A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
DIREITOS HUMANOS

Pré-visualização | Página 4 de 42

características dos direitos fundamentais, entende-se por imprescritibilidade:
	
	
	
	que o exercício dos direitos fundamentais nunca deixa de ser exigível, isto é, os direitos fundamentais não se perdem pelo decurso do tempo.
		1.
		As Constituições Mexicana (1917) e Alemã (1919) são historicamente relevantes para os direitos humanos porque
	
	
	
	restabeleceram o paradigma da dignidade humana, abalado pelos eventos da Segunda Guerra Mundial.
	
	
	incorporaram ao direito interno as normas da Declaração Universal dos Direitos Humanos.
	
	
	enfatizaram a prevalência dos direitos individuais sobre os coletivos.
	
	
	elevaram os direitos trabalhistas e previdenciários ao nível de direitos fundamentais.
	
	
	inspiraram a elaboração da Declaração dos Direitos do Povo Trabalhador e Explorado.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		A questão referente ao nível hierárquico em que os tratados e convenções internacionais sobre Direitos Humanos são recepcionados pelo ordenamento jurídico interno, tem muita importância, pois é o que vai determinar qual norma deve prevalecer na hipótese de conflito entre tratado e lei ordinária ou entre tratado e a Constituição Federal. Com relação ao tema, assinale a opção correta.
	
	
	
	os princípios sobre Direitos Humanos elencados em diversos Tratados internacionais sobre direitos humanos nos quais o Brasil é parte, como o Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos (ONU ¿ 1966), não estão em vigor entre nós, pelo fato de serem anteriores à Constituição de 1988, não se ajustando à interpretação dada ao §2º do seu art. 5º, da CF/88.
	
	
	No Brasil todo e qualquer tratado de direitos humanos terá status de norma infraconstitucional, posição consolidada na nossa prática judiciária.
	
	
	No Brasil os direitos e garantias expressos na Constituição Federal de 1988 não excluem outros decorrentes dos tratados internacionais em que o Brasil é Parte. Por meio desta ótica constitucional, os direitos consagrados em tratados de direitos humanos em que o Brasil seja Parte incorporam-se ipso jure ao elenco dos direitos constitucionalmente consagrados.
	
	
	O propósito da Constituição Federal não é outro que o de somente assegurar a aplicabilidade direta pelo Poder Judiciário nacional da norma internacional independente do seu conteúdo.
	
	
	Todo e qualquer tratado e convenção internacional que forem aprovados, em cada Casa do Congresso Nacional, em dois turnos, por três quintos dos votos dos respectivos membros, serão equivalentes às emendas constitucionais.
	
Explicação:
Nos termos do artigo quinto par. segundo, no Brasil,  os direitos e garantias expressos na Constituição de 1988 não excluem outros decorrentes dos tratados internacionais em que o Brasil é Parte. 
	
	
	
	 
		
	
		3.
		A Constituição da República de 1988 prevê o direito à vida. Podemos dizer que o mencionado direito
	
	
	
	está taxativamente previsto no rol dos direitos sociais.
	
	
	é um direito individual.
	
	
	sob o ponto de vista formal, está previsto taxativamente no rol do direito à nacionalidade.
	
	
	compõe somente o rol dos direitos coletivos.
	
	
	está formalmente previsto no rol dos direitos individuais e coletivos.
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		4.
		É importante reconhecer que o catálogo de direitos fundamentais do cidadão brasileiro se perfaz mediante direitos explícitos (Título II e outros direitos positivados ao longo da Constituição) e direitos implícitos. Os direitos implícitos decorreriam
	
	
	
	formalmente do rol dos direitos individuais.
	
	
	do positivismo adotado pela Constituição.
	
	
	do regime, princípios constitucionais e tratados internacionais.
	
	
	da cláusula fechada que impossibilita a interpretação dos direitos fundamentais pelo Poder Judiciário.
	
	
	formalmente do rol dos direitos individuais e Solidários.
		
	Gabarito
Comentado
	
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		5.
		A realidade do Direito demonstra que, cada vez mais, a jurisprudência dos tribunais recorre em suas motivações ao Direito Natural, fruto do crescente papel atribuído ao:
	
	
	
	Poder Judiciário na realização e aplicação de um direito mais democrático e eficaz.
	
	
	Poder social na realização e aplicação de um direito mais democrático e eficaz.
	
	
	Poder político na realização e aplicação de um direito mais democrático e eficaz.
	
	
	Poder estatal na realização e aplicação de um direito mais democrático e eficaz.
	
	
	Poder nacionalista na realização e aplicação de um direito mais democrático e eficaz.
	
Explicação:
A realidade do Direito demonstra que, cada vez mais, a jurisprudência dos tribunais recorre em suas motivações ao Direito Natural, fruto do crescente papel atribuído ao Poder Judiciário na realização e aplicação de um direito mais democrático e eficaz. P. 28 do livro.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		O texto constitucional que assegura que a soberania popular será exercida pelo sufrágio universal e pelo voto direto e secreto, com valor igual para todos, (...), refere-se
	
	
	
	à nacionalidade.
	
	
	aos direitos sociais.
	
	
	aos direitos e deveres individuais e coletivos.
	
	
	aos direitos políticos
	
	
	aos direitos individuais e sociais.
		
	Gabarito
Comentado
	
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Analise as assertivas abaixo e assinale a resposta CORRETA: I - De acordo com a concepção brasileira, os direitos fundamentais são apenas aqueles positivados no rol taxativo do art. 5º da Constituição Federal II - Os direitos sociais não são considerados direitos fundamentais
	
	
	
	ambas assertivas são verdadeiras
	
	
	a assertiva I é verdadeira e justifica a assertiva II
	
	
	a assertiva I é verdadeira e a assertiva II é falsa
	
	
	a assertiva I é falsa e a assertiva II é verdadeira
	
	
	as duas assertivas são falsas
		
	Gabarito
Comentado
	
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		8.
		As correntes juscontratualistas têm relevância no perfil de evolução da proteção dos direitos humanos, sendo certo afirmar que:
	
	
	
	As ideias de Rousseau informam o princípio liberal da propriedade e, em consequência, rejeitam a democracia participativa plebiscitária
	
	
	O pacto de consentimento de John Locke reconhece o direito de resistência e justifica o Estado liberal
		1.
		O direito de propriedade está formalmente previsto no Capítulo da Constituição destinado
	
	
	
	aos direitos e deveres individuais e coletivos.
	
	
	à nacionalidade.
	
	
	aos direitos sociais.
	
	
	aos direitos políticos
	
	
	aos direitos individuais e sociais.
		
	Gabarito
Comentado
	
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Os tratados internacionais de direitos humanos incorporados ao ordenamento jurídico brasileiro:
	
	
	
	a) reforçam o caráter aberto da Constituição
	
	
	c) possuem status de mera lei ordinária, podendo ser revogados por lei posterior.
	
	
	e) posuem natureza Supraconstitucional, pois os tratados derivam do direito natural, precedente do direito positivado.
	
	
	d) não possuem natureza de direitos humanos para o ordenamento brasileiro
	
	
	b) reforçam o caráter fechado da Constituição Federal
		
	Gabarito
Comentado
	
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Na Constituição de 1988, os direitos referentes à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados¿, encontram-se formalmente previstos no rol dos direitos
	
	
	
	Solidários e Individuais.
	
	
	Políticos e Sociais.
	
	
	Individuais.
	
	
	Solidários e Coletivos.
	
	
	Individuais e Sociais.
		
	Gabarito
Comentado
	
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Acerca do sistema brasileiro de direitos fundamentais,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.