A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
65 pág.
Direito Sociais do Trabalho

Pré-visualização | Página 6 de 15

desconto sem anuência o trabalhador pode ajuízar ação trabalhista visando rever este desconto indevido que a empresa descontou sem autorização.
A reforma trabalhista trouxe esta NÃO OBRIGAÇÃO do desconto de valor remetido ao sindicato em artigos 545 e 579. 
Art. 579. CLT O desconto da contribuição sindical está condicionado à autorização prévia e expressa dos que participarem de uma determinada categoria econômica ou profissional, ou de uma profissão liberal, em favor do sindicato representativo da mesma categoria ou profissão ou, inexistindo este, na conformidade do disposto no art. 591 desta Consolidação. 
Obs.: A Reforma Trabalhista trouxe significativa mudança quanto à NÃO obrigatoriedade do desconto da contribuição sindical, pois de acordo com o art. 579 da CLT, a partir de 11.11.2017 (prazo estabelecido pela Lei 13.467/2017) a contribuição sindical está condicionado à autorização prévia e expressa dos empregados, deixando de ser obrigatório o desconto de 1 dia do salário no mês de março de cada ano.
Mesmo diante da Reforma Trabalhista, alguns sindicatos ainda conseguiram liminar na Justiça do Trabalho obrigando o desconto da contribuição sindical, mediante cláusula coletiva aprovada em assembleia geral, contrariando o próprio texto legal estabelecido pela Lei 13.467/2017.
A Medida Provisória 873/2019 estabelecia que a contribuição sindical seria paga somente por meio de boleto bancário, após autorização expressa, individual e por escrito do trabalhador, ou seja, mesmo havendo autorização expressa do empregado, a empresa não poderia efetuar o desconto de qualquer tipo de contribuição em folha de pagamento.
Por não ter sido votada pelo Congresso Nacional, a Medida Provisória 873/2019 deixou de produzir seus efeitos em 29.06.2019, mas teve eficácia legal durante o período em que esteve vigente, ou seja, a contar de 01.03.2019 a 28.06.2019.
- Contribuição Sindical: a contribuição sindical dos empregados, devida e obrigatória (até nov/2017), era descontada em folha de pagamento de uma só vez no mês de março de cada ano, correspondendo à remuneração de um dia de trabalho. Com a Reforma e a perda da validade da MP 873/2019, a contribuição sindical só será exigida mediante autorização prévia, voluntária, individual e expressa (por escrito) pelo empregado. Não será admitida autorização tácita ou determinação do sindicato por meio de convenção exigindo que o empregado faça requerimento se opondo ao desconto, ou seja, não é o sindicato quem determina, mas o empregado que voluntariamente e POR ESCRITO, autoriza o desconto.
Obs.: O desconto em folha de pagamento continua sendo válido, desde que haja a autorização do empregado. (carta de anuência).
- Contribuição Confederativa: a Contribuição Confederativa, cujo objetivo é o custeio do sistema confederativo, poderá ser fixada em assembleia geral do sindicato, conforme prevê o artigo 8º inciso IV da Constituição Federal e alínea "e" do art. 513 da CLT. Obrigatória apenas para os filiados. 
Obs.: conforme estabelece o art. 579-A da CLT, tal contribuição somente pode ser exigida dos empregados filiados ao sindicato. Portanto, não há necessidade de a empresa solicitar uma carta de oposição ao desconto desta contribuição aos empregados não filiados ao sindicato.
Esta contribuição será feita somente pelos empregados filiados ao sindicato e mediante desconto em folha de pagamento.
- Contribuição Assistencial: A Contribuição Assistencial, conforme prevê o artigo 513 da CLT, alínea "e", poderá ser estabelecida por meio de acordo ou convenção coletiva de trabalho, com o intuito de sanear gastos do sindicato da categoria representativa. Obrigatória para os filiados apenas.
Da mesma forma como ocorre com a contribuição confederativa, conforme estabelece o art. 579-A da CLT, a assistencial somente pode ser exigida dos empregados filiados ao sindicato. Assim, não cabe ao sindicato ou à empresa exigir uma carta de oposição ao desconto desta contribuição aos empregados não filiados ao sindicato. 
 
