Bioética
2 pág.

Bioética


DisciplinaÉtica Profissional6.693 materiais82.169 seguidores
Pré-visualização1 página
Bioética e Seus Princípios 
Fundamento da bioética: respeito à vida 
humana, precisamos lembrar do 
indivíduo em si e respeitá-lo. 
Declaração universal dos direitos 
humanos, com a dignidade sendo 
inerente à humanidade. 
Questionamentos na época de 1970, 
onde ele começa a ver o avanço da 
tecnologia e ele achava que isso poderia 
intervir de forma positiva ou negativa na 
vida de uma pessoa, 
A partir disso começou a se abordar 
mais sobre a ética e sobre o ser vivo. 
Então, foi avaliado que deveria ter uma 
reflexão compartilhada, complexa e 
interdisciplinar sobre a adequação das 
ações que envolvem a vida e o viver. 
Principais campos da bioética 
\u2764 Ética Clínica: decisões, incertezas, 
conflito de valores e dilemas = processo 
de cuidar. 
- Ela se baseia no que é preferível para 
determinado caso. 
\u2764 Ética da pesquisa; Reflexão moral 
aplicada às atividades de pesquisa e de 
experimentação tendo como objeto 
seres humanos e elementos do corpo 
humano. 
Dilemas da ética de pesquisa 
- Responsabilidades do médico em 
relação ao paciente e suas 
responsabilidades como pesquisador-
clínico. 
- Exigência de pacientes: exigem acesso 
aos novos tratamentos 
- Necessidade de avaliar rigorosamente 
os novos tratamentos (necessidade, 
eficácia e custo-benefício); 
\u2764 Ética das políticas de saúde; Reflexão 
interdisciplinar, dimensão ética das 
questões de interesse público na saúde 
- Há um direito à saúde ou um direito aos 
tratamentos de saúde? 
- Há um direito à todos os tratamento 
de saúde ou a um mínimo? 
Princípios da bioética 
Princípios éticos básicos \u2013 guiar a 
investigação em seres humanos pelas 
ciências dos comportamentos e pela 
biomedicina. 
\u2764 Beneficiência \u2013 Fazer o bem 
- Estabelece a obrigação moral de agir 
em benefício do outro, a obrigação é não 
causar o dano. 
- Maximizar os benefícios possíveis e 
minimizando os danos/riscos possíveis. 
- Ponderação entre riscos e benefícios, 
tanto atuais como potenciais, individuais 
ou coletivos. 
- Comprometendo-se com o máximo de 
benefícios e o mínimo de danos e riscos. 
\u2764 Não maleficência- Evitar o mal 
- Garantia de que os danos previsíveis 
serão evitados 
- Propõe a obrigação de não infligir dano 
intencional. 
\u2764 Autonomia \u2013 Liberdade de escolha 
\u2013 Sobre si mesmo, sobre seu corpo e sua 
mente. 
- Respeito às pessoas por suas opiniões 
e escolhas = valores e crenças pessoais. 
- Condições essenciais: Liberdade e 
informação; 
Liberdade: livre para decidir, sem 
pressões externas. 
Informação: Sobre o tratamento 
- Bases que andam juntas: informação, 
compreensão e consentimento. 
Reflexões 
- Diálogo: respeito e relação horizontal, 
evitar relações unilaterais de dominação; 
- Persuação: Buscar convencer os 
outros pelo uso da razão. 
 Evitar: 
- Manipulação: motivar a pessoa a fazer 
o que eu quero que seja feito. 
- Coerção: uso intencional de uma 
ameaça de dano ou mesmo a força para 
controlar alguém. 
\u2764 Justiça \u2013 Imparcialidade na 
distribuição dos riscos e dos benefícios. 
- Equidade e respeito às necessidades 
distintas = não tratar as pessoas de 
forma diferente 
- Igualdade de tratamento e justa 
distribuição de verbas para a saúde. 
 
 
 
 
 
 
 
 
Anotações Extras