A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
76 pág.
Aula 5

Pré-visualização | Página 3 de 3

útero;
3. Deslocam-se pelos cornos uterinos,
onde encontra o(s) óvulo(s);
4. Um dos milhões de espermatozoides
pode conseguir adentrar no interior de
cada óvulo.
5. Óvulo fertilizado fica no útero onde se
desenvolve
Após a penetração, o pênis aumenta muito de volume
e o bulbo peniano aumenta, funcionando como o
famoso “nó”, que prende o macho na fêmea.
Este bulbo só vai diminuir após a ejaculação como
uma forma de minimizar a perda de esperma e
aumentar as chances de fecundação.
Além disso, como a ejaculação acontece por
gotejamento, essa fase pode demorar cerca de 30
minutos e só acaba com a retração do bulbo.
Curiosidade: Cadelas tem 
menstruação?
Na verdade, não. As cadelas, durante o cio, podem liberar um 
corrimento sanguinolento, que é diferente do processo fisiológico 
das mulheres. 
Além disso, o momento em que estes eventos ocorrem são 
distintos. Na cadela ocorre logo antes de seu período fértil, mais 
ou menos no meio de um ciclo reprodutivo e nas mulheres a 
menstruação marca o fim de um ciclo e o início de outro.
Escolha do momento para o cruzamento 
de cães
Objetivo de obter filhotes a partir do cruzamento de um 
macho e uma fêmea pré-determinados;
Momento mais propício para juntá-los no mesmo ambiente 
tende a ser doze dias após o início do “sangramento” da 
fêmea; 
Recomendado que os parceiros acasalem pelo menos duas 
vezes, com um dia de intervalo entre coitos.
Para a manutenção da boa saúde da cadela, e já pensando nos futuros 
filhotes, é importante seguir as medidas abaixo listadas:
Previamente ao período de acasalamento a cadela deve estar com 
seu protocolo de vacinação e de controle de vermes em dia;
Não é recomendável que a fêmea acasale no primeiro cio. Apesar de 
estar manifestando o cio, isso não quer dizer que seu corpo esteja 
pronto para ter uma gestação plenamente saudável, sem a incidência 
de complicações;
Não é aconselhável que acasalem se estiverem obesas, já que esta 
condição pode promover dificuldades tanto no período de gestação, 
quanto no parto;
Não cruze machos grandes com fêmeas pequenas. O tamanho dos 
filhotes tende a ser uma média entre o tamanho de seus genitores. 
Portanto, fêmeas de pequeno porte, cruzadas com machos de grande 
porte, poderão ter que gestar – e parir – filhotes maiores do que o seu 
corpo estaria apto a suportar.
OBRIGADA!
Bom estudos