Buscar

Direito Processo do Trabalho Princípios

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 3 páginas

Prévia do material em texto

Direito Processo Trabalho – Princípios
Aluno: Geraldo - Curso de Direito 
Visite o Site: www.geraldofadipa.comunidades.net
Princípios
Preposições gerais inseridos na cultura e ordenamento jurídicos, visando criação, interpretação e aplicação do direito. ⇒ Bases gerais que devem seguir na hora de criar, interpretar ou aplicar a lei.
Observação. ⇒ 3 funções principais.
· Instrutiva. ⇒ Nortear o legislador para propor leis que sejam aplicadas com valores defendidos pelos princípios.
 
· Interpretativa. ⇒ Auxiliar diretamente os aplicadores do Direito e a Magistratura no momento de tomar decisões em relação aos processos.
· Normativa. ⇒ Preencher suposta lacuna em situação que não está previsto em lei. 
Princípio da Proteção
Norteia no sentido de proteger a parte mais frágil na relação jurídica (o trabalhador), ou seja a parte hipossuficiência. In dubio pro misero.
Princípio da Primazia da Realidade
Fatos prevalecem sobre os ajustes formais. Nas relações trabalhistas o que importa são os fatos que ocorrem, mesmo que algum documento formalmente indique o contrário. 
Princípio da Continuidade 
Presume que o vínculo trabalhista entre empregador e empregado seja indeterminado. Ele visa a preservação do emprego. Assim, este principio constitui presunção favorável ao empregado.
Princípio da Inalterabilidade
Nos contratos individuais de trabalho só é permitido a alteração das respectivas condições por mútuo consentimento, desde que não resultem, direta ou indiretamente, prejuízos ao empregado (acordos ou convenções sindicais). 
Princípio da Intangibilidade Salarial  
Garantir ao trabalhador o direito de perceber a contraprestação a que faz jus por seu trabalho, de maneira estável e segura.
Princípio Irrenunciabilidade de direitos (indisponibilidade)
Não pode abrir mão de um direito previsto em lei. Isso significa, na prática, que não pode abrir mão de direitos de ordem pública de forma voluntária. Por exemplo abrir mão das férias.
Princípio da Unidade da Jurisdição
Jurisprudência TST. ⇒ Fatos reconhecidos em sentença criminal condenatória transitada em julgado não podendo ser rediscutido na seara trabalhista. 
 Exemplo. Funcionário público condenado por improbidade administrativa, tenha pedido seu emprego. Inconformado resolve acionar a justiça trabalhista pedindo, então, verbas rescisórias ou anulação das razões da sua demissão por justa causa. 
Princípio da irrecorribiidade imediata das interlocutórias
No processo trabalhista, as decisões interlocutórias são, em regra, irrecorríveis de imediato, como reza o art. 893, § 1º, da CLT, particularidade responsável pela tão famosa celeridade atribuída ao processo laboral.
Obervação.
· Os incidentes, em regra, podem serem resolvidos pelo próprio juiz ou tribunal. 
· Como toda regra há exceções, a regra da irrecorribilidade imediata, também, possui exceções. 
Princípio da instrumentalidade das formas 
Na justiça do trabalho o que vale é o atingimento do fim. Assim se o ato atinge a sua finalidade, sem causar prejuízo às partes, ainda que contenha vício, não se declara a sua nulidade. Privilégio para a finalidade.
Princípio da subsidiariedade
Significa a possibilidade das normas do Direito Processual comum serem aplicadas ao processo do trabalho, como forma de suprir as lacunas do sistema processual trabalhista.
Princípio da aplicação da norma mais favorável
Havendo 2 (duas) ou mais normas vigentes, aplicáveis no mesmo contrato de trabalho, se utiliza a que for mais favorável ao trabalhador.