A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
TRÍPLICE VIRAL

Pré-visualização | Página 2 de 2

adjuvante. 
Conduta: notificar, investigar e acompanhar só reações intensas ou surtos 
 
 
• Manifestações gerais: 48 h; ocorre devido a resposta imunológica a vacina. 
Porém por ser vírus morto inativado nunca causará gripe. Febre, mialgia, 
artralgia, desconforto gastrointestinal e cefaleia. 
Conduta: tratamento sintomático e investigar outras causas; 
 
• Anafilaxia: menos de 2 hrs; igual 
 
• Síndrome de Guillan Barré: 7 a 21 D, igual aos outros eventos, o que muda é o 
tempo 
 
 
PNEUMO 10 
A vacina da pneumo, hepatite B e meningo C são as vacinas mais modernas 
A penumo é feita de polissacarídeos de superfície do pneumococo + adjuvantes 
hidróxido de alumínio + o toxóide tetânico, porem pela quantidade de toxoide não 
confere imunidade para o tétano 
Doenças que o pneumococo pode causar: faringite, pneumonia, meningite e encefalite 
• Manifestações locais: 1d; nódulo duro, com halo hiperemico, com edema, dor e 
calor 
Conduta: notificar, investigar se for intenso ou surto 
 
• Gerais: 1d; ocorre devido a resposta imunológica. Febre, mialgia, artralgia, 
cefaleia e distúrbios gastrointestinais. 
Conduta: Investigar outras causas; tratamento sintomático – dipirona 
 
• Anafilaxia: menor de duas horas; igual 
 
 
 
 
DUPLA ADULTO 
→ Temos os toxóides tetânico e diftérico – polissacarídeo + hidróxido de alumínio 
(tem que ter adjuvante pois não tem bactéria, ele serve para aumentar a imunização) 
• Local: 1 d; ocorre devido o adjuvante hidróxido de alumínio; dor, edema, calor 
e rubor. 
Conduta: notificar ou investigar reações intensas ou surto 
 
• Manifestações gerais: 1 d a 2d; ocorre devido a resposta imunológica, menor 
de duas horas febre, mialgia, artalgia e desconforto gastrointestinal. 
Conduta: investigar outras causas e tratamento sintomático 
 
 
• Anafilaxia: igual as outras 
 
 
• Guillain Barré: 5 d a 65; ocorre devido a produção de anticorpos contra a 
bainha de mielina desenvolvendo perda da força com início nos membros 
inferiores simétrico, ascendente e homogêneo; podendo chegar a 
comprometer a respiração; sua evolução ocorre em 30 dias e a recuperação em 
30 dias, pode ficar sequelas. 
Conduta: notificar, investigar, avaliação do neurologista, contraindicar doses 
subsequentes da vacina; 
 
• Neurite do plexo braquial: 2 a 28 d; ocorre devido a produção de anticorpos 
contra o plexo braquial; febre; atrofia de antebraço; atrofia do bíceps, tríceps, 
ombro e plexo braquial, compromete os movimentes de flexão, extensão e 
rotação. Gera incapacidades permanentes e ocorre unilateralmente. Esse 
evento é mais frequente devido a reiniciar o esquema do tétano 
inadivertidamente (se tem três doses já está imunizado não deve fazer mais) 
Conduta: notificar, investigar, encaminhar para neuro e contraindicar doses 
subsequentes da vacina se não perde outro lado. 
 
ROTAVÍRUS 
Vírus vivo atenuado (ta vivo, pode causar doença); 
Doença: de transmissão por gotícula e respiração, é responsável por quadro de 
gastroenterite, geralmente se inicia com náuseas, enjoos, vômitos e após quadro de 
diarreia; começa, portanto, no estomago e termina no intestino. 
É uma das principais causas de internação de crianças devido o risco de desidratação 
• Intussuscepção intestinal (invaginação): 15 d; ocorre devido a infecção pelo 
rotavírus que gera quadro de cólica intensa ocasionando a intussuscepção 
intestinal que é o envolvimento do íleo porção final pelo colón ascendente do 
intestino grosso; naquele local ocorre necrose 
Quadro agudo de dor intensa do lado direito, abdomem agudo. 
Conduta: notificar, investigar e encaminhamento para emergência cirúrgica, 
contraindicar doses subsequentes da vacina. 
 
