A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
SUPERVISÃO EDUCACIONAL

Pré-visualização | Página 1 de 6

SUPERVISÃO EDUCACIONAL 1 
Mary Sousa | maarysous | (88) 9.9655 – 2990 
A ação supervisora, desenvolvida nas escolas, deve ser essencialmente a de acompanhar a 
atualização pedagógica e normativa baseados nos fundamentos determinados na LDB 
9.394/96; propiciar oportunidades de estudo e interlocução aos professores, em atividades 
coletivas, que reúnam professores que desenvolvem um mesmo conteúdo nas diversas 
séries e níveis escolares; propiciar oportunidades de estudo e decisões coletivas sobre o 
material didático. (RANGEL, 2003, p. 40). 
Para Rangel (2003) no que se refere à descrição de métodos e técnicas de ensino, a ação 
supervisora pode: 
R: Incentivar o estudo de princípios metodológicos, enfatizando, nas sessões de estudo, elementos 
pontuais para a escolha do método, atitudes de ler, debater, avaliar, reelaborar conceitos e práticas. 
 
A ação supervisora deve ir além dos limites da unidade escolar precisando conhecer outros 
espaços sociais fundamentados nas políticas educacionais para: 
R: Harmonizar as leis que regem a educação com a prática da rotina de ensinar e aprender no 
cotidiano escolar. 
 
A aprendizagem passa a ser objeto de estudo e trabalho do supervisor que discute e 
acompanha junto com o professor as propostas curriculares, as condições de ensino dos 
professores e o nível de aprendizagem dos alunos. O papel do supervisor é definido com 
base: 
R: Nos resultados da relação que ocorre entre o professor que ensina e o aluno que aprende. 
 
A charge abaixo demonstra uma família conversando com o supervisor escolar em tempos 
diferentes sobre os resultados das avaliações de seu filho. 
 
Reflita sobre a imagem e faça uma análise crítica sobre o relacionamento dos pais, aluno e 
supervisor no contexto escolar no que se refere o resultado da aprendizagem. Esta imagem 
expressa: 
R: As reações comportamentais nas análises dos resultados das avaliações variam dependendo 
do tempo e do nível de compreensão dos professores, pais e alunos. 
 
A eficácia da ação do supervisor escolar está diretamente ligada a sua habilidade em 
promover parceria com o professor no processo de ensino-aprendizagem de forma dinâmica 
e eficaz. Para que esta ação pedagógica se desenvolva se faz necessário que: 
R: O supervisor escolar desenvolva habilidades que promovam motivação e inovação no professor 
tendo como reflexos em sala de aula o ensino de qualidade repercutindo na aprendizagem 
significativa do aluno. 
 
A formação e atuação do supervisor escolar na sociedade contemporânea tem sido pensada 
na perspectiva de seu redimensionamento, a fim de responder aos desafios de uma 
sociedade globalizada. Desse modo, a formação desses profissionais da educação deve ser 
focalizada: 
R: No instrumento de construção de habilidade de ensino. 
 
Alarcão (2004, p. 35), refere-se a este profissional de supervisor como líder, definindo como 
objeto de seu trabalho “o desenvolvimento qualitativo da organização escolar e dos que nela 
realizam seu trabalho de estudar, ensinar ou apoiar a função educativa por meio de 
aprendizagens individuais e coletivas”. 
A autora demonstra que o trabalho do supervisor escolar pretende: 
R: Coordenar o trabalho pedagógico articulando os saberes dos professores, os interesses dos 
alunos e sua relação com a proposta de trabalho da escola. 
 
SUPERVISÃO EDUCACIONAL 2 
Mary Sousa | maarysous | (88) 9.9655 – 2990 
Analisando o termo supervisão, nos deparamos com o prefixo super, que aliado à visão pode 
levar a uma conotação errônea sobre aquele que tem poderes superiores para olhar o 
processo de ensino aprendizagem. Essa conotação não diz respeito ao verdadeiro sentido 
da ação supervisora na escola. Com o propósito conceitual entende-se a supervisão escolar 
como: 
R: O ato de entender o conjunto de elementos que compõem a instituição de ensino, cujo objeto 
específico é o processo ensino-aprendizagem. 
 
