A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
192 pág.
CADERNO DE ATENÇÃO BÁSICA EM ENVELHECIMENTO E SAÚDE DA PESSOA IDOSA

Pré-visualização | Página 1 de 50

MINISTÉRIO DA SAÚDE
Brasília - DF
2007
ENVELHECIMENTO
E SAÚDE
DA PESSOA IDOSA
MINISTÉRIO DA SAÚDE
Secretaria de Atenção à Saúde
Departamento de Atenção Básica
1.ª edição
1.ª reimpressão
Série A. Normas e Manuais Técnicos
Cadernos de Atenção Básica, n. 19
Brasília - DF
2007
ENVELHECIMENTO
E SAÚDE
DA PESSOA IDOSA
 2007 Ministério da Saúde.
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.
A responsabilidade pelos direitos autorais de textos e imagens dessa obra é da área técnica.
A coleção institucional do Ministério da Saúde pode ser acessada, na íntegra, na Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde: http://www.saude.gov.br/bvs
Série A. Normas e Manuais Técnicos
Cadernos de Atenção Básica, n. 19
Tiragem: 1.ª edição – 1.ª reimpressão – 2007 – 70.000 exemplares
Elaboração, distribuição e informações:
MINISTÉRIO DA SAÚDE
Secretaria de Atenção à Saúde
Departamento de Atenção Básica
Esplanada dos Ministérios, Bloco G, 6.º andar, sala 645
CEP: 70058-900, Brasília - DF
Tels.: (61) 3315-2582 / 3315-2497
Fax.: (61) 3226-4340
Home page: http://www.saude.gov.br/dab
Supervisão Geral:
Luis Fernando Rolim Sampaio - Departamento de Atenção Básica/SAS/MS
Maria Cristina Boaretto - Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas/SAS/MS
Coordenação Técnica:
Antonio Dercy Silveira Filho - Departamento de Atenção Básica/SAS/MS
José Luiz Telles - Área Técnica de Saúde do Idoso/DAPE/SAS/MS
Elaboração Técnica:
Yeda Aparecida de Oliveira Duarte – USP/SP
Edenice Reis da Silveira – DAB /SAS/MS
Ana Cristina Ribeiro Fonseca – Área Técnica de Saúde do Idoso/DAPE/SAS/MS
Antonio Dercy Silveira Filho – Departamento de Atenção Básica/SAS/MS
José Luiz Telles – Área Técnica de Saúde do Idoso/DAPE/SAS/MS
Colaboração:
Alba Lucy Giraldo Figueroa – Núcleo Técnico da Política de Humanização/SAS/MS
Ana Paula Abreu – Área Técnica de Saúde do Idoso/DAPE/SAS/MS
Ângela Donini – Programa Nacional de DST/AIDS/SVS/MS
Cláudia Araújo de Lima – Área Técnica de Saúde da Mulher/DAPE/SAS/MS
Cristina Ramos - CGPAN/DAB/SAS/MS
Daisy Maria Coelho de Mendonça - DAB/SAS/MS
Dillian Adelaine S. Goulart – CGPAN/DAB/SAS/MS
Elaine Inocêncio (in memorian) – Programa Nacional de DST/AIDS/SVS/MS
Elizabeth Sousa Hernandes Cagliari – Área Técnica Saúde do Idoso/DAPE/SAS/MS
Fabiola Sulpino Vieira – Coordenação de Acompanhamento e Avaliação da Qualidade de Produtos Farmacêuticos/DAF/SCTIE
Gerson Fernando Pereira – Programa Nacional de DST/AIDS/SVS/MS
Giani Silvana Schwengber Cezimbra – Área Técnica de Saúde da Mulher/DAPE/SAS/MS
Gustavo Tenório da Cunha – Núcleo Técnico da Política de Humanização/SAS/MS
Helio de Oliveira – Coordenação Geral de Informação e Análises Epidemiológicas/DASIS/SVS
Ivo Brito – Programa Nacional de DST/AIDS/SVS/MS
Júlia Nogueira – CGDANT/SVS/MS
Lucinda da Costa Reis Neves - Área Técnica de Saúde do Idoso/DAPE/SAS/MS
Ludmila Suaid – Programa Nacional de DST/AIDS/SVS/MS
Marco Polo Dias Freitas - CGDANT/SVS/MS
Maria Auxiliadora da Silva Benevides – Núcleo Técnico da Política de Humanização/SAS/MS
Ronaldo Hallal – Programa Nacional de DST/AIDS/SVS/MS
Rosa Maria Sampaio Vilanova de Carvalho – Coordenação Nacional de Hipertensão e Diabetes/DAB/SAS/MS
Tânia Márcia Gomes Trindade - Área Técnica de Saúde da Criança/DAPE/SAS/MS
Impresso no Brasil / Printed in Brazil
Ficha Catalográfica
Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.
