A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
questao social ap3

Pré-visualização | Página 1 de 4

1. Minhas Disciplinas
2. QUESTÃO SOCIAL NO BRASIL - 7871
3. Avaliações
4. AP3.1 - Avaliação Formativa Processual - Online (vale 40% da MAP)
	Iniciado em
	Wednesday, 21 Oct 2020, 20:06
	Estado
	Finalizada
	Concluída em
	Wednesday, 21 Oct 2020, 20:44
	Tempo empregado
	38 minutos 30 segundos
	Notas
	20,00/20,00
	Avaliar
	10,00 de um máximo de 10,00(100%)
Parte superior do formulário
Questão 1
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Remover rótulo
Texto da questão
No debate sobre a "questão social", impõe um percurso de relações e mediações necessariamente conectadas, impedindo, dessa forma, que a imperativa eleição do desemprego como foco de investigação, se dê numa angulação que o isole dos demais "complexos de complexos" que o determinam e dele resultam. Essas advertências são da maior importância dadas as articulações, na realidade, entre esta e as demais expressões da "questão social". Com o desemprego, resulta em pobreza, em relação ao entendimento de pobreza marque as afirmações corretas:
I) Somente pode ser entendida quando considerada a partir da incapacidade de reprodução social autônoma dos sujeitos que, na sociedade capitalista, remete de modo central à questão do desemprego.
II) Trabalhadores inseridos no mercado de trabalho, e, portanto, empregados (formal e/ou informalmente) estão isentos de sofrerem processos de pobreza.
III) A pobreza pode ser relacionada a união da sociedade em classes sociais e à existência da propriedade privada.
Escolha uma:
A. Somente as alternativas I, e III estão corretas.
B. Somente a alternativa está I correta. 
C. Somente as alternativas I, II e III estão corretas.
D. Todas as afirmações estão corretas.
Feedback
Sua resposta está correta.
Questão 2
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Remover rótulo
Texto da questão
Castel pode-se ver que a melhor realização do capitalismo em sua história também não foi perfeita. Sua deterioração, entretanto, pode ser um tema central para uma nova crítica ao capitalismo globalizado. O autor questiona sobre o que é um assalariado.
O salariado é sempre pensado a partir do salariado operário, quer dizer, da condição social mais ingrata, penosa e desprezada.
PORQUE
O salariado é pensado a partir do salariado, cuja sua remuneração é alta, com uma condição social menos sofrida e desprezada.
A respeito dessas asserções, assinale a opção correta.
Escolha uma:
A. A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda, uma proposição verdadeira. a) As duas asserções são proposições verdadeiras, e a segunda é uma justificativa correta da primeira. b) As duas asserções são proposições verdadeiras, mas a segunda não é uma justificativa da primeira. c) A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda, uma proposição falsa. d) A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda, uma proposição verdadeira.
B. As duas asserções são proposições verdadeiras, mas a segunda não é uma justificativa da primeira.
C. A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda, uma proposição falsa. 
D. As duas asserções são proposições verdadeiras, e a segunda é uma justificativa correta da primeira.
Feedback
Sua resposta está correta.
Questão 3
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Remover rótulo
Texto da questão
A terceira eventualidade tratada por Castel referente ao cerne da questão social atual é definida por ele como um enfraquecimento do suporte salarial (CASTEL, 2004a, p. 260). Esse fenômeno também ocorre na periferia, mas ele se remete mais a uma realidade de classe média. Pensando em uma sociedade do trabalho globalizada, podemos identificar semelhanças e diferenças entre o centro e a periferia.
Analisando as afirmativas são corretos os itens:
I) A realidade da desfiliação e da flexibilidade, que afeta grande parcela das camadas médias do Atlântico Norte, também afeta nossa classe média, cujos filhos agora precisam competir, talvez como nunca antes, com os filhos da nova classe trabalhadora como, por exemplo, no ingresso nas boas universidades, o que consequentemente abre o caminho para bons empregos e condições estáveis de vida.