Ao planejar as atividades pedagógicas, em integração com outros profissionais da educação 
e integrantes da comunidade, é fundamental que o supervisor escolar destaque a 
importância: 
R: Dos motivos que promovem as dificuldades dos alunos aprenderem e daí elaborar 
planejamentos baseados nas demandas reais. 
 
A partir das perspectivas apontadas pela LDB/96 para a formação dos profissionais da 
educação, para resignificar a atuação do profissional pedagogo na escola brasileira atual, 
faz-se urgente e necessário: 
I. Superar os impasses conceituais do termo supervisão em seus múltiplos aspectos. 
II. Compreender a escola como local efetivo de trabalho. 
III. Desmistificar a figura do profissional supervisor. 
IV. Conceber-se como um sujeito que produz, reproduz e pesquisa diferentes maneiras de ensinar, 
de aprender e também de orientar. 
V. Admitir que o professor na sala de aula tem sua própria produção dos conhecimentos. 
A respeito das afirmações constantes dos itens I a V, assinale a alternativa CORRETA. 
R: As afirmações constantes dos itens I, II, III, IV e V estão corretas. 
 
A prática pedagógica do supervisor escolar exige conhecimentos da organização do 
trabalho pedagógico para responder aos desafios desta prática. Neste sentido, pode-se 
afirmar, CORRETAMENTE, que: 
I. As ações pedagógicas do supervisor escolar deverão ser refletidas na teoria. 
II. As decisões tomadas pelo pedagogo, no contexto da prática, resultam de suas concepções. 
III. A prática pedagógica do supervisor escolar integra as dimensões técnica, política e humana. 
A respeito das afirmações constantes dos itens I a III, marque a alternativa CORRETA. 
R: As afirmações constantes dos itens I, II e III estão corretas. 
 
A prática profissional da supervisão escolar deve comprometer-se com os princípios e 
finalidades da educação. Nesse sentido, o trabalho do supervisor está vinculado: 
R: O planejamento, a gestão e a avaliação escolar. 
 
A profissão do supervisor escolar se desenvolve através da educação e precisa estar 
comprometida com as mudanças: 
R: Sociais e educacionais 
 
As atividades pedagógicas do supervisor escolar devem ser focalizadas nas etapas e 
instrumentos da avaliação do desempenho do aluno, considerando o rendimento: 
I- Na observação da mudança de comportamento dos educandos. 
II- No entendimento e análise dos indicadores educacionais alcançados. 
III- Na sugestão de estratégias para melhorar as deficiências identificadas no processo de ensino 
e aprendizagem. 
IV- No resultado dos investimentos financeiros feitos pela escola. 
V- Na análise qualitativa dos indicadores educacionais. 
Estão corretas as afirmativas: 
R: I, II, III e V, apenas. 
 
As atribuições da supervisão escolar estão distribuídas nas áreas: 
R: Pedagógica, curricular e administrativa. 
SUPERVISÃO EDUCACIONAL 3 
Mary Sousa | maarysous | (88) 9.9655 – 2990 
 
As recentes discussões sobre os processos de formação profissional têm revelado a 
necessidade de articular os conhecimentos teóricos com os saberes práticos de ensinar. 
Neste âmbito, constrói-se um conceito sobre a formação profissional do supervisor escolar 
que pressupõe: 
I. O sujeito de conhecimentos teóricos e práticos. 
II. A prática da supervisão escolar como espaço de produção de saberes. 
III. A formação profissional fundamentada apenas na racionalidade técnica. 
IV. A articulação dos saberes dos professores e sua relação com a proposta de trabalho da escola. 
V. A prática da supervisão escolar como instrumento de estudos de assuntos pedagógicos. 
A respeito das afirmações constantes dos itens I a V, assinale a alternativa CORRETA. 
R: As afirmações constantes dos itens I, II, IV e V estão corretas. 
 
As três dimensões que caracterizam a especificidade da supervisão escolar são: 
R: Pedagógica, administrativa, política. 
 
A supervisão escolar democrática desenvolve as práticas pedagógicas visando o respeito 
às opiniões próprias, a liberdade de expressão, a compreensão dos conceitos e valores 
humanos e a criatividade que promove o desenvolvimento e a aprendizagem. O trabalho 
desenvolvido pelo supervisor