Obs:Comum quando faz fora da idade a vacina. 
 
 
HEPATITE B 
-Vacina: feita por técnica recombinante de engenharia genética a partir do antígeno de 
superfície do vírus da hepatite B (estimula apenas o anticorpo anti HBS) + o adjuvante 
hidróxido de alumínio (potencializa poder imunogênico) 
→ O vírus (esse vírus é de DNA) quando estimula anticorpo é o antiHBS que mata o 
vírus. 
-A hepatite B é uma doença infecciosa, contagiosa causada pelo vírus V-HB (vírus DNA) 
de transmissão por sangue, secreção vaginal, esperma, leite materno e vertical (mãe 
para filho na gravidez). 
O vírus apresenta alta infectitivade, 100x mais transmissível que o vírus HIV, pode se 
manter viável por semanas em um alicate de unha, agulhas, brinco, piercing, palito de 
unha, esmalte, escova de dente (ou pelo simples fato de ficar perto de outra escova) 
por semanas, é muito comum a transmissão entre comunicantes intradomiciliares que 
não tem relação sexual, devido o compartilhamento desses objetos 
Da infecção no espaço de 15 dias o vírus já é detectado pelo exame Ag-HBs, que 
corresponde o marcador da presença do vírus, após 30 dias da infecção já é detectável 
o anticorpo contra o córion do vírus (DNA viral); inicialmente por alguns meses 
apresentara positivo por imunoglobulinas IGM, após 6 meses o anti-HBc continuara + 
por imunoglobulina IgG. Mantendo por toda vida do paciente, por isso solicitamos o 
anti-HBc total, que é a soma do IgG + IgM. 
30% das pessoas entre 15 dias a 60 dias da infecção apresentaram quadro agudo, 
colúria (urina escura); acolia fecal (fezes brancas). 
O quadro agudo não interfere na evolução da doença e é auto-limitado (dura 30 dias). 
Em um período da infecção até 180 dias poderá o sistema imunológico produzir o 
anticorpo contra a superfície do vírus (anti-HBs), o que destrói o vírus e causa a cura 
espontânea da doença. 
90% dos adultos evoluíram para cura espontânea, porém somente 10% das crianças 
evoluíram para cura espontânea. 
Os casos que não tiverem cura espontânea se tornaram portadores crônicos de 
hepatite B, apresentaram transaminase-glutamica oxalacética (TGO); transaminase 
glutâmica pirúvica (TGP); gamaglutamiltransferase (gamaGT). Esses exames 
apresentaram no mínimo 3 x acima ao valor de referência do teste. 
Com o decorrer dos anos haverá nos hepatócitos sua destruição com metamorfose 
gordurosa e posterior substituição por tecido fibroso – cirrose hepática ou câncer de 
fígado 
Tratamento: uso de interferon (interleucina para melhorar a resposta imune para 
tentar estimular a produção de anti-HBs) 
• Locais: 1d; ocorre devido reação imunológica ou ao hidróxido de alumínio. Dor, 
edema, calor e rubor 
Conduta: notificar se for intensa ou surto 
 
• Gerais: 1d; ocorre devido areação imunológica da vacina. Febre, mialgia, 
artralgia, desconforto gastrointestinal 
Conduta: investigar outras causas e antitérmico (tratamento sintomático) 
 
• Púrpura trombocitopenica: alguns dias 2m; ocorre por reação cruzada 
imunológica onde o sistema imune destrói plaquetas causando hemorragias. 
Petequias ou equimoses no tecido subcutâneo disseminadas pelo corpo. 
Conduta: notificar, investigar, acompanhar, encaminhamento para 
hematologista, tratamento com corticoide, contraindicação de doses 
subsequentes da vacina. 
 
• Anafilaxia: menor 2 horas; igual aos outros