A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
41 pág.
SOCIEDADE BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA

Pré-visualização | Página 2 de 16

equipe presidencial. Sarney temia que os escândalos de tortura e as leis associadas à Linha Dura que não haviam sido revogadas pudessem afetar seu próprio governo. Por isso, ele decidiu agir” (livro-base, p. 172). “No período em que foram eleitos os congressistas aptos a decidirem como seria o texto constitucional do país, o governo Sarney desfrutava de uma enorme popularidade entre o eleitorado. Logo, a bancada política foi formada por uma maioria governista” (livro-base, p. 174).
	
	B
	Apesar do posicionamento do presidente Sarney e dos militares do antigo regime político, o clamor popular garantiu a punição aos militares que praticaram crimes durante a ditadura.
	
	C
	A ideia de reconciliação nacional defendida pelos militares era combatida por Sarney, que defendia a punição aos militares, mas sua popularidade era baixa na época. 
	
	D
	O presidente Sarney aceitou a ideia de não punição aos militares da ditadura, mesmo tendo feito parte da chapa de oposição com Tancredo e ter sido, ele próprio, um oposicionista histórico ao regime militar.
	
	E
	A constituinte foi formada por uma grande maioria de oposicionistas radicais devido à situação econômica do país, o que acarretou diversos julgamentos aos militares da ditadura.   
Questão 4/10 - Sociedade Brasileira Contemporânea
Considere o seguinte fragmento de texto: 
“É depois de 1930 que todo este processo de transformação se acentua. A crise mundial desencadeada em outubro do ano anterior repercutirá gravemente no Brasil. O valor dos produtos fundamentais em que assentava a sua economia (em particular o café), cai e consideravelmente”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PRADO JÚNIOR, Caio. História econômica do Brasil. São Paulo: Brasiliense, 2006. p. 291. 
Considerando essas informações e conforme os conteúdos do livro-base Sociedade brasileira contemporânea sobre a chegada de Getúlio Vargas ao poder, assinale a alternativa correta:
Nota: 10.0
	
	A
	A chegada de Getúlio Vargas ao poder foi articulada pelas oligarquias periféricas descontentes com o poder de São Paulo, reforçado por uma alta econômica no período.
	
	B
	A crise financeira mundial, iniciada em 1929, afetou também o Brasil em seu principal produto, o café. Sendo Vargas ligado à oligarquia cafeeira, a Revolução de 30 tinha como objetivo a manutenção do poder político e econômico desse grupo social.
	
	C
	Com a crise econômica mundial, os cafeicultores viram-se fortalecidos com a perda de concorrentes internacionais, o que veio a ocasionar a revolta das oligarquias periféricas sob liderança de Getúlio Vargas.
	
	D
	A chegada de Getúlio Vargas ao poder em outubro de 1930 desencadeou a crise econômica que já havia explodido em outros lugares do mundo, ocasionando a queda do valor do café brasileiro.
	
	E
	O golpe que levou Getúlio Vargas ao poder teve razões políticas, sociais e também econômicas, visto que a crise mundial iria enfraquecer a oligarquia cafeeira paulista.
Você acertou!
A alternativa correta é a letra e), pois, segundo o livro-base: “De um lado, os cafeicultores apoiavam o nome de Júlio Prestes, que viria a substituir Washington Luís na presidência.[...]. Do outro lado do pleito estava Getúlio Vargas [...]. Apoiado pelos mineiros e por outros grupos oligárquicos periféricos” (livro-base, p. 29) tornando claro os lados em disputa neste processo. E a questão econômica fica evidente no trecho “Fausto [...] também credita a vitória do movimento que colocou Vargas no poder ao cenário internacional, que via crescer as consequências da crise econômica de 1929. Os efeitos da recessão no Brasil atingiram diretamente a burguesia cafeeira, que dependia da exportação. [...] [Os] grupos oligárquicos centrais estavam enfraquecidos” (livro-base, p. 30).
Questão 5/10 - Sociedade Brasileira Contemporânea
Leia o fragmento de notícia a seguir: 
“Segundo Carlos Lessa, a conclusão do Programa de Metas de certa forma coincidia com a finalização do longo processo de diversificação industrial atravessado pela economia brasileira no contato do modelo de desenvolvimento por substituição de importações”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PANTOJA, S. Juscelino Kubitschek de Oliveira (verbete biográfico). <http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/juscelino-kubitschek-de-oliveira>. Acesso em 6 jan. 2018. 
Considerando essas informações e conforme os conteúdos do livro-base Sociedade brasileira contemporânea sobre o Plano de Metas de Juscelino Kubitschek, marque a alternativa correta:
Nota: 10.0
	
