A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Atividade Avaliativa Especial - Prova 2

Pré-visualização | Página 1 de 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA GRANDE DOURADOS 
CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 
Prova P2 
 
PROFESSOR EWERTON ARAÚJO DE BRITO 
 
 
DISCIPLINA - LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA - 7º SEMESTRE 
 
1) Entende-se por Imunidades tributárias: 
a) São tarifas regidas pela Constituição Federal. 
b) São regras de incidência Estadual. 
c) São regras de não incidência constitucionalmente qualificadas. 
d) São impostos cobrados entre estados e União. 
e) São regras entre Estados e União. 
 
2) Em se tratando dos Templos quando não haverá a aplicação da Imunidade Tributária: 
a) Quando comprovar a inexistência de prejuízo e livre concorrência 
b) Quando for utilizado para fins comerciais estranhos à religião, se, por exemplo, parte de sua 
construção é alugado a terceiro. 
c) Quando aplicar integralmente as rendas em objetivos institucionais; 
d) Quando tiver a incumbência de dignificar a pessoa humana, igualdade, entre outros. 
e) Quando tiver a frente (administrativo) uma pessoa idônea e cumpridora de suas obrigações 
tributárias. 
 
3) Seguindo a ordem: Estado e contribuinte: 
a) Sujeito passivo e ativo 
b) Sujeito Incidente e Reincidente 
c) Sujeito gerado e gerador 
d) Sujeito Ativo e Passivo 
e) Todas estão incorretas. 
 
4) A Obrigação tributária principal tem por objeto, o pagamento de tributo ou penalidade pecuniária, tem 
sempre conteúdo patrimonial. (art. 113, § 1º CTN), sendo assim: 
a) É o tributo pago pelo Estado ao contribuinte 
b) Restringe a faculdade de escolha, pelo sujeito passivo 
c) Dificultar a arrecadação ou fiscalização do tributo 
d) É o tributo que o sujeito passivo paga ao Estado 
e) É a arrecadação ou fiscalização dos tributos. 
 
5) Segundo o Art. 116 do CTN, o momento que ocorre efetivamente o Fato Gerador é: 
a) Quando se tratar de situação Jurídica, desde o momento em que estejam definitivamente 
constituídos, nos termos de direito aplicável. 
b) Quando se entrega dinheiro ao fisco a título de tributo ou penalidade pecuniária e se tratar de 
situação de fato, desde o momento que se verifiquem as circunstâncias materiais necessárias a que 
não produzam os efeitos que normalmente lhe são próprios; 
c) Quando se entrega dinheiro ao fisco a título de tributo ou penalidade pecuniária e se apresentar 
declarações, tudo, sempre no interesse da arrecadação e fiscalização do tributo 
d) Quando os deveres instrumentais estão mantidos em livros fiscais e entrega dinheiro ao fisco a 
título de tributo ou penalidade 
e) Quando se tratar de situação de fato, desde o momento que se verifiquem as circunstâncias 
materiais necessárias a que produzam os efeitos que normalmente lhe são próprios; e 
tratando-se de situação Jurídica, desde o momento em que estejam definitivamente 
constituídos, nos termos de direito aplicável. 
 
6) Entende-se por Responsabilidade Tributária: 
a) É a obrigação legal (porque advém da lei), assumida pelo sujeito passivo da relação 
jurídico-tributária não diretamente beneficiada pelo ato praticado, perante o fisco, de 
pagar o tributo ou a penalidade pecuniária 
b) A relação pessoal e direta com o contribuinte respectivo tem seu vínculo com a obrigação 
decorrente de dispositivo expresso em lei 
c) É a escolha arbitrária de qualquer pessoa para sujeito passivo, não tendo relação direta e pessoal 
com o legislador e escolher qualquer um para ocupar esse papel 
d) É a liberação de pagamento pelo contribuinte; podendo ser total, como poder ser apenas parcial 
e) É o pagamento de tributo com penalidade pecuniária. 
 
7) Pode ocorrer responsabilidade tributária por transferência: 
a) Por identidade, por obrigação e responsabilidade secundária 
b) Por afinidade, por solidariedade e responsabilidade de terceiros 
c) Por solidariedade, por responsabilidade dos sucessores e por responsabilidade de terceiros 
d) Por responsabilidade secundária, de terceiros e afinidade 
e) Todas as alternativas estão corretas. 
 
8) Em relação a Suspensão do Crédito Tributário é obrigação do Estado: 
a) Exigir a nomeação por parte do devedor de um responsável tributário 
b) Sustação temporária da exigibilidade do tributo, se o contribuinte não tiver como pagar 
c) Conceder descontos ao contribuinte sobre os tributos devedores 
d) Acionar junto à justiça o contribuinte para obter o pagamento 
e) Exigir o cumprimento da Obrigação tributária, sendo esse um poder dever do Estado. 
 
9) O dever que nasce a uma pessoa de pagar ao Estado um tributo, é chamdo de: 
a) Obrigação Tributária 
b) Fato Gerador 
c) Sujeição Ativa 
d) Sujeição Passiva 
e) Crédito Tributário 
 
10) A prorrogação do prazo para pagamento do crédito tributário, com ou sem parcelamento, situado no 
campo da reserva legal, e que sua concessão depende sempre de lei, é chamda de: 
a) Depósito 
b) Moratória 
c) Reclamações 
d) Recursos 
e) Exclusão