanismo 
de aumento de resistência atuante é o encruamento e assim como na laminação a frio para se 
obter uma determinada dimensão (espessura) do corpo, deve-se submeter a peça a sucessivos 
passes através de fieiras de furos cada vez menores, como podemos observar na Figura 4. 
 
Figura 4 – Desenho esquemático dos sucessivos passes de trefilação 
 
2.2 LAMINAÇÃO 
A laminação é um processo de conformação que essencialmente consiste na passagem 
de um corpo sólido (peça) entre dois cilindros ou três (ferramentas) que giram à mesma veloci-
dade periférica, mas em

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.