Esta contribuição será feita somente pelos empregados filiados ao sindicato e mediante desconto em folha de pagamento. 
‘’ Professor, desculpe se estiver sendo repetitivo, porém, não entendi muito bem, na alinea "e" do artigo 513 da clt, fala sobre imposições economica das quais são prerrogativas dos sindicatos sobre todos aqueles que participem da classe. Como fica isso com a questão de não serem obrigados a contribuir?’’
R: Art. 513. São prerrogativas dos sindicatos: 
e) impor contribuições a todos aqueles que participam das categorias econômicas ou profissionais ou das profissões liberais representadas.
FACULDADE DO SINDICATO de exercer este direito, bem como contribuições a todos aqueles sindicalizados, entretanto, esta alínea não versa totalmente sobre pois há outro Artigo dispondo que a contribuição não é obrigatória (neste caso aplica-se a norma mais favorável).
Mensalidade Sindical: A mensalidade sindical é uma contribuição que o sócio sindicalizado faz, facultativamente (conforme art. 5º, inciso XX da CF), a partir do momento que opta em filiar-se ao sindicato representativo. Esta contribuição continua sendo feita através do desconto mensal em folha de pagamento, no valor estipulado em convenção coletiva de trabalho. Obrigatória para os filiados. 
A contribuição confederativa, assistencial ou outras contribuições instituídas pelos sindicatos, não poderão ser descontadas dos empregados não sindicalizados e, a partir de Nov/2017, a própria contribuição sindical só poderá ser descontada mediante autorização expressa do empregado.
Negociação Coletiva (gênero): que incluem acordos coletivos e convenções como espécie.
As convenções e os acordos coletivos, conceituados no art. 611 da CLT, são os instrumentos normativos utilizados para estabelecer novas condições de trabalho. 
Art. 611 - Convenção Coletiva de Trabalho é o acordo de caráter normativo, pelo qual dois ou mais Sindicatos representativos de categorias econômicas e profissionais estipulam condições de trabalho aplicáveis, no âmbito das respectivas representações, às relações individuais de trabalho. 
§ 1º É facultado aos Sindicatos representativos de categorias profissionais celebrar Acordos Coletivos com uma ou mais empresas da correspondente categoria econômica, que estipulem condições de trabalho, aplicáveis no âmbito da empresa ou das acordantes respectivas relações de trabalho. 
Signatários: convenentes e acordantes.
Instrumentos normativos coletivos
Convenção - abrange toda a categoria. 
Acordo - abrange só os funcionários daquela(s) empresa(s).
Princípios da Negociação Coletiva
- PRINCÍPIO DA INESCUSABILIDADE NEGOCIAL: decorre do princípio da proteção, traz a determinação de que as partes não podem se negar à tentativa de autocomposição. 
Godinho prevê que é a determinação de que “as partes não podem se negar à tentativa de autocomposição, a qual é obrigatória até mesmo para que seja deflagrada uma greve ou proposto um dissídio coletivo”.
Não que não possa ocorrer greves, mas antes deve-se ao menos uma das partes provar que houve a tentativa de autocomposição, a tentativa de negociação deve ser realizada.
Art. 616. Os Sindicatos representativos de categorias econômicas ou profissionais e as empresas, inclusive as que não tenham representação sindical, quando provocados, não podem recusar-se à negociação coletiva.
Este princípio determina que não deve-se deixar de buscar a solução pacífica do conflito (dever de negociar, sem obrigatoriedade de solução do conflito).
Art. 616. Os Sindicatos representativos de categorias econômicas ou profissionais e as empresas, inclusive as que não tenham representação sindical, quando provocados, não podem recusar-se à negociação coletiva.
obs.: Existe a imposição do dever de negociar, mas não há obrigatoriedade quanto a uma solução que resulte em acordos ou convenções coletivas.
A Constituição Federal traz ainda no seu art. 114, §2º da CRFB/88, que: 
Art. 114.Compete à Justiça do Trabalho processar e julgar:[...] 
§ 2º Recusando-se qualquer das partes à negociação coletiva

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.