II) A nova classe trabalhadora não pretende competir com a classe média como, por exemplo, no ingresso nas universidades, o que consequentemente abre o caminho para bons empregos e condições estáveis de vida.
III) A realidade da desfiliação e da flexibilidade, que afeta grande parcela das camadas médias do Atlântico Norte, não afeta nossa classe média.
Escolha uma:
A. Somente as alternativas I, e II estão corretas.
B. Somente as alternativas II e III estão corretas.
C. Somente as afirmações I e III estão corretas.
D. Somente a alternativa está I correta. 
Feedback
Sua resposta está correta.
Questão 4
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Remover rótulo
Texto da questão
Uma sociedade salarial, entretanto, é uma sociedade na qual a maioria dos sujeitos sociais tem sua inserção social relacionada ao lugar que ocupam no salariado, ou seja, não somente sua renda, mas também seu status, sua proteção e sua identidade. Diante disso pode-se dizer que:
Escolha uma:
A. A sociedade salarial inventou um novo tipo de seguridade diretamente ligada ao trabalho e não somente à propriedade e ao patrimônio. 
B. A sociedade salarial inventou um novo tipo de seguridade ligada somente ao patrimônio.
C. O trabalho na sociedade salarial é uma sociedade em que os indivíduos não têm direitos e nem garantias.
D. A sociedade salarial criou um novo tipo de seguridade diretamente ligada somente ao status do trabalhador.
Feedback
Sua resposta está correta.
Questão 5
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Remover rótulo
Texto da questão
De acordo com Pochamann é cada vez maior a especialização da economia nacional em termos da produção e exportação de bens primários com baixo valor agregado e reduzido conteúdo tecnológico, geralmente intensivo em postos de trabalho mais simples [...]. Nos países desenvolvidos, verifica-se, em contrapartida, a diversificação da produção, com maior valor agregado e elevado conteúdo tecnológico na produção de bens e serviços.
Em relação a economia marque V para afirmativas verdadeiras e F para afirmações falsas.
I) Evidencia-se, pois que o desenvolvimento do capitalismo brasileiro, operado no quadro do capitalismo dos monopólios, continuou limitado por mecanismos protecionistas de acesso à tecnologia por parte dos países cêntricos, o que não permitiu qualquer eversão no lugar ocupado pelo Brasil na divisão internacional do trabalho.
II) É evidente que o desenvolvimento do capitalismo brasileiro, operado no quadro do capitalismo dos monopólios, continuou limitado por mecanismos protecionistas de acesso à tecnologia por parte dos países cêntricos, o que permitiu qualquer eversão no lugar ocupado pelo Brasil na divisão internacional do trabalho.
III) Os benefícios concedidos pelo Estado intervencionista à burguesia nacional não eram acompanhados de exigências mínimas de investimento em pesquisa e desenvolvimento que deveriam funcionar como uma espécie de contrapartida, no sentido de consolidar alguns aportes que possibilitassem autonomia tecnológica em médio-longo prazos.
IV) Os benefícios concedidos pelo Estado intervencionista à burguesia nacional eram acompanhados de exigências de investimento em pesquisa que deveriam funcionar no sentido de consolidar alguns aportes que possibilitassem autonomia tecnológica em longo prazo.
Escolha uma:
A. V, F, V, F. 
B. F, V, F, V.
C. V, V, V, F.
D. F, F, V, V.
Feedback
Sua resposta está correta.
Questão 6
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Remover rótulo
Texto da questão
A obra de Castel associa o conceito de desfiliação social à identificação da nova questão social, não apenas francesa, mas também global. Em um artigo, no qual analisa as transformações contemporâneas do que chama de questão social, Castel (2004b) identifica na dimensão da globalização o novo espaço teórico e político no qual os problemas do trabalho contemporâneo devem ser pensados.
A partir de sua análise pós Welfare, Castel considera que sociedades como as da Europa Ocidental conseguiram se defender melhor dos problemas gerados