	A
	O Plano de Metas foi um plano de desenvolvimento econômico que, unindo investimentos estrangeiros e nacionais, acarretou grande crescimento no campo industrial.
Você acertou!
A alternativa correta é a letra a), pois, para “o governo Kubitschek, o projeto de tornar o Brasil mais industrial passava pelo seu Plano de Metas [...]. O historiador descreve os resultados do programa como ‘impressionantes’, especialmente no campo da indústria, cujo valor de produção subiu 80% entre 1955 e 1961. As altas porcentagens seguiram no campo das comunicações, do material de transporte e da energia” (livro-base, p. 93). “Benevides [...], o juscelinismo foi uma política que ‘procurou a conciliação entre o velho e o novo, entre as elites e as massas’. Ao assumir a cadeira de líder da nação brasileira, sendo herdeiro de Getúlio Vargas, JK propôs um projeto de continuidade do estilo nacionalista do estadista gaúcho, mas de olho nas mudanças” (livro-base, p. 92). “De acordo com Luiz Orenstein e Antônio Claudio Sochaczewski [...], no período de 1955 a 1960, o país viu crescer a entrada de capital autônomo, o que permitiu o aumento da circulação monetária em território nacional. Isso possibilitou ao Estado trabalhar melhor com a balança comercial, sem perder o interesse estrangeiro no mercado brasileiro” (livro-base, p. 92,93). “A intervenção do governo de Kubitschek na economia do país não seria possível sem a presença de um terceiro agente, criado durante o governo Vargas — o BNDE —, cuja ação ainda era incipiente para o plano de industrialização antes de 1955. O exemplo funciona como uma alegoria para mostrar o equilíbrio entre as medidas de capital interno e externo que funcionaram durante a passagem de JK pelo poder, visto que o modelo nacional-desenvolvimentista da época se baseava na internacionalização da economia com a chegada de diversas empresas estrangeiras” (livro-base, p. 97).
	
	B
	O Plano de Metas significou o abandono do caráter nacionalista do governo, pois abriu a economia ao livre mercado e aos investimentos estrangeiros.
	
	C
	Com o Plano de Metas, JK, conforme sua campanha, ambicionava fazer o Brasil desenvolver 50 anos em 5, mas os resultados pífios demonstraram o fracasso do plano.
	
	D
	Por manter o caráter nacionalista do governo getulista e ser apoiado pelas organizações sindicais, o Plano de Metas deixou de fora o investimento estrangeiro.
	
	E
	O Plano de Metas teve êxito nas metas voltadas para a agricultura, mas, nos campos das comunicações e dos transportes, os resultados foram muito negativos.
Questão 6/10 - Sociedade Brasileira Contemporânea
Examine o seguinte fragmento de uma notícia: 
“Foi julgado [...] o caso do cancelamento do registro do PCB [Partido Comunista Brasileiro] [...]. O julgamento despertou [...] interesse [...] nos países continentais, que estavam em busca de uma orientação, que se uniformizará [...]. O Judiciário iria dispor [...] se o partido [...] chocava-se com normas [...] do regime democrático [...]. [O] PCB [...] não poderá funcionar nem difundir a [...] doutrina cosmopolita, de que se faz ardoroso intérprete”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: As Comunismo e democracia, Jornal do Brasil, 8 de maio de 1947. <https://news.google.com/newspapers?nid=0qX8s2k1IRwC&dat=19470508&printsec=frontpage&hl=pt-BR>. Acesso em 2 jan. 2018. 
Considerando essas informações e conforme os conteúdos

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.