Apostila Prótese e Materiais Dentários Abitep
52 pág.

Apostila Prótese e Materiais Dentários Abitep


DisciplinaPrótese Dentária362 materiais5.067 seguidores
Pré-visualização20 páginas
ABITEP \u2013 PRÓTESE_ 
www.ConcursoSdeOdontologia.com.br protese@abitep.com.br Tel.: 11 3214 - 8949 
1 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
PRÓTESE E 
MATERIAIS DENTÁRIOS 
 
 
 
 
 
 
Prof. Dr. Carlos Alberto Muzilli 
Prof. Dr. Hedilso C. R. Gaddini 
 
ABITEP \u2013 PRÓTESE_ 
www.ConcursoSdeOdontologia.com.br protese@abitep.com.br Tel.: 11 3214 - 8949 
2 
Introdução 
 
 O estudo preparatório para concursos especificamente tratando-se de Prótese pode parecer o menos importante 
dentre as disciplinas mais requisitadas nos exames, porém faz-se necessário o estudo minucioso desta área da 
odontologia porque é exatamente ela que seleciona e diferencia o candidato. Portanto, bom estudo! 
 
Sistema Estomatognático 
 
 O sistema estomatognático coordena a atividade mastigatória, a qual agrega uma gama complexa de estruturas 
anatômicas que desempenham em conjunto esta função bastante especializada. 
 Os componentes do sistema estomatognático podem ser agrupados nas seguintes estruturas: DENTES 
MÚSCULOS E ATM. Representados em: órgão dental, estrutura periodontal, língua, bochechas, ossos, articulações 
temporomandibulares, músculos, ligamentos e conexões nervosas. 
 
\ufffd ATM: 
A articulação temporomandibular é uma articulação do tipo sinovial bicondílea com grande liberdade de 
movimento entre as superfícies ósseas que a compõem, apresentando como particularidade movimentos simultâneos e 
sinérgicos. E por movimentos se tratar de uma articulação bicondílea, existe uma interdependência funcional entre 
ambas. As estruturas que formam e circundam as articulações temporomandibulares são as seguintes: 
1- Disco articular 
2- Eminência articular 
3- Compartimento supra discal 
4- Cabeça da mandibula 
5- Carilagem articular 
6- Compartimento infra discal 
7- Cápsula articular 
8- Região retro discal 
9- Meato acústico externo 
10- M. Pterig. Lateral (feixe inf.) 
11- Tendão do m. temporal 
 
\ufffd ATM- superfícies ósseas articulares 
 
Fossa Mandibular: limitada posteriormente pela parede anterior do meato acústico externo. 
Duas regiões: fissura retrotimpânica (n. corda do tímpano e artéria e veia timpânica) - posterior: rugosa e anterior: lisa 
articular. 
 
Superfícies que se contactuam: vertente anterior e extremo anterior da vertente posterior dos côndilos + parede 
posterior da eminência e porção anterior da fossa. 
Côndilo: cabeças elipsóides com seu > eixo para trás (Basion); possui duas vertentes articulares. 
 
ATM - zonas revestidas por tecido conjuntivo denso fibroso 
Função: amortecer as pressões e distribuí-las sobre as superfícies ósseas articulares. 
Movimentação mandibular está relacionada com a nutrição deste tecido (líquido sinovial) 
 
Côndilo da mandíbula: revestido por tecido conjuntivo denso fibroso. 
Tecido avascular e não inervado com maior capacidade de regeneração que a cartilagem hialina. Os côndilos, em uma 
vista superior, no plano horizontal, apresentam formato elíptico, com seu longo eixo ligeiramente voltado para posterior. 
 
Fossa mandibular: limitada posteriormente pela parede anterior do meato acústico externo. Superfícies que se 
contatam: vertente anterior e extremo anterior da vertente posterior dos côndilos + parede posterior da eminência e 
porção anterior da fossa 
 
Disco articular: possui três regiões: 1) Zona intermediária; 2) Banda Posterior e 3) Banda anterior. Sua parte central 
(zona intermediária) possui tecido fibrocartilaginoso não vascularizado; Parte periférica: tecido conjuntivo. O disco divide 
a ATM em cavidades supra-discal e infra-discal. Fixação: ligamentos colaterais, cápsula articular e zona bilaminar. 
 
Ligamentos das ATM 
 
Extrínsecos: esfenomandibular, estilomandibular, pterigomandibular e temporomandibular 
Função: prevenir o deslocamento do complexo côndilo-disco. 
Intrínsecos: ligamentos colaterais e ligamento posterior (tecido retrodiscal ou zona bilaminar) e Ligamento capsular 
anterior superior e anterior inferior . 
 