Envelhecimento e saúde da pessoa idosa / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília : Ministério da
Saúde, 2007.
192 p.: il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos) (Cadernos de Atenção Básica; n. 19)
ISBN 85-334-1273-8
1. Saúde do idoso. 2. Serviços de saúde. 3. Sistema Único de Saúde. I. Título. II. Série.
NLM WT 31
Catalogação na fonte – Coordenação-Geral de Documentação e Informação – Editora MS – OS 2007/0885
Títulos para indexação:
Em inglês: Ageing and Health of the Elderly Person
Em espanhol: Envejecimiento y Salud del Anciano
ccccc
Apresentação 7
1 Introdução 8
2 Políticas públicas de relevância para a saúde da pessoa idosa no Sistema 11
Único de Saúde (SUS)
3 Humanização e acolhimento à pessoa idosa na atenção básica 14
3.1 Comunicação com a pessoa idosa 16
4 Promoção de hábitos saudáveis 20
4.1 Alimentação saudável para pessoas idosas 20
4.2 Prática Corporal/ Atividade Física 21
4.3 Trabalho em grupo com pessoas idosas 23
5 Atribuição dos profissionais da atenção básica no atendimento à 27
saúde da pessoas idosa
6 Avaliação global da pessoa idosa na atenção básica 30
6.1 Alimentação e nutrição 32
6.2 Acuidade Visual 34
6.3 Acuidade Auditiva 34
6.4 Incontinência Urinária 34
6.5 Sexualidade 34
6.6 Vacinação 35
6.7 Avaliação Cognitiva 35
6.8 Depressão 36
6.9 Mobilidade 36
6.10 Quedas 37
6.11 Avaliação Funcional 37
7 Suporte familiar e social 41
7.1 Avaliação da funcionalidade familiar 41
7.2 Avaliação do estresse do cuidador 43
7.3 Violência intrafamiliar e maus tratos contra a pessoa idosa 43
8 Avaliação multidimensional rápida da pessoa idosa 48
9 Fragilidade em idosos intrafamiliar e maus tratos contra a pessoa idosa 50
10 Envelhecimento e medicamentos 55
11 Osteoporose 59
SUMÁRIO
6
12 Quedas 67
13 Hipertensão arterial sistêmica 71
14 Diabetes Mellitus 80
15 Incontinência Urinária 92
16 Depressão 101
17 Demência 108
18 Envelhecimento e Aids 116
19 Atenção domiciliar às pessoas idosas 125
19.1 Internação domiciliar 125
19.2 Assistência domiciliar 125
19.3 Organização da assistência domiciliar para pessoa idosa na atenção básica 126
19.3.1 Identificação da necessidade de assistência domiciliar para pessoa idosa 126
na atenção básica
19.4 Interface entre a equipe da Atenção Básica/ Saúde da Família e a equipe 126
de Internação Domiciliar
20 Gerenciamento do cuidado da pessoa 127
21 Como proceder no caso de óbito da pessoa idosa 131
Referências 136
Anexos 142
Anexo A – Avaliação da visão 142
Anexo B – Avaliação da audição 143
Anexo C – Avaliação cognitiva 144
Anexo D – Avaliação de depressão 148
Anexo E – Avaliação de equilíbrio e marcha 149
Anexo F – Avaliação das atividades básicas de vida diária (AVD) 151
Anexo G – Avaliação das atividades instrumentais de vida diária (AIVD) 153
Anexo H – Avaliação funcional (MIF) 154
Anexo I – Avaliação da funcionalidade familiar 174
Anexo J – Genograma ou a árvore familiar 177
Anexo K – Avaliação dos recursos familiares e comunitários (Ecomapa) 180
Anexo L – Avaliação da sobrecarga dos cuidadores 182
Anexo M – Avaliação da presença de violência e maus tratos contra a pessoa idosa 184
Anexo N – Dez passos para uma alimentação saudável para as pessoas idosas 186
Anexo O – Ficha de notificação de violência 191
7APRESENTAÇÃO
A longevidade é, sem dúvida, um triunfo. Há, no entanto, importantes diferenças
entre os países desenvolvidos e os países em desenvolvimento. Enquanto, nos primeiros,
o envelhecimento ocorreu associado às melhorias nas condições gerais de vida, nos
outros, esse processo acontece de forma rápida, sem tempo para uma reorganização
social e da área de saúde adequada para atender às novas demandas emergentes. Para
o ano de 2050, a expectativa no Brasil, bem como em todo o mundo, é de que existirão
mais idosos que crianças abaixo de 15 anos, fenômeno esse nunca antes observado.
Muitas pessoas idosas são acometidas por doenças e agravos crônicos não transmissíveis
(DANT) - estados permanentes ou de longa permanência - que requerem acompanhamento
constante, pois, em razão da sua natureza,