A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Sistema Nervoso - @Laravet.studies

Pré-visualização | Página 1 de 2

Sistema 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 – Células da Glia 
 Fica ao redor do neurônio; 
 Função de suporte; proteção; nutrição e 
sustentação; 
 Em torno de 10 neuroglias para cada 
célula/neurõnio 
 
 :: Possuem uma 
bainha (capa) de mielina em volta do axônio. 
 Condução saltatória de impulso 
nervoso – mais rápido
 :: Não possui 
bainha de mielina em volta de seu 
prolongamento, fazendo com que o impulso 
seja conduzido por ele em uma velocidade 
menor se comparado com o neurônio 
mielinizado. 
 Parte superior do sistema nervoso central 
que controla o organismo. 
 
 
 
 
 
 
 
 
:
1. Corpo celular/pericário/soma; 
2. Dendritos; 
3. Axônio; 
4. Terminações Nervosas. 
Neurônio 
Encéfalo: 
3 :
1. Cérebro; 
2. Cerebelo 
3. Tronco encefálico (Mesencéfalo, 
Ponte e Bulbo) 
 
A:-PEIXE B:-RÉPTIL C:-AVE D:-MAMÍFERO E:-HUMANO 
Lobos Cerebrais 
1 – L. FRONTAL 2- L. PARIETAL 3- L. OCCIPITAL 
4- L. TEMPORAL 5- L. OLFATÓRIO 
@Larav.Studies 
 
 
 
 
 
 
SNC: duas porções com colorações 
distintas: 
 
 
 
 
 
 No encéfalo: 
 Substância cinzenta: no córtex 
 Substância branca: internamente na medula 
espinhal: 
 Substância cinzenta: internamente, letra H 
 Substância branca: na superfície externa 
 
Nervos Craniais Funções Terminações 
Nervosas 
I. N. Olfátorio Olfato Sensitivo 
II. N. Óptico Visão Motor 
III. N. Oculomotor Moviment. dos 
olhos - pupila 
Motor 
IV. N. Troclear Moviment. do 
oblíquo superior 
do olho 
Motor 
V. N. Trigêmeo Atua na 
mastigação 
Misto 
VI. N. Abducente Moviment. 
completa do 
globo ocular 
Motor 
VII. N. Facial Expressão 
facial; sensação 
gustativa dos 
dois terços 
anteriores da 
língua; salivação 
Misto 
VIII. N. 
Vestíbulococlear 
Audição e 
equilíbrio 
Sensitivo 
IX. N. 
Glossofaríngeo 
Língua – 
paladar; 
deglutição 
Misto 
X. N. Vago Inerva órgãos 
do sistema 
respiratório e 
digestório 
Misto 
XI. N. Acessório Moviment. a 
cabeça – 
acessório do N. 
Vago 
Motor 
XII. N. Hipoglosso Moviment. da 
língua 
Motor 
Organização Geral 
Sistema 
Nervoso
Central (SNC)
Encéfalo
Cérebro
Cerebelo
Trono Encefálico
(Mesencéfalo, Ponte e Bulbo)
Médula 
Espinhal
Periférico 
(SNP)
Nervos
Nervos 
Cranianos
Nervos 
Espinhais
Gânglios
Sensitivos
Viscerais
Terminações 
Nervosas
Sensitivas
Motoras
Substância cinzenta: onde se encontram 
os corpos dos neurônios 
Substância branca: onde se localiza os 
prolongamentos (axônios) - predominam 
fibras mielinizadas 
Nervos Craniais: 
I até o II: Ligados com o 
cérebro 
III até o XII: Ligados 
com o tronco 
encefálico 
 
O nervo espinhal é formado pelas raízes 
dorsal e ventral que saem da medula espinhal; 
 O nervo espinhal é a porção que passa para 
fora das vértebras através do forame 
intervertebral.. 
 
 Plexo braquial: C6-T2 
EX.: nervo frênico (C5-C7), 
nervo musculocutâneo (C7-C8) 
 
 Plexo lombossacral: L4-S2 
EX.: nervo femoral (L4-L6) 
 
 Cilindro de tecido nervoso contido no canal 
vertebral e envolvido por membranas 
conjuntivas 
 Calibre não é uniforme: intumescências cervical 
e lombar, cone medular 
 Cauda equina: raízes de nervos espinhais 
 São as três membranas de tecido conjuntivo 
que revestem o encéfalo e a medula espinhal; 
 Tem como objetivo protegê-los. 
 
