Citologia - Matéria Inicial
9 pág.

Citologia - Matéria Inicial


DisciplinaCitologia e Histologia1.552 materiais13.704 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Fixação:1-
Utiliza-se formol 10%, para matar as células, estabilizar as estruturas e impedir 
a autólise e ação bacteriana.
Exemplos de fixadores: Álcool, Formol, Gliceraldeído, Tetróxido de ásmia.
Após a Fixação um processo que precede a inclusão
Desidratação e Clareamento:
Mergulhado em frascos de álccol na desidratação e no clareamento é 
mergulhado em Xilol para também permitir a melhor penetração da parafina no 
próximo processo.
Inclusão:2-
Método de impregnar os tecidos com parafina, é o processo após o de 
desidratação e clareamento.
Microtomia:3-
Corte das lâminas (5 micrômetros).
Histológica:a.
Identifica Células (núcleo, citoplasma e matriz extracelular). Grifado em 
amarelo.
Histoquímica:b.
Identifica os grupos de substâncias. Grifado em verde.
Coloração:4-
HE Núcleo e Citoplasma
Método de Papanicolau Núcleo e Citoplasma
Tricrômio de Gomori Núcleo e Citoplasma
Sudam Lipídios
Técnica de Verhoeff Fibras Elásticas
Impregnação pela Prata Fibras Reticulares
Azul de Tripan Macrófago
PAS Glicogênio
AB Glicosaminoglicanos + Glicoproteínas
Giemsa Sangue
Dopa Melanina
Feulgen Ácidos Nucleicos
Perls Ferro
Azul de Toluidina Mastócitos
Etapas de preparação de uma lâmina histológica:
Métodos de Estudo
sábado, 7 de setembro de 2019 09:35
 Página 1 de Prova Citologia 
Estrutural (Sustentação)
Transportadora (formam canais para o transporte de íons)
Enzimática (proteínas de células do epitélio)
Antigênica (ligada a anticorpos)
Sensorial (receptores da MP{membrana plasmática})
Proteínas:
Estrutural
Lipídeos:
Adesividade celular
Antigênica (glicoforinas -> aglutinófinos nas hemácias): reconhecimento 
de um organismo que não faça parte.
Marcação de identidade celular
Carboidratos:
Funções:
Autocrina: Sinalizar ela mesma. Ex: VEGFs (é uma proteína de sinalização que promova 
o crescimento de vasos sanguíneos novos).
Parócrina: Sinalizar nas células vizinhas. Ex: Histamina.
Endócrina: Ação de hormônios. Ex: Hormônios.
Sináptica: Ativação de um neurônio para outro. Ex: Neurotransmissores.
Comunicação Celular:
Microvilosidades: células do epitélio intestinal (absorção) {superfície da 
célula, secreção e melhor absorção}
Desmossomo: Adesividade celular {glicocálice, célula ligada a célula e 
possui citoesqueleto}
Junções de oclusão: vedação do espaço entre as células {células do 
epitélio intestinal, separação do epitélio seminífero}
Pregas basais: transporte de íons da base da célula para o ápice {túbulos 
renais}
Junções de GAP: comunicação iônica entre as células vizinhas {coração = 
células musculares}
Especializações:
Membrana Plasmática
sábado, 7 de setembro de 2019 10:46
 Página 2 de Prova Citologia 
São constituídos heterodímeros de alfa e beta tubulinas.
Composição:
Formam cílios e flagelos
Organelas formadas: 
Algumas drogas atuam sobre os microtúbulos, e vem sendo utilizadas 
para o tratamento de câncer. Elas interferem na polimerização dos 
microtúbulos fazendo com que estes não cresçam ou despolimerizem. 
Dentre estas drogas podemos citar a colchicina e a vincristina.
Drogas que atuam:
Microtúbulos:
Queratinas Células Epiteliais
Vimentinas Células originadas do mesênquima
Desmina Tecido Muscular
Fibralarácida da glia Astrócitos
Laminas Abaixo do envelope nuclear
Nestinas Prolongamentos Neurais
Proteínas formadas:
Citoesqueleto
sábado, 7 de setembro de 2019 11:56
 Página 3 de Prova Citologia 
Eucromatina: Descondensada, núcleos pálidos, geneticamente ativa.
Heterocromatina: Condensada, núcleos densos, geneticamente inativa.
Composição da Cromatina: 
Histonas: H2A, H2B, H3, H4, H1.
Não-Histonas: Influenciam na replicação do DNA, na transcrição de RNA, 
na reparação do DNA, na condensação e descondensação da cromatina.
