A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
AUDIÊNCIA ONLINE

Pré-visualização | Página 1 de 1

FACULDADE MAURICIO DE NASSAU
NÚCLEO DE SUPERVISÃO DE ESTÁGIO E ATIVIDADES COMPLEMENTARES RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DE AUDIÊNCIAS 
	Aluno:
	BARBARA BARBOSA OEIRAS BRITO
	Ano:
	2020
	Turma:
	8NNA
	Matrícula:
	17027879
Dados do Processo:
Família ( )	Trabalhista ( )	Cível ( )	Criminal ( X)
	Número:
	 0026918-77.2013.8.12.0001.
	Vara:
	 1º
	Comarca:
	 Campo Grande/MS
	Autor:
	 LUIZ SANTANA XAVIER
	Réu:
	 REGINALDO DA SILVA VARANIS, JOSE ROBERTO FARIA e REGINA BENEDITA TORRES.
	Tipo:
	 Instrução e Julgamento.
	Rito:
	 Ordinário.
	Audiência:
	 Ação Penal – Latrocínio e Estelionato
	Dia/Hora:
	 
	Resumo da Audiência (caso esse espaço não seja suficiente, use o verso):
FATO: Existiram duas versões relatada, nas quais são: 1° fato: No dia 12 de março de 2013, em um terreno baldio, nesta Capital, o denunciado REGINALDO DA SILVA VARANIS, e uma mulher ainda não inteiramente identificada, subtraiu para si, o Cartão Magnético, com senhas pessoais da vítima LUIZ SANTANA XAVIER, mediante violência, consistente em desferir-lhe múltiplos golpes de espancamento, bem como apedrejar-lhe na região frontal do crânio, causando-lhe lesões corporais que resultaram posteriormente em sua morte no dia 25 de março de 2013.
2° fato: Consta ainda que, entre os dias 12 a 26 do mês de março de 2013, em diversos horários e estabelecimentos comerciais e bancários, nesta Capital, os denunciados JOSE ROBERTO FARIA, REGINA BENEDITA TOMAS e REGINALDO DA SILVA VARANIS, em continuidade delitiva, obtiveram para si, vantagem ilícita, em prejuízo da vítima LUIZ, em pelo menos 150 (cento e cinquenta vezes) oportunidades distintas, consistentes em utilizar o seu Cartão Magnético, fazendo compras e sacando dinheiro da c/c em benefício próprio. Segundo restou apurado, no dia e hora mencionados do primeiro fato, o denunciado REGINALDO atraiu a vítima LUIZ para o local dos fatos, para subtrair o seu Cartão Magnético de Crédito e Débito, acabando por espancá-la, e apedrejá-la, deixando-o no local dos fatos e subtraindo sua carteira, causando-lhe as lesões que foram a causa eficiente de sua morte 13 (treze) dias após as agressões.
VALOR: A vida da vítima LUIZ SANTANA XAVIER e os bens que constavam no cartão do mesmo.
NORMA: Assim agindo, praticaram os denunciados REGINALDO DA SILVA VARANIS o delito previsto no art. 157, § 3°, c/c art. 29, do CP (1° fato), e os denunciados JOSE ROBERTO FARIA, REGINA BENEDITA TOMAS e REGINALDO DA SILVA VARANIS os delitos previstos no art. 171, I do CP (2° fato) c/c arts. 29, em pelo menos 150 (cento e cinquenta) oportunidades distintas, em continuidade delitiva do art. 71, e 69 (Latrocínio e Estelionato) do CP.
CONCLUSÃO: Considerando que há uma precatória pendente, com seu retorno, vista às partes para no prazo de 5 (cinco) dias, querendo apresentarem manifestações na fase do artigo 402 do CPP, na ausência de manifestações, o mesmo prazo sucessivo, para apresentarem suas alegações finais, com posterior conclusão para sentença.