1. Dura-máter (mais externa e espessa) 
 Espaço subdural 
2. Aracnoide 
 Espaço subaracnoideo: circulação de 
líquor 
3. Pia-máter 
(mais interna) 
 
 
 Líquido cérebro-espinhal ou líquido 
cefalorraquidiano (LCR); 
 Aparência cristalina 
 Produzido a partir do sangue: plexos 
corioides dos ventrículos 
 Encontrado no interior dos ventrículos 
cerebrais e no espaço subaracnoideo 
 FUNÇÕES: proteção mecânica (“coxim 
líquido” que envolve órgãos do SNC) e 
troca de substâncias com o tecido nervoso 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 (Barreira hemato-encefálica e barreira 
hemato-liquórica: permeáveis a pequenas 
2 sistemas arteriais 
Sistema Carotídeo Sistema Vertebral 
Artérias carótidas 
internas (artéria 
cerebral anterior e 
cerebral média) 
Ramos irão irrigar a 
medula e o cerebelo 
(artéria basilar) 
Nervos Raquidianos/Espinhais 
Medula Espinhal 
Meninges 
Liquor 
 Qualquer defeito na reabsorção ou um 
bloqueio na circulação do liquor pode 
ocasionar seu acúmulo no interior das 
cavidades do SNC: hidrocefalias 
Circulação Sanguínea no 
moléculas solúveis em lipídeos, mas 
impedem a passagem de moléculas 
maiores, exercendo uma função de 
proteção - impedindo a entrada de 
substâncias tóxicas no SNC) 
 
 
 
 
 
 O sangue que circula nos órgãos do SNC 
chega finalmente a um conjunto de veias 
cerebrais, que deságuam nos seios da 
dura-máter, que o levam até as veias 
jugulares, de onde passa às veias cavas e 
finalmente retorna ao coração; 
 
 
 
 
 
 
 
 
 A circulação cerebral é muito importante 
porque células nervosas exigem um 
suprimento contínuo de oxigênio e glicose 
para o seu metabolismo. 
 “Autônomo”: escapa do controle voluntário 
exercido pelo SNC; 
 Conjunto de fibras nervosas, centrais e 
periféricas, que se ocupam do controle do 
meio interno; 
 SNA: simpático X parassimpático 
 
 
 
 Simpático Parassimpático 
 
Definição 
O sistema nervoso 
simpático é a primeira 
das duas divisões do 
sistema nervoso 
autônomo. 
O sistema nervoso 
parassimpático é a 
segunda das duas 
divisões do sistema 
nervoso autônomo. 
 
 
Função 
Responsável por 
preparar o organismo 
para responder a 
situações de estresse 
e emergência. 
Responsável por 
fazer o corpo 
retornar a um 
estado emocional 
estável e de calma, 
além de controlar 
alguns sistemas e 
ações não 
conscientes, como a 
respiração. 
Simpático Parassimpático 
Dilatação pupilar 
(midríase) 
Constrição pupilar 
(miose) 
Inibe a salivação Estimula a salivação 
Taquicardia Bradicardia 
Broncodilatação Broncoconstrição 
Retarda a digestão Estimula a digestão 
Estimula a liberação 
de glicose 
Estimula a liberação de 
bile 
Estimula a liberação 
de glicose 
Acelera o peristaltismo 
Relaxa o músculo 
detrusor da vesícula 
urinária 
Contrai o músculo 
detrusor da vesícula 
urinária 
 AVC: perda da circulação cerebral pode 
causar perda de consciência/danos 
irreversíveis/morte 
Drenagem venosa no 
Conjunto de 
veias cerebrais 
Dura-máter 
Veias jugulares Veias cavas 
Coração 
Sistema Nervoso Visceral 
 
 
 
 
 Transcrição do Sistema Nervoso; 
 Sinapse é a região localizada entre 
neurônios onde agem os 
neurotransmissores (mediadores químicos), 
transmitindo o impulso nervoso de um 
neurônio a outro, ou de um neurônio para 
uma célula muscular ou glandular; 
 Um neurônio faz sinapses com diversos 
outros neurônios. Estima-se que uma única 
célula nervosa possa fazer mais de 
mil sinapses. Geralmente elas ocorrem 
entre o axônio de um neurônio e o 
dendrito de outro. ... Quando um impulso 
nervoso chega ao botão pré-sináptico, os 
neurotransmissores são liberados na fenda 
sináptica. 
Sinapse Química Sinapse Elétrica 
O neurônio pré-
sináptico liberta 
substâncias químicas, 
os 
neurotransmissores, 
que atravessam a 
fenda sináptica se 
ligam aos receptores 
da células pós-
sináptica 
As membranas pré e 
pós-sinápticas 
comunicam através de 
canais capazes de 
passar corrente elétrica. 
Alterações na voltagem 
da membrana pré-
sináptica induzem 
alterações de voltagem 
na célula pós-sináptica. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Sinapse 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
@Larav.Studies 
Encéfalo 
Cérebro: 
 Porção mais rostral e mais 
desenvolvida do SNC; 
 Derivada de duas vesículas 
embrionárias: telencéfalo e diencéfalo; 
 Diencéfalo origina 4 regiões cerebrais: 
tálamo, hipotálamo, epitálamo e 
subtálamo 
Cerebelo: 
 Vérmis (porção mediana) ladeado por 
duas massas laterais