Funções das Histonas e não Histonas:
Aminoácido Código
Alanina GCA, GCC, GCG, GCU
Lisina AAA, AAG
Triptofano UEG
RNAm: Contém os códigos genéticos (códons) ditados pelo Dna, eles têm 
forma de filamento com os códons. Função: Determinar o tipo do AA e a sua 
posição no polímero proteico.
RNAt: Transporta o aminoácido para o seu local no RNAm
RNAr: Forma a organela ribossômica ( Local onde o RNAm se une com o 
RNAt para a síntese proteica.
Tipos de RNA:
Necrose Apoptose - Morte programada
Causas Isquemia, históxia, 
hipotermia, tóxicos
Distúrbios no meio hormonal, 
falta de FG.
Nr de células 
afetadas
Alto Baixo
Alteração do 
ROL
Aumento Diminuição
Diferença de Apoptose e Necrose:
Núcleo
sábado, 7 de setembro de 2019 12:57
 Página 4 de Prova Citologia 
Acetil coA = Piruvato + Ácidos graxos
Ácido oxalacético -- ácido cítrico
Produção de acetilcoenzima A (acetil CoA):
Ácido cítrico + desidrogenases = liberação de íons
(H+ e-) --> captados por FAD, NAD, citocromossomos.
Ciclo do ácido cítrico ( de Krebs):
FAD, NAD e citocromos transportam os íons --> produz-se e- com alta 
energia --> ATP.
H + O = H2O CO2
Sistema transportador de elétrons:
Principais etapas da fosforilação oxidativa: 
Estrutura da Mitocôndria:
Mitocôndria
sábado, 7 de setembro de 2019 15:49
 Página 5 de Prova Citologia 
REG: Tem ribossomos na sua face externa.
Ele se caracteriza por duas propriedades principais: Possui polirribossomos na 
superfície citosólica da sua membrana e é constituído de cisternas saculares 
ou achatadas.
Função: Síntese de proteínas para a exportação, produção de glicoproteínas.
REL: Não apresenta ribossomos na superfície de suas cisternas, as quais têm 
geralmente a forma de túbulos anastomosados. 
Função: Síntese de lipídios ( triglicerídeos, fosfolipídios), hidrólise de 
glicogênio, Armazenamento e mobilização do cálcio, 
Desintoxicação( responsável pelos processos de conjugação, oxidação e 
metilação).
Aparelho de Golgi: É a estrutura membranosa composta de sacos 
empilhados. Isto é, um conjunto de vesículas achatadas e empilhadas, cujas 
porções periféricas são dilatadas.
Estrutura e Funções: 
REG, REL e Golgi
sábado, 7 de setembro de 2019 16:06
 Página 6 de Prova Citologia 
Função: Produção de grãos de secreção, fluxo de membranas, produção de 
glicoproteínas, revestimento de lisossomos.
A: Célula que sintetiza proteínas, mantendo-as livres no citosol.
B: Célula que sintetiza proteínas segregando-as em grânulos citoplasmáticos.
C: Célula que sintetiza proteínas e as exporta diretamente para o meio 
extracelular.
D: Célula que sintetiza proteínas, armazenando-as no citoplasma em grânulos 
de secreção, para exocitose, quando a célula for estimulada.
Proteína para exportação sob a forma de grãos. Ex: célula acinosa 
pancreática,Golgi
1)
Proteína para exportação sem forma de grãos. Ex: Plasmócitos RER2)
Proteína para armazenamento no citoplasma. Ex: Eritoblasto.3)
Glicoproteína. Ex: Células caliciformes, RER, Golgi, grãos de secreção de 
mucinogênio.
4)
Hormônio esteroide. Ex: esteroide, célula de Leyding REL e mitocôndria5)
Características:
Células que Sintetizam:
 Página 7 de Prova Citologia 
Hormônio esteroide. Ex: esteroide, célula de Leyding REL e mitocôndria5)
 Página 8 de Prova Citologia 
A gota ou artrite gotosa, chamada popularmente de reumatismo nos pés, é uma doença 
inflamatória causada pelo excesso de ácido úrico no sangue que causa muita dor nas 
articulações.
Trata-se de um agente antiinflamatório único porque é muito eficaz apenas na artrite gotosa. 
Esse medicamento está indicado nas crises agudas de gota. Pode também ser usado como 
agente profilático.
O efeito anti-inflamatório da colchicina na artrite gotosa aguda é relativamente seletivo para esta 
doença e é eficaz apenas em alguns casos nos outros tipos de artrite.
Os neutrófilos expostos aos cristais de urato os ingerem e produzem uma glicoproteína que 
pode ser o agente etiológico da artrite gotosa aguda. Quando injetada nas articulações, essa 
substância produz artrite profunda que, sob o ponto de vista histológico, não se diferencia 
daquela causada pela injeção direta dos cristais de urato. A colchicina parece impedir a 
produção dessa glicoproteína pelos