Lâmina retrodiscal ou Zona Bilaminar: duas camadas de fibras. Superior: fibras elásticas e atua contra o 
deslocamento anterior do disco; Inferior: anelástica, muito inervada e vascularizada. 
 
 
 
 
ABITEP \u2013 PRÓTESE_ 
www.ConcursoSdeOdontologia.com.br protese@abitep.com.br Tel.: 11 3214 - 8949 
3 
Ligamento capsular anterior superior e anterior inferior 
 
Ligamentos colaterais: ligamento lateral do disco e ligamento medial do disco 
 
Cápsula Articular: elástica e vascularizada; limitar a amplitude de movimento dos côndilos; inserção: pólos medial e 
lateral dos côndilos, na eminência articular, bordas do disco. Dentro da capsula articular existem dois compartimentos: 1 
Cavidade supradiscal (acima do disco articular ) ; 2 Cavidade infradiscal ( abaixo do disco articular ). 
 
Membrana Sinovial: reveste internamente a cápsula articular e produz o líquido sinovial, viscoso; função: lubrificar as 
superfícies intra-articulares e nutrição. 
 
Ligamento temporomandibular: porção interna horizontal e porção externa oblíqua. 
 
Ligamento estilomandibular : origem processo estilóde e inserção ângulo da mandíbula. 
 
Ligamento esfenomandibular: origem processo esfenóide e inserção na língula. 
 
Inervação da ATM: Nervo aurículotemporal. 
 
\ufffd MÚSCULOS DA MASTIGAÇÃO 
 
Ventre (centro/contrátil) e aponeurose (extremidade/inextensível) 
Origem: parte fixa 
Inserção: parte móvel 
 
Músculo Masseter - feixe superficial (para baixo e para trás) e profundo (vertical) 
\u2022Origem: arco zigomático 
\u2022Inserção: ângulo da mandíbula 
\u2022Função: elevação da mandíbula 
 
Músculo Pterigoideo Medial ou Interno 
\u2022Origem: fossa pterigoidéa (estende-se para baixo/trás/fora) 
\u2022Inserção: superfície interna do ângulo da mandíbula 
\u2022Função: elevação da mandíbula 
\u2022Ação secundária: protruir e lateralidade 
\u2022Inervação: nervo pterigóideo medial 
 
Músculo Temporal (três feixes)-posicionador 
\u2022Anterior-verticais: fechamento (deglutição e posição postural) 
\u2022Médio-oblíquas: fechamento 
\u2022Posterior-horizontais (retratoras) 
\u2022Origem: fossa temporal 
\u2022Inserção: parte interna e anterior do processo coronóide 
 
Músculo Pterigoideo Lateral-feixe inferior 
\u2022Origem: superfície externa da placa pterigoidea 
\u2022Inserção: pescoço do côndilo (estende-se para trás/cima/fora) 
\u2022Função: protrusão/depressão/estabilizador do complexo côndilo-disco contra a vertente posterior da eminência 
 
Músculo Pterigoideo Lateral-feixe superior 
\u2022Origem: superfície infra-temporal da asa maior do esfenóide 
\u2022Inserção: disco articular (estende-se para trás/fora) 
\u2022Função: coordenação do disco 
 
Grupo dos Supra-Hioideos - se estendem da mandíbula ao osso hióide 
\u2022Digástrico 
\u2022Milo-hioideo 
\u2022Genio-hioideo 
\u2022Estilo-hioideo 
\u2022Função: elevar o osso hióide superior e posteriormente (deglutição) e para abaixar a mandíbula (quando está fixo) 
 
Grupo dos Infra-Hioideos 
\u2022Esterno-hioideo 
\u2022Esterno tireóideo 
\u2022Omo-hioideo 
\u2022Função: abaixar o osso hióideo e a laringe, como também estabilizá-lo para depressão mandibular. 
 
 
ABITEP \u2013 PRÓTESE_ 
www.ConcursoSdeOdontologia.com.br protese@abitep.com.br Tel.: 11 3214 - 8949 
4 
Músculo Bucinador 
\u2022Função: tencionar a bochecha direcionando os alimentos para os dentes 
 
Fisiologia da Postura 
\u2022Posição postural (repouso): músculos agindo apenas contra a ação da gravidade mantendo sua viscoelasticidade. 
\u2022Obs: pterigóideos laterais (ação antagônica) e temporal posterior. 
 
Fisiologia da Abertura 
\u2022Relaxamento dos elevadores 
\u2022Osso hióide estabilizado 
\u2022Ativação pterigóideos laterais inferiores e digástrico 
 
Fisiologia do Fechamento 
\u2022Relaxamento dos depressores 
\u2022Contração dos elevadores(masseter, pt medial) 
\u2022Obs: temporal posterior